sábado, 15 de janeiro de 2011

O AJUNTAMENTO


Meio dia de sábado, 15 de janeiro, a temperatura varia. Quente demais pra uns, água castigando a cair do céu pra outros. Muito papo maluco regado à cerveja, a vinho e muitíssimo bom humor. E riem muito, Rê, Rô, Si e Mi... Bonitezinha preguiçosa de minimizar os nomes e carinhosamente reduzirem à primeira sílaba. Coisas do povo do sul-sudeste brasileiro.
- Chama o Peludim!  gritou a Rê.
- Oxente! Há de se reduzir o Peludim também, chamá-lo de Pê ou Ta... Retrucou ironicamente a moça do agreste, fulô de cacto, ex-pétala rosada.
Ele saltitaria de galho em galho tamanha felicidade com essa fofurice de apelido... Felicidade em estapear a todos, de cima pra baixo, de baixo pra cima. O Pê_ludim se escondeu floresta adentro e o encontro festeiro se deu sem ele.
Segue bacana o proseamento, descontraído, amigo, alegre!
Tibidias também tá na festa, ajudando a sobrinha dele, a moça carioca a fazer um misturamento de álcool com relaxante muscular que dá um efeito... Misericórdia! Melhor deixar pra lá... E desce mais uma! Já é a oitava...
- Oitava de Bethoven? – Pergunta Rodolfo.
- Oitava da BOA – Responde a moça.
- Rodolfo tá bebendo também? – Pergunta a Mi.
- To sim, se parar eu fico de ressaca!
- Assim não vale! Todo mundo no embriagamento e só eu de sóbria nesse negócio! A Vê e a Ten (dinite) ainda me pagam essa desfeita – Lamuriou a moça do Nordeste.
- Chora não. Só o bafão faz você entrar no clima – Disse em meio a gargalhadas a surtada moça do Divã.
A prosa ruma para as histórias amorosas da Rê e seu anjo de uma asa só.
- Tá vendo que mer_cadoria é amar? Pergunta ela.
Todos interrogam sobre a identidade do anjo, no que ela responde:
- Vão ficar todos rosamarimutrinhus de curiosidade. Só conto que é meu anjo, meu gato selvagem, meu amorrrr!
Si e Mi logo manifestam sua invejinha:
- Quero um gato, mesmo que seja agorado. Nem precisa ser angorá! – Fala a Simone cheia de graça.
- Pra euzinha um hamster tá valendo – Retruca a minina ternura da Rê.
- Deixa passar o Carnaval, tá todo mundo caçando gato pra fazer tamborim – Brinca Rodolfo.
- Boa idéia! Depois do Carnaval a gente vê o que sobrou de bichano por aí.
Rodolfo se aquieta, diz que tá ouvindo com o zóio. Observa o papo das tresloucadas, como se a cuidar das suas meninas. Muita risada, muito palavrão (das moças em processo de embriagamento, é bom salientar... a outra é praticamente uma freira), promessas de futuros encontros e dessa vez, encontro com abraço, trocas generosas de palavrões zóio-no-zóio, compartilhamento de copo, manifestações etílicas de carinho... Tudo sem a fria intermediação do computador.
- Ah, porque todos vocês não moram perto de mim? – Lamentou Si, o bibelozinho de porcelana, tão etílica e tão etérea, sob as palavras de Rodolfo, que precisa urgentemente rever seus conceitos do que seja delicado (ui, que a moça postadora apanha agora).
Bendito seja, ainda que frio, o MSN que fez o milagre de juntar Rê, Rô,Si e Mi... Rio de Janeiro, Minas Gerais, de novo Rio de Janeiro e Alagoas nessa deliciosa interação cheia de poesia... A poesia genuína, sem métrica, casual, composta pela simples existência da bem querência.
Bendito seja o amor!
Bendito sejam os amigos!
Bendito seja a vida e seus fragmentos de imensa felicidade.


E A POESIA SE FEZ, SOB A BATUTA DE SI FERNANDES, 
QUE "AJUNTOU" O PAPO DO ANJO DE UMA ASA SÓ, 
POR ELA, REGINA E RODOLFO.

Num momento etílico, sob a direção da mente livre,
sem medo de ser humano, apenas humanos,
ela chamou pelo seu anjo.
Sob os olhares admirados de dos poetas ocultos ela declarou:
Meu anjo está voando e levou minha asa com ele!
O poeta bruxo acrescentou:
Te falta uma asa, então?
A mulher conhecedora das mentes,
se entrega a uma   sensação adolescente.
Que beleza é poder se entregar assim.
O adulto dentro dela tenta disfarçar e diz:
Simulação do amor!
Mas, do poeta bruxo não se pode fugir e ele sentencia:
Ei, amor de verdade não se simula!
As duas outras poetas, captam toda essa riqueza.
A menina -mulher, conhecedora de mente,
se entrega,
assume,
e descansa nesse amor, nesse tanto de beleza.

(FIM)

15 comentários:

  1. Tá legal...a adolescente aqui tá com os óio marejado...o coração explodindo quiném fogos de artifício e a alma voando pelos Rios e Alagoas da minha bemquerência. AMOOOO ocê(s)de VIVERRRR!!! E vou adolescer até morrer disso.
    Beijuuss - sentimentalidade pura - n.c.

