domingo, 24 de outubro de 2010

GENTE É PRA BRILHAR


Imagem emprestada do blog do Uelton, que emprestou da Folha de São Paulo

Há certas coisas inerentes à humanidade que definitivamente não compreendo. Diante de determinadas situações me apresento tal qual uma criança quando inicia a fase dos porquês. E muitas questões urgem, gritam diante de mim e continuo sem respostas. Atenho-me aqui a uma dessas tais questões clichês, lugar comum no discurso politicamente chato de mandatários e personalidades mundão afora, mas que na realidade não merece por parte destes a atenção devida. É sobre a FOME que trato. Escrevo em letras maiúsculas pois, apesar de minúscula foneticamente, essa palavra carrega em si um peso inimaginável, a não ser para quem convive com ela diariamente. Nós, no conforto de nossas poltronas, acompanhando noticiários de TV que vez ou outra pincelam sobre o tema, nós que nos comovemos e eventualmente até deixamos uma lágrima cair a nos depararmos com a miséria alheia, conseguimos de fato compreender o quão desumano é passar fome? Desumano não, calma lá! Assim eu defenderia que os bichos merecem padecer à míngua até morrerem. Misericórdia, não!

Dia desses bateu em minha porta... Mas antes permitam-me um aparte: minha casa não tem muros, a rua em que moro é movimentadíssima, janelinha sempre aberta, ainda nos damos a esse desfrute apesar dos constantes assaltos nas redondezas... Então lá pelas 7 da noite, um rapaz bate à porta. Do conforto da minha poltrona desconfortável senti o cheiro da pinga que certamente havia bebido minutos atrás. Perguntou se eu não podia arrumar um prato de comida pra ele e seu cachorro, pois os dois estavam mortos de fome. Respondi que não, naquele momento não tinha, e que ele pedisse em outra casa que provavelmente arranjaria. Disse NÃO a alguém que me pedia um prato de comida! A dois viventes, como diria minha avó. Senti medo porque o percebi ligeiramente bêbado, eu estava sozinha em casa e nem me aproximei, respondi lá, da maldita poltrona (des) confortável! E aquilo ficou martelando, acompanhando meu sono. Fui desumana e covarde em não tentar ao menos minimizar o desalento de alguém que ali precisava de tão pouco, mas de nada adianta agora ficar a lamentar. Naquele momento representei com maestria a porção insensível da humanidade

O assunto, porém, vai bem mais além do que minha crise de consciência por ter negado pão a alguém faminto. A fome é cruel, massacra, pune a quem foi condenado sem  cometer crime algum. Condenado pela vida à própria sorte. Conta-se que m 1974, durante a Conferência Mundial para a Alimentação, os caras bacaninhas das Nações Unidas estabeleceram que “todo homem, mulher, criança, tem o direito inalienável de ser livre da fome e da desnutrição...”. Para tanto, a comunidade internacional deveria ter como objetivo a segurança alimentar, que consistiria em “o acesso, sempre, por parte de todos, a alimento suficiente para uma vida sadia e ativa” (fonte: http://www.pime.org.br). Trocando em miúdos, traduzindo a meu contento, não deveria haver um só ser humano em todo o planeta a passar fome.

Mais de três décadas se passaram e o quadro permanece sofrível. Essa realidade está longe de acontecer. As desigualdades sociais, os conflitos nos países em desenvolvimento, a ganância das nações poderosas (os donos do mundo), enfim, a miséria segue estruturada, com aliados fortíssimos. Não importa se aqui na minha cidade, ou nos confins do sertão nordestino, na África ou em pequenos países latino-americanos. Ela é tirana aonde quer que esteja. E vai destruindo a dignidade do homem, pisoteando sua alma até aniquilá-lo lentamente.

Odeio estatísticas, vou evitar fazer uso delas aqui, mas vale pincelar uma informação importante e assustadora sobre a matéria: no mundo, nesse exato momento, a cada sete pessoas uma padece de fome.

Céus!
Por que não nos indignamos à exaustão?
Por que não podemos ser melhores?

Oxalá a frase de Caetano Veloso seja ouvida e principalmente compreendida em cada cantinho abandonado desse mundo enlouquecido: "Gente é pra brilhar e não pra morrer de fome!"

 Beijos, queridos.



24 comentários:

  1. Milene,
    A fome é uma questão de sobrevivência pura e dura, não há rodriguinhos que atenuem esta realidade.
    Em vez de melhorar, a sociedade em geral parece estar a regredir aos primórdios, aquando da sobrevivência dos mais fortes em detrimento dos mais fracos. Eles dizem que há gente a mais no planeta, está a ver a ironia?

