domingo, 9 de janeiro de 2011

VIAGEM ETÍLICA


Nada, nenhum tema me apraz tanto, me oferece imensuráveis dizeres de amor quanto a amizade. É magia! É verdade! É bem querência demais! Eu e o Tio Obedias dela viajamos etilicamente, porque vivemos acompanhados de figuras assim, que nos levam a trilhar caminhos incertos, imperfeitos, apolíticos. Particularmente amo caminhos imperfeitos. Então eu e Tio Obedias, obedientes (trocadilhos vem sem que os convoquemos), bebemos, brindamos. O Tio tirou as pedrinhas vesiculares dele... Eu ainda não! Mas hoje me ordenei brindar. E brindei um tanto! E insanamente gargalhei pela casa, aos olhares incrédulos embora coniventes de minha tia e Cicinha, minha amiga. Bebi bastante. Bebi solita porque elas se recusaram. Reparo aqui! Não bebi só! Bebemos eu, ela e Tio Obedias... Brindamos eu e ela à amizade que permanece, ultrapassa, embora trilhe caminhos complexos por vezes. Sabemos eu e ela que a amizade é IMUTÁVEL... Ainda que se transfigure, se faça camaleoa... Temos um sentimento mútuo, cúmplice, cujo batismo se deu através das risadas em comum, dos palavrões homéricos de ambas as partes e das constantes tentativas de aparar as arestas ainda que não seja tarefa simples. Me fascina lidar com o ser humano, sorver sua complexitude, lhes oferecer a minha. Me perco, me confundo, sofro... Mas acima de tudo, amo! Só sei amar! Pateticamente amar! Foi assim, sem prévia, casual, que a amizade decidiu por si se fazer novamente presente, como se dizendo altiva: Ei, vocês! Acham mesmo que vão me jogar fora assim tão fácil? Cheguem aqui e brindem! Apenas brindem a mim, sem maiores justificativas... Brindem e percebam o que verdadeiramente sou pra vocês... Bom, ainda terei que justificar aqui em casa que sucumbi ao apelo etílico por influência cheirando a poesia dessa moça que atende pelo nome de Si... Si Fernandes! E a ela sigo dizendo: Talvez eu ainda te ame... Mas o meu talvez é cheio de certeza. Agora me deem licencinha, minha cama implora por mim... Hei de deitar e ver o mundo girar, aqui no meu pequeno universo cheio de movimento.

Beijos!



18 comentários:

  1. Minha miguinha, um brinde com uma estupidamente gelada e um beijo.
    Saudades...

    ResponderExcluir
  2. Simone diz:
    *TO LENDO
    *E VOU COMENTAR LÁ
    Milene diz:
    *tá
    Simone diz:
    *JA TO ME EMOCIONANDO AQUI
    *JA ESTAREI EU, BEBADA
    Simone diz:
    *NÃO, JA PASSOU O PORRE

    Milene diz:
    *ficou muito sapata aquela música? rss
    *engole o choro, porra!

    Simone diz:
    *ahh é vou colar seu carinho lá
    Milene diz:
    *kkk
    *faz isso nao que o povo pensa q sou uma dama

    E ela insiste em dizer que quase me ama...É LOUCA POR MIM ESSA MOÇA...rs

    foi um domingo suavemente etílico e poético, como tudo deve ser.
    E esse post veio abrilhantar ainda mais esse dia. DOMINGO É REALMENTE UM DIA VADIO...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Abstenho-me a minha insignificante ciúmeira....
    Talágo em um golpe só o urtimo góle do destilado de baixo custo que me acompanha fielmente e me vou!!!

