sexta-feira, 13 de agosto de 2010

NAVEGAR É PRECISO. VOTAR É PRECISO?


É mesmo necessário votar? Minha indagação pode ser vista como absurda, mas não se espantem tanto, caros amigos. É bem mais uma pergunta de repúdio do que de alienação quanto aos meus deveres de cidadã. Em tempos de véspera de eleição é assim que me encontro, desestimulada, descrente. Uma nau sem rumo no que diz repeito a como conduzir meu voto.
É uma mesmice que beira à idiotice. Não vou assistir a nenhum debate, já decidi isso, porque de nada vai me ajudar. Lembro bem dos outros, as perguntas são as mesmas, as respostas idem, o jogo de vaidade, bastidores, a guerra cretina pra ver quem se saiu melhor, como se isso fosse determinante pra se ter um bom futuro governante.
Acho que cansei, joguei minha toalha ideológica. É um labirinto onde todas as saídas garantem apenas uma certeza: é o jogo político que conduz tudo, os conchavos serão os mesmos, a oposição só se faz valer quando luta por algo que denigre a imagem da gestão atual e não pra beneficiar a população. Os escândalos nem são mais tão escandalosos, nem mais nos espantamos, pasmem!
Quero de volta minha ideologia. Roubaram-na de mim quando ingenuamente imaginava que havia salvadores da pátria e com um balde de água gelada me dei conta que não, não há. O que há é uma população gigante que parece não se importar muito com o descaso, a cara-de-pau desses sujeitos desprovidos de noção. Os eleitores não sabem a força que tem. Os políticos desejam que jamais descubram. Assim o joguinho sórdido fica só entre eles e pra nós o cardápio de sempre: saúde pública agonizante, a violência se alastrando em lugares inimagináveis, educação de faz-de-conta, enchentes provocando destruição e morte, entre tantas outras cores assustadoras que compõem esse arco-íris nebuloso.

ESTOU DOANDO MEU VOTO SEMI-USADO EM TROCA DO TOTAL COMPROMETIMENTO NO QUE SE REFERE A:
a)      Ser decente (item totalmente fora de moda no meio político;
b)      Pelo menos cogitar a possibilidade de cumprir promessas feitas em campanha;
c)      Usar de empatia com a população e tentar imaginar que os problemas tão reais são seus também;
d)      Tentar chegar ao final do mandato sem ser processado ou preso por corrupção.

Certamente não aparecerão muitos interessados, mas sentarei e esperarei...

17 comentários:

  1. kkkkkkkkkkkkk...Colocarei um banquinho ao seu lado, esperando...esperando... que algum milagre aconteça...serei solidária a vc... juro! Ah, levarei linha para tricotarmos muuuuuuuito e de quebra óleo de peroba pra passar na cara de pau de algum candidato que por ventura aparecer.
    Ahhh... lembrei de vc essa semana aqui em Maceió...houve protesto contra o Collor...imaginei tu com uma bandeirinha o espulsando...kkkkkkk

    Bjossssss

    ResponderExcluir
  2. Estou contigo. Quando vemos as opções disponíveis a vontade que dá é de ir pra roça viver de subsistência e não ficar nem sabendo das coisas que acontecem, igual aqueles ribeirinhos do Amazonas.

    Acho que meu voto hoje vale menos que um para-choque de Kombi usado...

    Abs!

    ResponderExcluir
  3. É um pouco triste quando encaramos uma eleição da qual, em princípio, dependeria o nosso futuro colectivo, com tanta descrença. Infelizmente, do mesmo mal me queixo, fazendo já ouvidos moucos a um ror desmedido de promessas pré-eleitorais, rapidamente esquecidas após a tomada de posse do tão almejado assento do poder. A partir daí, perante o chorrilho de asneiras dos vencedores a oposição limita-se - à falta de alternativas credíveis em benefício do povo - a tentar denegrir e atacar o governo. É assim em todo o lado, ganhe quem ganhar, perdemos sempre. Um abraço com um voto de esperança - mesmo que ténue - de que algo possa mudar para melhor.

    ResponderExcluir
  4. Vixi, tá difícil então é melhor nem esperar sentada, tem que esperar deitada mesmo de preferência em uma rede debaixo de uma sombra, pois ninguém vai querer o sei o voto..rs

    Lamentavelmente tudo que vc falou é a mais pura verdade, muita promesa é pouco trabalho estamos acostumados com esse sem-vergonhas que só visam o poder para beneficio própio o povo que se lasque pois, só precisamos deles a cada quatro anos. Também cansei. Sinceramente poliica é uma coisa que me estressa.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Pois é, parece ser mais difícil encontrar um político sério que uma agulha num palheiro...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  6. Curiosamente, os votantes não se sentem responsáveis pelos fracassos do governo em que votaram ...

