quarta-feira, 30 de junho de 2010

CAFÉ, POESIA E SONHO



Se aprochegue, aconchegue.
Traga seu coração em poesia.
Derrame sua emoção em prosa.
Num cantinho o violão,
sob a luz fosca,
Parece pedir para ser dedilhado,
Chorar notas sussurrantes,
acompanhando versos de Bandeira






O dia vem, e dia adentro
Continuo a possuir
o segredo grande da noite.

Um gole de café,
Vinho ou conhaque,
sacramentam e a aquecem,
conduzindo aos devaneios mais loucos,
de que só os poetas são capazes.
Declame, inflame aqui sua Caligrafia,
seu Balaio borbulhando ideias,
inventando luares.
Aqui se bebe café, sonhos e letras...


Esse ...sei lá...poema?
Bom, esses escritos aí surgiram a partir de uma entre tantas conversas que tive pelo MSN com minha amiga Simone, em que falávamos de um desejo, um sonho seu em ter um Café, um lugarzinho aconchegante onde a poesia seria a personagem 'principal'. Rimos muito,divagamos em idéias malucas e adoráveis. Num desses devaneios, eu estaria lá, lendo um texto lindo  dela, além das poesias do nosso amigo Moisés Poeta, acima citado em  Caligrafia.
Aiiii... a conclusão disso tudo é: Como é bom estar aqui. Como é bom compartilhar assim da vida dos amigos, nas coisas que eles mais gostam de fazer.

Beijos de uma pétala emocionadinha.


A propósito, cliquem abaixo e confiram meus amigos acima citados:


si fernandes
A BIOGRAFIA DO FOGO

14 comentários:

  1. Minha amiga, eu to emocionada... vendo meu sonho ganhar forças e contar com sua alma pra sonhar comigo...Ja posso senti-lo real.

    (temos planos )
    Obrigada muito obrigada.

    Si_emocional

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais linda,Pétala!Adorei e as palavras foram saindo, como a fumacinha de um café quentinho...Adorei!beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Delícia de bate papo... a amizade, a vida e o prazer de existir é um privilégio de poucos. Sem exagero, a felicidade de viver a vida é um privilégio de poucos, onde a outra parte sobrevive para apagar fogueiras de suas mazelas que eles mesmo constroem em suas mentes.

    Para ser feliz, basta querer e começar.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Que gracinha vc e a Si!
    Quero muito bebericar neste café!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Milene, Pétala, amada!
    Vim agradecer seu carinho e força doada AMOROSAMENTE...OBRIAGADA!!! E amada, não deixe nunca de sonhar...os sonhos além de serem os guardiães do nosso sono, colorem a nossa vida!
    Beijuuss n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Passe la no meu blog :)
    Tem um selinho para você
    beeijo

    ResponderExcluir
  7. Para "Si"
    Muito Prazer Si... prazer com letra maiuscula, pq ao ler vc pela primeira vez, me deparo com um poema que retrata tão bem (magistralmente, diria um literato...) o coração de nossa amiga Menem... Moça suave, que aparou as arestas do sentimento nas asperezas da vida, fazendo-se veludosa e acetinada como petálas, que lhe emprestam o ipíteto pela formosura presente em ambas... mas sabemos que nossa amiga sabe ser objetiva, quase contundente se a ocasião pedir... isso porque ela ama a verdade... eu amo a verdade... eu amo esta nossa amiga!

    Parabéns, Si... e Obrigado, Menem... com maiuscula tambem, porque vc tem me aguentado nestes dias conturbados e intensos que tenho passado...
    AnÔnimo...

    obs: Si, não comentei direto no seu blog, pq lá não posso ser anônimo... não abro mão do anonimato, rssrrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo , cujo epíteto lhe cairia bem , como " o grande puxa saco "

      Excluir
    2. Puxa-saco , pois que a nova ortografia ainda nao lhe roubou o hífen ,
      E sobre a poesia é linda sim . Parabéns e beijo de um anônimo ciumento e " grande admirador seu " epíteto meu ?

      Excluir
    3. Te amo menina ...
      Este " puxa -saco" anônimo ,
      E eu " o ciumento anônimo "
      De quem de ti , será mais enamorado ?
      Flor,pétala , menina ..
      Jardim inteiro ...

      Excluir
    4. Nem te recordas porque venho aqui ?
      Nem lembras porque este dia ?
      Menina , menina ...
      Puxa pela memória e deixa que implique eu ,
      Com o puxa-saco ...
      Este anônimo aqui , ainda te fará escrever
      Um belo e inquieto poema ...

      Excluir
  8. Dig...dig..dig!
    Vim aqui fazer carinho!
    Beijosssss!

    ResponderExcluir
  9. adorei a ideia , adorei o texto ...

    amei passar por aqui e ver que fui lembrado por voce.

    um beijo, pra la de carinhoso, pra voce !

    ResponderExcluir
  10. Poema sim. E cantado aos olhos dançantes de quem lê. Adorável convite!

    Abraço do Jefhcardoso, encantado!

    ResponderExcluir