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. Seu post foi excelente, a chamada à nossa obrigação foi algo especial. Temos mesmo que lutar por um mundo sem fome. Ter direito ao alimento é algo sagrado, o mínimo que todos tem direito e mesmo assim muitos não tem.

    Aqui não existe fome, no Japão. Mas trabalho e arrecado alimento para campanhas das crianças tibetanas. E arrecadamos fundos para que construam-se escolas no Tibete (tudo fiscalizado, unicef). Porque não estamos sozinhos no mundo e nem estamos aqui só porque tem espaço!

    aplaudo seu post e seu chamado!
    bom domingo

    ResponderExcluir
  3. Olá Mi.
    Temos uma idosa que nos diz que na rua toda onde existem centenas de casas, esta ser a única onde toca à porta, pode abrir o saquito e guardar o nosso contributo.
    Não podemos ajudar todo o mundo, não temos essa capacidade, pelo na forma directa, mas a tua chamada de atenção e da forma como foi feita é contributo de peso.
    Não é qualquer um que reconhece e publicamente manifesta suas questões de consciência.
    Não esperaria outra coisa de um ser maravilhoso como tu.
    Um belo domingo, cheio de luz a alegrar o teu coração.

    Beijo e kandandos meus.

    ResponderExcluir
  4. Milene, infelizmente a sensibilidade de pessoas como você não é compartilhada pelos grupos que governam os meios e recursos deste planeta. Não tenho nenhuma dúvida de que temos recursos para alimentar e muito bem toda a superpopulação da Terra, embora ache que algo deva ser feito também para limitar a densidade demográfica.
    A questão é que isto não parece ser prioridade, a julgar pela quantidade enorme de verbas que vemos direcionadas para coisas como armas e outras coisas infrutíferas. E no desperdício de alimentos que ocorre em algumas nações desenvolvidas.
    Acho que devemos fazer o que for possível para ajudar, mas não devemos nos culpar por não termos o poder de mudar a mente de todos, principalmente dos que "tem a força".
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Milene!
    Infelizmente, muito dessa situação é culpa nossa, pois há tempos insistimos em votar errado - gostamos das coisas como estão, ao menos é o que parece!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  6. Tua indignação éc justa e de todos nós...Um fato que não gostaríamos de ter que assistir, como taaaaaaaaaaaaaaaantos outros por aqui,né?beijos,lindo domingo,chica

    ResponderExcluir
  7. - Gente analfabeta é gente desinformada.
    - Gente desinformada é gente desempregada.
    - Gente desempregada é gente faminta.
    - Gente desinformada, desempregada e faminta não sabe escolher seus governantes.
    - O governante mal escolhido sabe disso, e multiplica suas chances para o próximo mandato agindo contra uma educação de qualidade e perpetuando o analfabetismo funcional e o semi-analfabetismo.
    - Assim se fecha esse ciclo vicioso e viciado.
    - Para rompê-lo, ou ao menos enfraquecê-lo, não basta botar comida na boca do mundo: há que botar a boca no mundo da comida desperdiçada, dos governantes ineptos e corruptos e do abandono a que foi relegada a educação.
    - Parabéns, militante indignada! Estamos com você!

    ResponderExcluir
  8. Um homem com fome não é um homem livre ...


    Beijinhos minha querida.

    ResponderExcluir
  9. Cada um fazendo a sua parte, independente se o outro faça ou não, seria menos um na estatística a passar fome. Nessa hora o que conta é a consciência... como muitos pensarão na fome do outro se a sua barriga está cheia? Como enxergar crianças e idosos nas calçadas com fome se vivem em seus palacetes ou passam nos seus carros confortáveis e com os vidros super fumês?
    Ah, minha linda... os que estendem a mão são justamente essas pessoas que vivem nessas poltroninhas (des)confortáveis como a sua.. rsrs.. mesmo vc não tendo atendido esse rapaz, por motivos óbvios, os quais é aceitável... vc sozinha em casa... a noite...locomover-se para preparar algo... não foi desumano da sua parte...Papai do Céu entendeu e nós tbém...rsrsr

    Bjosssss e um ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  10. O Alexandre disse algo de extrema importancia e reflexão: "não estamos sozinhos no mundo e nem estamos aqui só porque tem espaço."
    Essa é a questão. Somos vaidosos e prepotentes. Acreditamos que estamos em posição de destaque e não é verdade.

    É isso.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Milene..

