quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

SOBRE QUASE NADA


Acometida de uma bisurdês desinspirativa (Regina que pense que só ela cria vocabulário por aqui), havia me proposto um recesso nas postagens... Faltava o que dizer.

Mas saracoteando por aí me deparei com o Rike, de novo ele, trazendo à tona minha vaidade tímida, citando minhas tolas palavras entre as coisas bacanas que leu durante o ano que se vai. Acho essa atitude de um carinho e cuidado extremos, ter todo esse trabalho de pesquisa, garimpar textos remotos dos amigos e prestigiar. Louvável, Rike, louvável! Obrigada por ter incluído o meu despretensioso BRINDEMOS na sua lista.

Assim sendo, me pus a escolher um tema para construção da postagem. Mas como escolher se é tão óbvio, Milene? Fale sobre o Natal, ordenei-me. É momento para isso, para se falar do amor, dos desejos, perspectivas e planos a se realizar com a conivência e companhia do moço que já se encontra na soleira da porta, o tal 2011.

Nem é assim tão difícil discorrer sobre o tema. Todos temos tais anseios. Todos queremos. Só não tenho lá a certeza de que todos buscamos... Buscamos?

Me remeti à época em que falei educadamente ao Papai Noel que ele se dirigisse às favas, pois a mim me era indiferente... Envolta em meus infantis pensamentos lhe disse que parasse de cantar aquela música mentirosa em que se diz “seja rico ou seja pobre o velhinho sempre vem”... Que é isso? Que história é essa, bom e mentiroso velhinho? Tem noção de quantas crianças jamais sentiram sua presença mais rosada do que euzinha e de quantas jamais verão? Mas devo te agradecer porque me fizeste desenvolver desde cedo uma certa consciência acerca das injustiças sociais. És um capitalista inveterado, Papai Noel dos outros! Há muito deixei de te esperar, pois tu só vinhas pras crianças lá da casa aonde minha mãe lavava e passava roupa. Sem ressentimentos, segue aí tua vida de fantasia...

Como é perceptível, postar sobre o Natal não é uma boa opção para essa que cá escreve. Penso principalmente em todas as coisas que se promete e tem curtíssima duração, uns 8 a 9 dias pra ser mais precisa. Então apartir de 01 de janeiro, tudo como antes...

Vamos lá, Milene! Chega de pessimismo! O ano novo sempre vem transbordando de energia e esperança, vista-se delas e siga, mulher!

Me vestirei então de um otimismo eufórico e pensarei que esse ano as coisas serão sim diferentes. Haveremos de praticar o que freneticamente discursamos nas tantas celebrações de fim de ano. Seremos tolerantes e usaremos de empatia para com o outro. Harmonizaremos. Nos espantaremos com as mesquinharias que pateticamente nos acostumamos a achar normal. Repensaremos nossas atitudes de fato. Sentiremos muito e isso não será sinal de fraqueza, apenas sinal de humanidade, percebendo que ser humano implica na convivência com erros e acertos, num ir e vir incessante. Não mataremos mais em nome de um suposto amor à Deus, amor ao time do coração, amor... Não mataremos! Se essa máxima houvesse sido praticada antes, eu provavelmente não teria quase presenciado um assassinato em frente a minha casa, por um motivo que não se sabe, cometido por quem não se viu, fazendo 03 filhos órfãos e uma família com o seu mais triste Natal. Mas agora será diferente... Não mataremos! Dissiparemos quaisquer indícios de corrupção, ganância e tantos outros sentimentos e atitudes que causam feridas expostas e até então incuráveis nas sociedades por esse mundão sem porteira. Acharemos absurdo que alguém durma com fome, que países inteiros vivam na mais absoluta miséria e isso será também problema nosso. Seremos conscientes. Compreenderemos que o que acontece na nossa casa, na nossa rua, no bairro, cidade... Temos muito a ver com isso.

Definitivamente, teremos um ano diferente...

Pra não finalizar esse texto como uma desalmada, cuja ausência de clima natalino é gritante, me rendo comovida ao texto do Tatto, coisa mais linda de mim, meu amigo querido, sobre o Papai Noel de verdade que ele teve o prazer de ver e conviver. É lindo de ler e saber... O macaco tem em si tanta sensibilidade e insiste em ocultar. Então quando libera os sentimentos doídos e contidos, é emoção na certa.

Meus kandandos a todos, que tanta paz se faça presente. Que tanto amor seja constante...

14 comentários:

  1. - Pra cada papai noel de verdade... os espirituais - existem mil de mentira - os materiais. Esses aparecem mais...
    - E como seres espirituais não têm sexo, sua manifestação espiritual, Milene, é a de um papai noel de verdade - mesmo você sendo a bela mulher que é em sua manifestação física.
    - Abraços natalinos legítimos pra você.

    ResponderExcluir
  2. Beijos Mileneeeeeeeeeeeeeeeeee!
    Muitos!

