quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Por Uma Música Apenas



Se pudesse, dançaria por alguns minutos, uma única música... Por minutos que lhe valeriam toda a vida. Se permitiria embalar nos movimentos sublimes da dança, de olhos fechados, peito escancarado, sem carecer se olhar ao dançar. Era sentir-se que queria. Sentir-se rodopiando no seu vestido branco esvoaçante, embriagada pelo som e passos numa perfeita sintonia, se deixando levar absorta pelo fascínio etéreo que a música lhe proporciona. Valsaria pelo salão vazio, descalça, a não ser pelas meias de seda já desfiadas nas farpas do assoalho, braços abertos como a chamar pra si todas as possíveis sensações daquele instante de absoluta magia. As cortinas a balançarem ritmadas pelo vento, cúmplices, testemunhariam o espalhar de seus passos por cada canto como uma solitária bailarina, arrebatada, em êxtase, quando das vezes que sua alma a levava pra dançar os mais diversos ritmos. Era um deleite sair a passear com sua alma festeira, infantil, inquieta, que jamais se conformou em obedecer à vida quando essa lhe disse serem impossíveis aqueles momentos ímpares. Sentia-se livre feito uma libélula, num balé individual frente ao bico de um colibri... Alegre! Por toda a vida alegre quando fazia suas viagens fascinantes, a dançar por aí. Agora, só agora, por um único instante, queria ter a sensação de girar na sua coreografia aleatória, com seus pés descalços e olhos fechados... Dançar por minutos de imensurável contentamento e levar o corpo a sentir o mesmo prazer que se permitia através do seu espírito bailarino, entre um rodopio e outro. Ela só queria dançar, por uma música apenas...




Beijos gratos ao Tatto pelos pitacos 
que tornaram mais prazerosa a construção desse texto...

22 comentários:

  1. MilenA
    Ainda sem fôlego discernir!

    Me curvo e Aplaudo... clap, clap, clap...

    Bejo
    Deussssssskiajude
    Tatto

    ResponderExcluir
  2. Faço coro com esse quiridu meu..
    clap, clap, clap...

    Vi ela na minha frente dançando, rodopiando por sua canção...
    Você é ímpar agente entra na estória!
    E esse meu coração que é bailarino também, e que só esta descansando um pouquinho ficou feliz em conhecer sua bailarina...

    beiJO Memem minha linda.

    ResponderExcluir
  3. Deu pra imaginar os rodopios.Lindo texto e imagem...beijos,chica

    ResponderExcluir
  4. Então vamos dançar, mas lhe garanto uma coisa "danço mal abeça".
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Que delícia de prosa poética?! E olha o Tatto escondendo ouro hein? Meus sais!

    Olha aqui vocês dois: esse texto está um primor, desde o titulo até a última linda. Sem falar na magia dançante do subtexto, e a imagem da menina/bailarina a rodopiar. Lindo, lindo!

    beijo para os dois queridos

    ResponderExcluir
  6. Encantadora postagem.
    Rodopiar ao som de uma música, apenas uma melodia.
    Como disse a Chica, também eu fiquei imaginado os rodopios.
    Lindo Milene, amei.
    Beijos no teu ♥

    ResponderExcluir
  7. own...E TUDOO GIRA EM TORNO DOS MOVIMENTOS QUE SE MISTURAM COM A MUSICA QUE ENTERTE O SENTIMENTO!!!

    adorei linda

    xero

    ResponderExcluir
  8. Como já te disse antes, vc escreve divinamente, sempre bom entrar aqui e ler textos maravilhosos com certeza, beijãããoooo.

    ResponderExcluir
  9. Tô de mal com vc... vc de mal comigo... mas com um texto destes, que na verdade não é só um texto, é um pedaço de sua alma linda, eu não resisto e quero vc de novo!
    Diz que me ama, vai....
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Muito bem bailarina! Perfect seus textos como sempre. Te amo! Musa inspiradora dos blogueiros de plantão....

    ResponderExcluir
  11. Vamos dançar? Nem que seja com a mente...vamos dançar? ... Menina Mi, dentro de vc a menina dança.
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Olá Moça Brega

    Tá te sentindo muito inspirada nesses dias, muito bom te ver assim alegre, saltitante é até com vontade de dançar!

    Abraços

    ResponderExcluir
  13. A vida esta chamando pra bailar... Adoro o seu cantinho. Abç!!! Saudações Alvinegras!

    ResponderExcluir
  14. - Moça, você me dá a honra? Devo pedir valsa, rock, samba ou baião?
    - Não... acho que vou pedir a essa maravilhosa orquestra de amigos a música dos anjos, das esferas, da magia... do amor. Vem!

    ResponderExcluir
  15. Olá, Milene!
    Ah, e eu se pudesse, dançaria contigo! Posso?
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  16. Como dizia o velho Nat King Cole:
    Dance, Ballerina, Dance...

    Ainda mais com essas asinhas de fada Sininho...

    Lindo texto!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Que lindo e poético !!
    Adorei Milene, e não sei a quanto foi esse pitaco do Tatto , mas eis que surgiu um texto maravilhoso e cheio de sentimento.
    Parabéns !!

    beijo grande

    ResponderExcluir
  18. Ela dança...eu danço em sentí-la rodopiando com as palavras compassadamente belas de emoção!
    Beijuuss dançantes, minina-bailarina, n.c.

    ResponderExcluir
  19. Dançar liberta a alma...
    "Era um deleite sair a passear com sua alma festeira, infantil, inquieta, que jamais se conformou em obedecer à vida quando essa lhe disse serem impossíveis aqueles momentos ímpares"
    Dá para visualizar exatamente como descreve...muito lindo.
    Uma noite de sonhos e danças, de preferência que seja nos braços do seu amor.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  20. Com seu traje de gala:

    Rodopiou

    no salão

    de dentro

    de

    mim.

    ResponderExcluir