    é o preconceito que nos leva até a ter medo das pessoas...
    o rapaz cheirando a pinga te levou a auto proteção e depois ao arrependimento..mas você não é unica..

    beijocas


    Loisane

    ResponderExcluir
  12. Milene,
    Eu entendo sua reação. Vivemos num constante medo de ser atacados a qualquer momento, que vamos perdendo a sensibilidade do que é real ou não. Mas devemos combater isso dentro de nós... De que forma? não sei... temos que encontrar uma.
    Muito bom seu post. Nos convida a refletir sobre atitudes do dia a dia.
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  13. Olá minha sensível amiga Milene, maravilhoso o seu texto, também sofro muito com tudo isso. E, temos que atuar esse candidatos "vendendo" um país que não existe, principalmente a dona dilma, as injustiças continuam por aí.E quem ganhar não mudará nada. Parabéns,outra vez pela sua sensibilidade e respeito pela vida humana. Paz e harmonia em seus dias.

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  14. Oi Milene!!
    Depois de tantos comentários, não tenho muito a acrescentar ao que foi dito.
    Só digo que entendo seu desconforto. Por morar em SP me acostumei a viver trancada e com medo de tudo e de todos.
    No mais, o comentário do R.R.Barcellos disse tudo. Enquanto não se investir em educação nesse país, não haverá cura para a fome.
    Beijão querida!

    ResponderExcluir
  15. SABE MILENE ..SE É UMA QUE PESSOA QUE UM DIA AINDA VAI SER ASSALTADA NA PRTA DE CASA ATENDENDO UM PEDINTE POR COMIDA ESSE ALGUEM SOU EU...QUANDO EU ABRO MINHA JANELA DE CASA UMA DESSAS PEQUENINAS E A PESSOA PEDE COMIDA EU ESQUEÇO QUALQUER MEDO DE ASSALTO EU VOU LA DAR SE NÃO TEM COMIDA..TEM DANONE TEM PÃO TEM SALCHICHA TEM QUALQUER COISA MAS TEM...UMA VEZ TENHO UMA PASSAGEM QUE CONTO PQ EU JAMAIS ESQUECI O OLHAR DAQUELE CIDADÃO NA PORTA DE CASA..
    EU IA SER MADRINHA DE CASAMENTO E ESTAVA ATRASADISSIMA PARA ACERIMONIA DO CASAMENTO DO HEMERSON NOSSO AFILHADO A DA VANIA ...ESTAVAMOS JA NO CARRO EU TODA PROSA COM UM VESTIDO DE AGRIPIR VERMELHOSANDALIA PRATA ..MEU MARIDO MEUS FILHOS JA TODOS ESPERANDO POR MIM QUANDO ESTAVA FECHANDO O PORTÃO UM SENHOR CHEGOU DE ONDE NÃO VI E ME PEDIU MOÇA VOCE TEM UM PRATO DE COMIDA PRA ME DAR??MILENE OLHEI PARA O CARRO MEU MARIDO DEU UM BERRO "AI OTILIA AH NÃO VAMOS LOGO ESTAMOS ATRASADOS.."EU VOLTEI ABRI O PORTÃO E CRRI ..CORRI DOS BERROS DELE CORRI DA BRONCA CORRI DO EGOISMO QUE ME FEZ PARAR PRA VER SE EU IA DAR COMIDA AQUELE MOÇO?!!! ENTRI NA COZINHA ...TINHA GALINHADA DO ALMOÇO NA GELADEIRA ESQUENTEI RAPIDINHO NO FOGÃO POIS NÃO GOSTO DE MICROONDAS...COLOQUEI NUM VAZILHA DE PLASTICO COM 2 BANAS E UMA GARRAFA PET DE COCA COLA PEQUENA E SAI CRRENDO..FECHANDO TUDO ...MILENE QUANDO ENTREGUEI PARA O MOÇO A COMIDA OQUE ELE ME DISSE ..E O OLHAR DELE ESTÃO COMIGO ATE HOJE..ELE DISSE ASSIM