    ResponderExcluir
  3. Aqui...vim da viagem do Bruxo, aterrissei no Peludim (êita conto de natal!!!) a partir docê e agora preciso é parar de chorar... Chega por hoje...num tô afim de competir com o mar morto nem rosamariamurtinha dessa vida.
    Beijuuss (salgados procê tumém, pois um tanto deixei com Mininu Rike, outros com Rudolph, mais alguns com aquele Peludim)Inté...

    ResponderExcluir
  4. Oi Milene,
    Eu não gosto dessa coisa de copiar e colar, mas tive que fazer pra poder desejar feliz natal pra todos, então aqui vai:
    Querida amiga, te desejo um ano repleto de realizações cercado de muito amor, amigos e muita luz!
    Que o Bem e a Paz iluminem o mundo!
    Que a felicidade inunde os corações e se espalhe entre nossos semelhantes durante todo o ano de 2011!
    Que nesse ano que se inicia nos tornemos melhores e aprendamos mais uns com os outros, Felizes Festas.
    Beijos de luz!

    ResponderExcluir
  5. Excelenta texto! Bom demais conhecer seu espaço...
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Aí, Mileninha, cai de pau nesse véio!
    Ele nunca trouxe o meu trenzinho elétrico, só porque eu era pobre!
    Bom demais para ser verdade!
    Melhor o velhinho verdadeiro do Xipan!
    Foi um prazer viajar com você no fusca adaptado pelo Rodolfo!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Menina, se vc com essa bisurdês desinspirativa escreve assim, que dirá quando estiver acometida de uma maluquês inspirativa?
    É Milene, concordo que fica difícil juntar inspiração para desejar feliz natal e acreditar nas promessas de ano novo.
    Mas... tem umas pessoinhas aqui e ali que fazem a gente acreditar sim, na possibilidade de um mundo melhor, mais humano, menos material.
    Você, o Tatto, a xará amada e tantos outros que ficam espalhando essas luzinhas todas por aí e vão iluminando o caminho da gente...
    E é por isso querida, que eu te desejo um super feliz Natal!!! Porque sei que dentro do seu coração existe alegria e amor para banhar esse planetinha inteiro.
    Beijo enorme!!!

    ResponderExcluir
  8. Êitááááá... que tô cus assento duendo da viagem que fazi ( A mió de tuda minha vida ) No Fusketa da Milouquinha e com o Maluco do Bruxo Barcellos à dirigir co-pilotado pelo Leonel e Orientados pela nada Mais que toda Poderosa Rêzina da Grória que inté deu uns pitacos na minha Vodka... rsss Quase que a Si ficou sem o MÉ.... Sem falar noutros amigos tripulantes dessa Nave Blogsférica que o bruxo conseguiu botar dentro do teu fusquinha envenenado.... Uffa quanta gente Munitinha e que viagem alucinante essa viu!!!!
    Tomara que o seu o meu o NOSSO Natal tenha um Papito Noel 24H pra cada um de nos... ( Um 48H pro Leonel deixa de ruideza cô veínho sô ) rssss

    Bejô Nocê minha Rosadinha serelepe que mais amo...
    Tatto
    Deussssssssssssskiajude

    ResponderExcluir
  9. memem amada minha...
    só pra saber ...
    to aqui de cilios doloridos de tanto bater palmas pra vc...
    nem tem oq dizer tantos ja disseram tanto que eu fiquei só a aplaudir aqui ...
    nem to em casa mas não resisti e vim ver e ler vc..
    um bjO gortoso pa vc...
    memem amada adoroooo...

    ResponderExcluir
  10. Concordo contigo, guria! O natal tem virado cada vez mais uma alegria hipócrita! Contudo, é sempre uma época de parar, pensar e fazer renovações na alma, sempre rola aquela sensação de vida nova, de recomeço... Portanto, relaxa! Beba aí umas taças de champanhe que ligeirinho tu fica alegre! Saúde, dinheiro e paz, pra ti e pra toda a tua família! Seja feliz!

    Um abraço! Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  12. Lindo texto... mas como disse o Léo,é sempre uma época de parar, pensar e fazer renovações na alma, sempre rola aquela sensação de vida nova, de recomeço...

    EU, CONTINUO ACREDITANDO EM DIVERSAS HARMONIAS POSSÍVEIS...

    Também sei, que assim como eu, voce tem boas lembranças...

    Beijos afirmados.

    ResponderExcluir
  13. poxa, seu texto está maravilhoso! esse papai noel que nos empurram goela abaixo, dá mesmo vontade de sumir com ele. o verdadeiro sentido do natal, aonde está?
    vim deixar um grande abraço e aproveito pra te desejar um excelente natal pra vc e os seus, com mta paz, amor e fraternidade.
    E que o novo ano de 2011 seja um ano muito bom!

    ResponderExcluir
  14. É fia... só te digo que é "fogo", viu?
    Beijo, Luck

    ResponderExcluir