    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Bah... Pétala! Vou te confessar, no que diz respeito a assuntos indiscutíveis, o único que eu discuto - até com certo entusiasmo - é o futebol... Religião e Política não é comigo! Concordo com tudo o que dissestes, mas, prefiro ler teus textos sobre amor, música, poesia, solteirismo, encalhações e coisa e tal! A política é sempre uma discussão vã!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. MILENE, JÁ FUI CHEGADO EM POLÍTICA, MAS HJ NÃO ME SINTO A VONTADE NEM para COMENTAR... É TANTO DESCASO, É TANTA MESMICE QUE ME SINTO INÚTIL, COMO SE ESTIVESSE TBM JOGANDO A TOALHA QUE INFELIZMENTE NÃO CAI SOBRE OS CARAS-DE-PAU, QUE SE DIZEM SALVADORES DA PÁTRIA, E NUM VENTO FRENÉTICO E JUSTICEIRO OS ENROLE O PESCOÇO E OS ENFORQUE PARA O BEM DA NAÇÃO. ME SINTO TRISTE TBM AO VER QUE CRITICAMOS TANTO PAÍSES QUE MARGEIAM A DITADURA E OS CARGOS ETERNOS E MANTEMOS GERAÇÕES DE POLÍTICOS NO PODER, CADA VEZ MAIS NOS LEVANDO O POUCO DE DIGNIDADE.
    EU TBM VENDO O MEU VOTO, VENDO A QUEM ME OFERECER O POUCO DE DECÊNCIA E VONTADE DE MUDAR ESTA REALIDADE CRUEL E IMUNDA QUE VIVEMOS.
    BEIJOS E CONTINUE A NOS PRESENTeAR COM SUA POESIA CORTANTE E REAL.

    ResponderExcluir
  10. Fia... entendo seu desalento, que é meu também... mas apenas queixar não muda a situação... qualquer pessoa pode se candidatar, pq os honestos não se candidatam? Consideram jogo de cartas marcadas? pode até ser que sim e, na maioria das vezes, é fato mesmo... mas o mal prevalece onde o bem se cala...
    Beijo mineiramente anônimo...

    ResponderExcluir
  11. Querida e doce Pérola!

    Será que os políticos de vários pontos do mundo fizeram todos a mesma escola?
    Porque será que seu afastamento do país real é tão manifesto, mal chegam ao poleiro?

    - Penso que será em virtude do tempo que têm para encher os bolsos ser curto e não lhes chega para se traduzirem nas nossas preocupações, esquecendo rapidamente que nos representam.

    Beijo e kandandos, e minha sincera gratidão pela tua constante presença amiga que não dispenso.

    ResponderExcluir
  12. Com esses que se apreseentam, não dá vontade alguma de votar.So vão mudar as moscas e a b....continuará a mesma.beijos,lindo domingo,chica

    ResponderExcluir
  13. O problema de hoje em dia é saber vedadeiramente quem é "ficha limpa". Hoje, 80% dos políticos são corruptos, todavia, temos que fazer um esforço e penerar, selecionar, e votar naqueles que podem fazer a diferença em prol da comunidade. Tem texto novo no Sub Mundo. Bjus.

    http://submundosemmim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Perfeitamente compreensível, Pétala!

    E o que me mais intriga é o seguinte: por que os honestos e decentes não se candidatam? Estará a política fadada àqueles que tendem a se corromper?

    Beijo,
    Doce de Lira

    ResponderExcluir
  15. Oi querida!

    Pois é, amiga! Acho que vou ficar junto com você e a Cida! Sentadas no banquinho, esperandooooo!!

    Ganhe quem ganhar, é tudo igual!
    Todos farinha do mesmo saco!!

    Beijos

    Lia

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Sinceramente, não!!!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  17. Olá querida amiga!
    Vim, fiquei mais um pouco que o habitual, tentando recuperar alguns de teus escritos que involuntariamente não acompanhei. Também porque vir a este jardim é inspirar frescos perfumes que inalo para me recriar.
    E estando por aqui, não posso deixar de te dizer da minha gratidão pela tua companhia e carinho que espero sempre ansiosamente e que nunca me fazes faltar.
    Kandandos meus e beijo com muito carinho

    ResponderExcluir