    -DONA QUE DEUS TE ABENÇOE E QUE TODO O MAL QUE FOR PAGAR NA SENHORA PEGUE EM MIM"""
    EU FIQUEI PARADA SEM REAGIR ENTREI NO CARRO E QUANDO OLHEI PRA TRAS NÃO VI MAIS O MOÇO..QUE DEVIA TER VIRADO A ESQUINA DEVIA PQ ATE HOJE NÃO SEI....
    TENHO UMA META NA VIDA E DESDE PEQUENAS EU MINHAS IRMAS MAE PAI..NÃO NEGAMOS COMIDA EM SITUAÇÃO NENHUMA ..E NUNCA NOS FALTOU E OLHE QUA JA PASSEI POR SITUAÇÕES FINANCEIRAS MUIT DELICADAS QUE JA FOI APSSADO MAS COMIDA EU SEMPRE TIVE E OLHA SEMPRE FALO ENGRAÇADO JA ME PRIVEI DE MUITA COISA MAS COMIDA TUDO QUE QUERO POSSO COMPRAR E NUNCA MAIS NUNCA EU FIQUEI UM DIA SEM PODER COMPRAR COMIDA..A TEORIA DA MINHA MÃE É QUE NÃO FALTA POR QUE NOS DAMOS COMIDA DEMAIS SEMPRE FOI ASSIM NA MINHA CASA DE SOLTEIRA MAIS PARECIA UMA PESNÃO PRA PESSOAS COM FOME SRSR ..E VOU TE FALAR UMA COISA DE CORAÇÃO..NÃO ESPEREMOS MAIS NNÃO ESSES FALSOS QUE ENTRAM NO PODER E ESQUECEM DE QUEM TEM FOME..QUANDO ALGUEM BATER NA SUA PORTA MESMO DE LOGE COM MEDO DE COMIDA QUE VI QUE VC FICOU TRISTE DE NÃO TER DADO ..E DEPOIS DE ALIMENTAR UMA PESSOA FAMINTA É TÃO BOA A SENSAÇÃO NÃO É???NAQUELE CASAMENTO EU ME DIVERTI TANTO E A TODA HORA LEMBRAVA DO MOÇO ALIMENTADO DORMINDO NUMA CALÇADA QUALQUER MAS COM A BARRIGA CHEIA SEM DOR..MEU DEUS COMO É BOM ALIMENATR QUEM TEM FOME MELHOR SERIA NÃO TER NINGUEM COM FOME..MAS COMO SEI QUE NÃO É POSSIVEL VAMOS FAZER UMA CORRENTE..NOSSA META VAI SER ALIMENTAR TODOS QUE PEDIREM COMIDA NAS NOSSAS CASA.E DEIXAR ESSE POLITICOS SE ENTENDEREM COM DEUS QUE LA VAI SER A HORA DO PAGAMENTO ...GOSTEI DO TEXTO..BJS
    OTILIA

    ResponderExcluir
  16. Muito bonito e providencial a sua súplica, mas o povo vai escolher os mesmos governantes e tudo ficará como agora, é um álibi perfeito para quem pode ajudar e não ajuda. Beijo

    ResponderExcluir
  17. OLA
    ADOREI SEU BLOG E ESTOU TE SEGUINDO
    ME FAÇA UMA VISITA:
    WWW.FLORDELOTUS29.BLOGSPOT.COM
    ME SIGA. VOU ADORAR QUE SEJAMOS AMIGAS
    BEIJOS

    ResponderExcluir
  18. Mi, querida!
    Beijo e kandandos meus, a agradecer tua presença que me faz bem.

    ResponderExcluir
  19. Mimi...Lindo post!
    Mas, me lembra uma outra música, a do Skank : "a nossa indignação é uma mosca sem asas, não ultrapassa as janelas de nossas casas."
    _A gente inventou a miséria, desinventa.
    _Só a participação cidadã é capaz de mudar um país. ( Herbert de Sousa- Betinho )

    ResponderExcluir
  20. Adorei a sua postagem. intensa, realista, mesmo no aparte do mea culpa, desse "pecado" que quase todos cometemos e raramente confessamos, preferindo atirar as culpas para os chamados senhores do mundo. é errado. fome é fome e ela existe em África, na Ásia, mas também aqui, bem debaixo dos nossos olhos e ninguém parece preocupar-se, fingindo que não vê só porque vira a cara para o lado. Com tanto desenvolvimento e progresso, tanta tecnologia, é triste e lamentável que ainda não tenhamos dado solução ao maior dos problemas da humanidade. Obrigado por este grito de alerta. Bjs.

    ResponderExcluir
  21. A problema da fome é a ponta do ascibergue chamada miséria! E isto é o resultado da omissão do Estado para que o mercado se regule e possam os poderosos lucra. Enfim, também é uma questão secular, afinal, desde que o homem é homem, há a dominação extrema. Tem texto novo no Sub Mundos. Bjus.

    http://submundosemmim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Esse assunto mexe comigo de um tantão... que acho que a Mi, tem noção. Creio que o problema da fome, é um problema nosso.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Somos feitos para ser feliz, nós é que estragamos tudo com os nossos egoísmos.
    FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja uma boa semana para você.
    Saudações Educacionais !

    ResponderExcluir
  24. a fome é realmente um grande problema de dificil solução mundial . seria fácil e justo se houvesse um interesse verdadeiro por parte dos grandes chefes de nações. mas sabemos que os interesses são outros. aqui no brasil ainda espero atitudes mais eficazes no combate a fome . chega de tantas promessas não cumpridas por parte de politicos sem caráter . a fome é uma grande doença , tomara que o tempo não esmague a nossa cura.

    gostei da sua postagem !
    um beijo , milene !

    ResponderExcluir