    Deussssssssssskire-anime ocêis duas
    bejo ciumenteiro
    Tatto

    ResponderExcluir
  4. Se eu soubesse que vocês estavam bebendo cerveja, tinha feito um tim tim daqui :D
    Mas agora foi-se.
    Bons sonos Mi, e que os deuses da ressaca lhe sejam benevolentes...rsrs
    Beijão

    ResponderExcluir
  5. EM TEMPO...
    Sim, a música ficou sapata demais...mas, eu não sou preconceituosa, o nosso amor é lindo...KKKKKKK

    Tatto,se animar mais morremos de overdose...ou entraremos em coma alcoolico até a próxima quebradeira...Pq aqui ' o pau come na casa de Noca'SOMOS DESSAS, DICUNFORÇA ...KKKKKK

    [ inteligente é ser feliz ]

    ResponderExcluir
  6. Bem .. tudo bem que estou aqui me mordendo de ciúmes mãsss perdoo..
    pessoa linda que é voc(6)são.
    Memem amada um tim tim a tudo que dure...
    e te contar, óh adogoooooo Maria Gadú.....
    afff tudo de bão!
    Como sempre senti seu coração aqui....
    beijO amassado abraço apertado!
    Vc é especial .. teje presa no meu abraço!

    ResponderExcluir
  7. - Quão doce é o amor!
    - Já brindo aqui
    - À terna amizade
    - Da Mi e da Si
    - Regada a cerveja
    - Do "seu" Obedias
    - Ficou no ora veja
    - Cicinha e a tia...

    - Oxente!

    ResponderExcluir
  8. Tim, Tim pra vocês meninas !!!
    Amizade é pra ser celebrada !

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Então, Milene, brindemos a amizade, adorei o texto, bacana!!

    Forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  10. É preciso ter força para ser firme,
    mas é preciso coragem para ser gentil.
    É preciso ter força para se defender,
    mas é preciso ter coragem para baixar a guarda.
    É preciso ter força para ganhar uma guerra,
    mas é preciso coragem para se render.
    É preciso ter força para manter-se em forma,
    mas é preciso coragem para ficar de pé.
    É preciso ter força para sentir a dor de um amigo,
    mas é preciso coragem para sentir a própria dor.
    É preciso ter força para esconder os próprios males,
    mas é preciso coragem para demonstrá-los.
    É preciso ter força para suportar o abuso,
    mas é preciso coragem para fazê-lo parar.
    É preciso ter força para ficar sozinho,
    mas é preciso coragem para pedir apoio.
    É preciso ter força para amar,
    mas é preciso coragem para ser amado.
    É preciso ter força para sobreviver,
    mas é preciso coragem para viver.
    Se você sente que lhe faltam força e coragem,
    queira Deus que o mundo possa abraçá-lo hoje com seu calor e amor!
    E que o vento possa levar-lhe uma voz que lhe diz que há um amigo,
    sentado num outro lado do mundo desejando que você esteja bem.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. E eu que, Desgraçadamente , Faltei a esse Encontro...

    Adoro me Embebedar Falando de Poesia !

    beijo!

    ResponderExcluir
  12. Bela celebração...já fiz dessas..
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá, Milene!
    Um brinde bem brindado à todos nós!!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  14. Valeu, Milene!
    Me fez lembrar dos meus tempos aí nesta tua região. Já pensei que, pelo menos em um dos locais em que vivi aí no Nordeste, só tomei um pileque: começou no dia em que cheguei e terminou no dia em que me fui!
    Tem alguma coisa no ar que deixa a gente meio disposto!
    Ainda não descobri o que é!
    Abraços solidários!

    ResponderExcluir
  15. Olá, Milene!
    As estórias lá no Kumidas são reais. São estórias que nos chegam por e-mail ou carta mesmo, pelas mãos duma amiga. Mas não tem problema nenhum se você achar engraçado.
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  16. Ô gentemmm...cheguei já no dia da ressaca... aposto que a música ficou faltante...Mi, Si e cadê a Rê???? Pq prá trás (Ré) não ando nauuummm rsrs
    Beijuuss de segundona n.c.

    ResponderExcluir
  17. Agora te seguindo linda, e virei blogueiro de novo dessa vez não paro mais, um beijão.

    ResponderExcluir
  18. Memem


    cheguei aqui...com ciúme também...beberam e nem me convidaram....
    snif


    beijocas

    Loisane

    ResponderExcluir