terça-feira, 14 de setembro de 2010

VOCÊ TRISTE = EU TRISTE...VOCÊ FELIZ = EU FELIZ

Essa frase, tão simples, mas de significado ímpar, me foi dita dias atrás pelo meu amigo anônimo-bipolar-intenso. Me soou como uma carícia inigualável n’alma, um afago que só recebemos de quem realmente nos quer bem.
É disto que se trata esse post. Vim aqui me derramar em amores às pessoas que colaboram pra que essa pétala que vos escreve sinta-se tão amada.
Domingão, sofazão, eu esparramada nele, sob o efeito de remédios a tentarem domar minha Vê (nem vou falar muito dela, estou dando ibope demais pra essa fulana), acabei por dormir um tiquinho... Ao acordar, me deparo com uma de minhas cunhadas sentada assim pertinho de mim, quieta (e ela é daquelas esfuziantes, coisa rara na minha família...rsrs), apenas me olhando. Questionei o porquê dessa quietude, simplesmente respondeu: Você está doente... Foi apenas esse comentário, de quem ama e gostaria de, num passe de mágica, fazer-me sentir melhor. Nada respondi, apenas meus olhinhos agradeceram, marejantes... E minha mãe, o quanto me olha como se eu fosse um bebê em desamparo. E como me senti de fato assim, querendo pedir “mãe, dorme aqui comigo, segura a minha mão”, mas não pude, não seria justo com ela. Aquele olhar me bastou, me deu alento, me cobriu de amor. E minha prima maluca, que exigiu que eu fosse ao hospital e só saísse de lá quando um médico resolvesse abrir minha barriguinha e retirar minha convidada indesejada, que se eu não fizesse isso ela se abalaria de Maceió pra me levar à força... E as pessoas virtuais, tatuadas em cores definitivas no meu coração, que tanto se preocuparam comigo, que me doam o seu melhor mesmo quando minha porção agridoce insiste em ignorar isso. E os meus amigos do trabalho, porque no trabalho tenho amigos, cuja compreensão com minha pessoinha extrapola a normalidade. E meus irmãos, de quem vivo a sugar atenção e favores, os quais são me doados sob a forma mais desprendida e amorosa que já tive notícias.
Cuidado com as formiguinhas no monitor de vocês, amigos, pois exagerei na dose de açúcar desse post, mas eu precisava fazer isso. Imaginem alguém sensível, que no mês em que a primavera lhe acrescenta primaveras fica sensível à décima potência, é assim que tenho me sentido, à flor da pele. Então tive que vir me derramar em gratidão por vocês, dizer que realmente não saberia como seria viver sem esse AMOR genuíno que me é doado a cada minuto de minha vidinha inquieta.
Saibam, nem tentem livrar-se de mim... Conformem-se com o fato de que meu jeitinho de pétala agridoce enredou a todos por completo e que sou uma fofa merecedora desse amor.

Ai que garota cara-de-pau!

Agora o Moska canta por mim... Pra vocês.


13 comentários:

  1. Que coisa mais linda tudo que escreveste.è assim mesm,o!Quando gostamos queremos ver a pessoa bem senão nós também ficamos tristes... E soubeste ser agradecida e reconhecida.Um amor!beijo,tudo de bom,chica e fica bem!!!

    ResponderExcluir
  2. Quer uma condução coercitiva? quer?
    Sabe que estou treinado e malvado, né?
    Então para de ser boazinha com quem te faz sofrer... "passa" a vê de uma vez e seja feliz...
    beijos...

    ps. prepara o divã, pq vou precisar...

    ResponderExcluir
  3. Olá minha querida amiga Milene, adoro ler seus textos, sempre agradáveis, ainda mais com Paulinho para agradar os nossos ouvidos, com música de qualidade. Paz e harmonia em seus dias.

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  4. - "Eu Tarzã, você Jane, Vê Chita"...
    - Chita, não: chata é o que ela é... ô macaquinha assanhada, sô! dá uma banana pra ela!
    - Te cuida, moça. Não deixe essa primata recalcitrante atrapalhar sua vida. Lembre-se queVocê feliz = todos nós felizes!
    - Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Agora sim!!! Agora, mim feliz...rsrs
    Agorinha, já-já, minha minina-ternura, amada, falou feito gente grande que é! E isso, especialmente hoje (que não tô nem um tiquinho doce)me deixou feliiiizzz!(quietinha visse? Só entre euzinha e vc!)
    Beijuuss n.c.

    www.toforatodentro.blogspot.com

    P.S:rsrs a palavra verificadora: "MELHO"!!!Isso é bauuummm dimaiiisss, sô!

    ResponderExcluir
  6. Linda Mi,

    seu post da primavera está lindo, ainda mais nos informando sobre seu niverzinho...aliás, que dia é mesmo???

    E esse amor derramado, esparramado, cheio de dengos que todos te oferecem é porque vocêzinha muito merece, visse? Adoramos vc, amamos seus textos.Pronto, já disse.

    Os Botões de Madrepérola estão te oferecendo o prêmio Dardos. Vem buscar, amiga!

    Um beijo e um queijo aqui de Minas...(para esse coração tão meigo e tão sincero, gentil, inteligente, uai).

    ResponderExcluir
  7. OI fofa, linda, vim te ver e deixar meu beijo de boa noite!

    muac!!!

    Lu C.

    ResponderExcluir
  8. Opssssss... já arrumou a mala?
    Como lhe prometi vim aqui lhe buscar... e para de teimosia 'vê' se larga essa preguiça e vamos ao 'procedimento'..rsrs
    Sério... já és forte demaisss, essas pedrinhas não combinam com a sua estrutura...rsrs

    Bjossssss da sua prima maluquinha

    ResponderExcluir
  9. Oi Pétala doce!
    Quero vc feliz!
    Beijo...beijo!

    ResponderExcluir
  10. Olá Moça!

    Fico feliz por vc ter tantas pessoas que te amam, isso demostra que vc é um pessoa especial.

    Quero ver vc muito feliz. Todos merecem a felicidade.

    Um grande Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Milene!
    Linkei seu blog (ótimo blog) no meu, tá?
    Amanhã (17/09), sai um post lá no blog que fala um pouquinho de você.
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  12. Não se avexe não baião de dois
    deixe de manha...
    Ow dengo meudeusu du céu!
    Amor de mãe é assim mesmo, só serve pra isso... PRA NOS DEIXAR BEM SEGURA DE QUE SOMOS AMADAS E PROVOCAR AMOR TBM!

    TE AMO E VC BEM SABE DISSO

    ResponderExcluir
  13. Que delícia suas palavras aqui amiga. Realmente sentir-se amada e cuidada com esse colinho é tudo de bom quando estamos frágeis né?!Se cuida heim!Já espantei as formigas da tela aqui rs... Minha doce amiga voc~e é uma graça. Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir