sábado, 27 de novembro de 2010

NUMA CIDADE MUITO LONGE DAQUI

Relembrando Renato Russo, no auge de sua inquietação e indignação, eu pergunto: QUE PAÍS É ESSE? Que país é esse aonde os problemas se apresentam tão diferentes e complexos, peculiares em cada canto dessa nação continente?

Há tempos me aflige cá de longe essa situação do Rio de Janeiro. Dizia brincando que adoraria conhecer esse lugar incrível, mas que ao menos por um dia as balas perdidas haveriam de cessar. E eram tempos em que bala perdida era novidade, causava estarrecimento. Hoje não, é parte desse cotidiano caótico em que se transformou essa cidade de beleza incomparável, cujo Cristo de braços abertos certamente está a olhar pro céu, pedindo a Deus que o ajude nessa missão tão complicada.

Em dias de guerra instalada na capital carioca, recebi do Pérsio um selo cujo objetivo maior é um grito de repúdio a toda essa situação. Me privarei de indicar os cinco Blogs amigos, deixando livre a quem quiser carregar o selinho como uma forma de protesto e súplica para que tudo se encaminhe para o fim do terror. Além disso, Pérsio sugere que sejam respondidas três questões acerca do cenário de horror que tem se transformado o Rio nesses últimos dias.

Eis as questões:

  1. O que é paz para você?
  2. O que faria para mudar a situação do Rio de Janeiro?
  3. Doe uma palavra aos cariocas!
A PAZ que imagino supõe que um cidadão possa ter o sagrado direito de desempenhar todas as suas atividades diárias e rotineiras, sem receio de ser de repente forçado a descer do seu carro, ou ônibos a caminho do trabalho porque esses tem que ser queimados. Numa situação de paz esse mesmo sujeito pode sentar na poltrona de sua casa, à noite, após um dia cansativo de trabalho e ver televisão sem que uma bala vinda não se sabe de onde atinja sua cabeça. A PAZ deveria ser simples. A PAZ deveria ser ‘normal’.

Desde sempre ouço falar que se houvesse vontade política boa parte dos problemas existentes no Brasil seriam resolvidos. Ora! Vontade política pressupõe-se a atitude dos moços lá de Brasília, dos que estão mais perto das questões nos estados e municípios, enfim. Assim sendo, se não há vontade política pra se resolver o problema da seca por aqui, da violência que se alastra Brasil afora, mais contundentemente no Rio de Janeiro, devemos fazer um mea culpa? Quem escolheu o povo engravatado que se alterna no poder anos a fio? Por que deixamos isso acontecer? Por que fazemos tão pouco caso da força que temos? Por que achamos normal entregar o poder nas mãos de quem temos certeza nada fará pra que as coisas efetivamente evoluam? E não me refiro especialmente às últimas eleições. Estou falando de muitas eleições, aonde os erros de escolha se repetem e votamos sem o mínimo de consciência e comprometimento. O resultado é gradativo, piorando o quadro a cada em todo o país, porém de forma mais dolorosa na cidade maravilhosa. Lá, como em tantos cantos do país, o descaso com as questões sociais é gritante. Pelo que li no Blog do Caurosa, o RJ ficou em penúltimo lugar no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), perdendo apenas pro Piauí, que há anos segura essa lanterna. Esse papo de que falta isso, falta aquilo, vem desde quando? Imaginemos que medidas de cunho preventivo houvessem sido tomadas desde que se percebeu o agravamento do problema, a situação teria chegado a esse nível de horror? É muita conversa fiada, muita estatística e nenhuma atitude. Aí o caos social se instala pra nunca mais querer ir embora. Aí danou-se!

Me perdi aqui. Era pra tentar escrever palavras otimistas sobre as possíveis soluções na tentativa de resolver o problema. Me perdi num misto de indignação e sentimento de impotência, espírito de solidariedade e um tanto de comiseração. Me perdi numa desesperança momentânea, mas já estou providenciando o regresso da minha esperança, forte e incansável, carregando o bálsamo necessário para esse desalento.


É justo pedir que o povo carioca tenha paciência?
É o que resta.
A PAZ virá, terá que vir. 
Que ela seja urgente.


21 comentários:

  1. Eu gostei muito do seu ponto de vista, Milene. E compartilho do pedido de paciência aos cariocas. é o processo de limpeza, agora resolveram encarar o que estava errado. é igual reformar casa, temos que quebrar tudo e fazer mta bagunça antes de reconstruir. e assim vai ser no Rio.

    vamos vibrar muito pela paz! o Rio e o Brasil merecem isso.
    bjs e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  2. - É... e eu, aqui pertinho, torcendo pra não sobrar rebarba.
    - Mas parece que a polícia se preparou bem para o confronto. Não é uma operação de simples retaliação. Vamos ver como reagem as comunidades mais afetadas.
    - Abraços, moça... as coisas aí também só estão calmas até o próximo surto... como em todo o nosso maravilhoso e infeliz Brasil - haja torcida!
    - Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Oi Milene!


    Gostaria de convidar vc para participar do nosso 2º Amigo Oculto de Natal, as inscrições estão abertas para quem quiser participar, será uma linda festa de confraternização virtual. Para saber mais detalhes e se inscrever passe no meu blog.

    Abraços e obrigada!!

    Ξ ѕ t є я

    ResponderExcluir
  4. Milene

    que lindo seu post

    o Rio realmente está precisando de paz...aliás o mundo está...

    e lugares onde se deixa o tráfico dominar o final não poderia ser diferente...
    a classe política deve prevenir...porque agora remediando infelizmente muitas vidas irão se perder...

    E aos cariocas: VÃO NA FÉ...DEUS PODE TUDO...

    beijocas

    Loisane

    P.s..teu blog tá estranho..não consigo abrir pelo link dos favoritos...diz que a página não existe...

    ResponderExcluir
  5. Dá-lhe minina-ternura... Por aqui, vamos ter que fazer campanha prá não morrermos afogados, com tanto desmoronamento, mortes... E olha que estamos em novembro! E a gente ajudando com o que pode (roupas, colchões, cobertores, alimento)...E tooooodos os anos é a mesmíssima coisa! E toooodos os anos a prefeitura, governo estadual veiculando sua propaganda, dizendo quantos milhões, em quantas obras foram gastos... Mas, curiosamente continua acontecendo!!! Como disse Rodolfo: haja torcida, pelo Rio, por Beagá, por esse nosso BrasilZÃO, pelo mundo...
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  6. Pois é querida amiga sensível Milene, cada vez que me vem as imagens dessa loucura, eu fico revoltado com os medíocres políticos da minha terra. A cidade sofre e o estado também, por causa dessa turma de infelizes que nos governam. Espero por dias melhores e que Deus nos ajude. Um bom domingo.

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  7. olá, Milene!
    Respondendo a sua pergunta: Brasil de Janeiro!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  8. Milene, a paz tem um preço, e ele terá que ser pago. Deixaram a ordem se deteriorar durante anos tapando o sol com uma peneira, e agora, talvez pelo risco de perder as Olimpíadas e a Copa do Mundo, finalmente, parece que acordaram!
    Coisas que pareciam impossíveis, como cortar privilégios de arqui-bandidos presos cheios de mordomias, ou prender advogados que serviam de estafetas para os chefões, de repente começaram a acontecer! Por que só agora? Mas, antes tarde do que nunca! Ovos serão quebrados para que saia a omelete!
    Mas, como você bem lembrou, quem fez as leis que permitiram que as coisas ficassem como estão foram os representantes que o povo brasileiro escolheu, por livre vontade...
    Agora, ver aqueles bandidos miseráveis, que metiam medo em todo mundo, correndo covardemente como baratas tontas, ah, isto não tem preço...para as outras coisas existem cartões de crédito!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. ¨Rio, oh meu Rio de Janeiro,
    Pra voce eu Rio,Rio...Rio Pra não Chorar¨

    Tomara que essa Limpeza que Acontece agora no Rio de janeiro não seja apenas o clarão do que Realmente Precisa ser Mudado.
    Tomara que Mexam Tambem no Sistema , que é Arcaico e Corrompido.

    Um Beijo Grande , Milene !

    ResponderExcluir
  11. Esperemos que essa paz tão desejada chegue.Chega de tristezas e violências.

    Vim te agradecer o carinho por lá! beijos,lindo domingo,chica

    ResponderExcluir
  12. EU ACHO QUE PRA CURAR A FERIDA TEM QUE SE FAZER ASSEPSIA E ISSO ACHO QUE PRECISA SER FEITO..O QUE SINTO É PELO POVO QUE ESTA LA E ESTÃO SOFRENDO POR ESSE HORROS TODO DO TRAFICO MAS TENHO CERTZA QUE A HORA CHEGOU E QUE AGORA ELES VÃO ABAIXAR A BOLA POIS O BEM MOSTROU SEU LADO E HOJE PELA MANHA O QUE VI FOI MUITO ANIMADOR ...NÃO HOUVE MORTES DE INOCENTES ..E ESTA TUDO CAMINHANDO PELA PAZ NO MORRO DO ALEMÃO ONDE É MAIOR O TRAFICO...DEUS E JESUS ESTÃO FIRMES E UNIDOS NA PROTEÇÃO AQUELAS PESSOAS DO BEM...VAI ACABNR TUDO BEM TENHO CERTEZA

    E COMO DIZ RE ..ESSA CAMBADA DE GOVERNO QUE AGORA DEVE SE UNIR MESMO NA RECONSTRUÇÃO DO PODER DAR ESCOLA SAUDE SEGURANÇA PRA QUE ESSE PDER PARALELO NÃO VOLTE A REINAR NO RIO DE JANEIRO...DEPOIS DE SER EXTIRPADO .
    BJS
    OTILIA

    ResponderExcluir
  13. Doce Milene, que presente nosso passar por aqui. Estava no blog da Regina, e vi seu rostinho...
    deu vontade de olhar, e nos encantamos com seu blog. Quanta FORÇA, amor no ar, que gostoso.
    Que se resolva o caos no Rio...
    Seguiremos vc, sim!
    Esperamos retribuir com o mesmo carinho no nosso Blog...
    Bjs
    Lulu & Sol

    ResponderExcluir
  14. Milene, adorei seu post!
    Essa expressão "vontade política" sempre me incomodou muito!
    Que diacho é isso?
    E sim, somos nós que colocamos esse povo sem vontade de nada vezes coisa alguma, no poder.
    Me lembrei agora da excelente música de Chico Buarque: "Apesar de você".
    Um verdadeiro grito de revolta contra essa corja toda.

    "Apesar de você
    Amanhã há de ser outro dia.
    Ainda pago pra ver
    O jardim florescer
    Qual você não queria
    Você vai se amargar
    Vendo o dia raiar
    Sem lhe pedir licença
    E eu vou morrer de rir
    E esse dia há de vir
    antes do que você pensa"

    Vamos torcer para que esse dia chegue com força e luz...
    Beijão

    ResponderExcluir
  15. Milene...
    As vêis penso que seria mió eu fica quéto...

    Tô preocupado cos tár do "direitos humanos" na cola desses bravos combatentes policiais...

    Mió eu nem continuá... rsss
    Maravilhosa você, como sempre menina Milouquinha..
    Bejô
    Tatto

    ResponderExcluir
  16. A literatura é uma grande arma p mudar td, abraços

    ResponderExcluir
  17. Apesar do erros da omissão do Estado com aquelas pessoas, que foram deixadas largadas nos guetos, a hora de limpar a latrina é essa.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Ola Milene,
    Eu acho que só comentei sobre esse assunto no blog do Edu, pois ele fala de um triângulo nessa história toda. (Mídia, crime e Estado) e o povo?
    vale a pena ver o post dele também: http://edurjedu.blogspot.com/2010/11/triangulo-amoroso-e-eu.html
    Gostei bastante do seu ponto de vista!
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  19. Olá amiga, acho que apesar de tudo os balanços são positivos, pra que viveu a guerra diária sem a lei, sem ajuda, por tanto tempo, deve estar sendo ótimo, pela primeira vez o resultado das investidas deste poder que a muito abandonou seus filhos na pátria amada, como diz o nosso hino. Que seja este o final. Dos filhos deste solo, és mãe gentil, Pátria amada Brasil.

    ResponderExcluir
  20. NÃO CONSEGUI VER O POST CHICO E CAETANO;..DA UMA MENSAGEM QUE NÃO EXISTE ESSA PAGINA POR QUE??SERA QUE É MEU PC??
    BJS
    OTILIA

    ResponderExcluir