    ResponderExcluir
  2. kkkkk revisão de Rêginês: rosamariamurtinhos de...rsrsrs
    Beijuuss minha sempre minina-ternura amaaaada!!!

    ResponderExcluir
  3. Vixi..
    fiquei roxa de inveja ..
    se é que existe inveja boa.. rsrsr

    Mintirinha.. linda de se ler essa amizade ..

    beiJO

    Memem amada minha...

    ResponderExcluir
  4. MeusssssDeusssesss..... Amocêis pracarái!!!!

    Re-conecto no vazio.... tarde d+ mas de sorriso tão largo que nem ciumeira bateu.. Apenas atrasado pro encontro mas outros terão!!!!... rss
    Digo mais... A Si como minina literária e educada num conto dus compromisso geriátricos do macaco.. rss Fazer o que .. O coração dela é maior que a razão.
    Mas o ou o TA ficô numa felicidade só de sabê que era tão aguardado nesse encontro .... Que saiu Ximpanzênziando de gáio em gáio a grunhir sem parar... Óiê Que Tonto... rssss

    DessssskiNosFaçaReencontrar NINOVO
    Bejos e Abraços fapt´s e slasched´s
    Tatto ( o fartante do encontro ) rsss

    ResponderExcluir
  5. Tchiiii, Milene! Que grande encontro foi esse! :)
    E dá para exportar? :)

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  6. - A gente se entende por música... por monossílabos, por uma iconografia às vezes maldita, às vezes celestial... por palavrôes de diferentes cortes de cabelo... por silêncios cheios de significados... por enxurradas de palavras que não dizem nada (mas nunca vazias)...
    - A gente se entende, e isso basta!
    - Abraços, amigos monossilabicamete eloquentes!

    ResponderExcluir
  7. Uma delícia sem explicação, menina!
    Fiquei com a garganta seca.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  8. Pô Milene... então era por isso que vc tava demorando pra responder aquela hora? bem que desconfiei que vc me traía...rs

    ResponderExcluir
  9. Ai, ai,ai eu que bebo igual uma passarinha hahahahaha[água que passarinho não bebe]...

    Gente, que momento gostoso que voces me proporcionaram.
    MUITO OBRIGADA!

    ResponderExcluir
  10. Ai, ai... por isso fingi que ia sair... já estava "descabriada" por esperar pelas respostas monossilábicas...agora entendi... não fazia parte das notas musicais... rsrsr... desculpa, aê... só um draminha básico de boa noite, tá?
    bjoss, Mi...

    ResponderExcluir
  11. Bate papo entre amigos é sempre bom, regado a cerveja então melhor ainda, e obrigado pelo link Mi vc é tdb, e uma das pessoas que me incentivou a voltar a esse mundo blogueiro, beijão linda.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Milene!
    A cada post que passa, suas letras formam palavras melhores!!!
    Bjs!
    Rike.


    P.s.: ficou muito legal a foto do fusca!

    ResponderExcluir
  13. Rodolfo...Bendito foi , Entre as Mulheres !

    e eu na lida, sorvendo apenas o sereno da Madrugada...

    Quando eu crescer eu quero ser o barcellos. hahahaha

    ResponderExcluir
  14. Olá querida Mi,

    Com a vida e tempo num "baralho", comecei por aqui a minha ronda possível pelos amigos. O tempo é escasso, mas não passo bem sem vos sentir.
    Apanhei uma ressaca enorme sim, mas por este texto ter chegado ao fim.
    Mas as coisas boas, são sempre aquelas que nos ficam de sabor.
    Peguei no gostinho e, li de novo e de novo outra vez.
    De cada vez que leio, mais me parece ouvir com os zóio.
    Com os zóio-no-zóio a gente lê o que as palavras e o coração por vezes não consegue exprimir.
    Coisa mais linda, esta história que me pareceu viver na real e enquanto os zóio-no-zóio, não ouviam ainda, eu nem precisei inventar muito na minha imaginação, para ouvir vossas vozes e a alegria que se dá num ajuntamento como esse.
    Há muito constatei (e não sou bruxo) que amor de verdade ninguém simula, não é?
    Como o azeite, que vem sempre a tona da água, o amor brota da alma e dispara pelos olhos, parece até nos envolver de uma áurea perceptível e contagiante. Impossível camuflar.
    Tão bom, mesmo tão bom ter tido a possibilidade de não perder este texto / hino à amizade, ao companheirismo, em sintonia com o AMOR.
    Assim como sabiamente diz o estimado Barcelos, "A gente se entende, e isso basta".

    Daqui levo comigo e sempre, o que dá asas às boas emoções.

    Beijo e kandandos meus, carinhosa ponte sobre o Atlântico.

    ResponderExcluir
  15. Ai que legal essa amizade !!!
    Ainda pode-se acreditar que o msn faz amigos de verdade !!!

    Parabéns !!!

    PS: Obrigada por suas palavras no meu cantinho, beijos Milene !!

    ResponderExcluir