sexta-feira, 4 de março de 2011

Pra Não Dizer Que Não Falei do Carnaval

Imagem por Milene Lima - Janeiro/2011.

Acorde, venha cá, Sol. Entre sem cerimônia, veja quanta falta faz a tua luz por aqui. Ilumine esse recanto sombrio, carente do teu esplendor. Imponha sua presença soberana, astro-rei, intimide a escuridão carrancuda. Se vier, é certo, tudo se transformará em festa numa comovente comunhão de alegria, um escancarar de emoções outrora aprisionadas, agora livres sob a magia do teu dourado. Chegue logo, Sol. Compartilhe teu fulgor com o verde da esperança e vê  que matiz inebriante dará. Misture esse amarelo contagiante de tuas cores ao branco sereno da paz tão precisada e se fará especial essa alquimia. Não sabes o poder que tem a tua luz? Ela dissipa sem esforço a mais tenebrosa nuvem, afugenta a dor intrínseca, atrai os opacos fragmentos de fé, reavivando a nuance desbotada desse amanhecer que parece jamais querer acontecer. Tua ausência entristece, faz aflorar a angústia e a inevitável sensação de impotência diante do tempo implacável no seu caminhar, apático e insensível às dores alheias. Há feridas abertas, inflamadas, latejantes. Chagas imensas, impiedosas, causando dores que transcendem à sensibilidade da carne. Elas ferem fundo à alma, provocam um lamento possível de ser ouvido lá de longe, do espaço aonde gostas de brincar de colorir a terra, ou se esconde para que tua falta seja sentida. Agora não é hora de brincar de pique-esconde, Sol. Não seja tão infantil! Não percebe a agonia implícita nesse pranto? Venha e faça tudo parecer perfeito, tal qual as tardes de verão na praça, com sorvete de coco, crianças correndo pra um lado e pro outro,  passarinhos e pipas se confundindo no céu enfeitado, vozes eufóricas e gargalhadas incontidas. Sumirá a agonia e o desespero, surgirá a felicidade em sua plenitude. E quando o ocaso chegar te chamando pra dormir, tu te deitará contente por ter amorosamente pintado o mais sublime dos dias.

16 comentários:

  1. Quanto + eu me esforço - entendo ! Só vi o val... Cadê o carná ?

    Tatto

    ResponderExcluir
  2. Caminhando, sambando e seguindo a bateria...
    Somos todos amantes da folia, ou não?

    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. OIEEE GATINHAA

    temm um presentinho pra vosmece no meu bloggg

    XEROOOO

    http://cywmara.blogspot.com/2011/03/pessoas.html

    ResponderExcluir
  4. O nascer o tecer e o desaparecer do sol
    é de fato um dos fenômenos mais lindos da natureza.
    E ele'esse astro Rei consegue nos presentear
    com lindos dias , é só abrirmos a janela da alma em dias despretenciosos e lá esta ele ah nos presentear os seus raios de esperança e fé...

    Um beijo memem que amo..

    ResponderExcluir
  5. Ele vai brilhar e esquentar... transformando pranto em alegria! Fique bem minina-ternura...fique bem!!!
    Beijuuss n.c.

    ResponderExcluir
  6. Ué, mas não falou, mesmo, né?
    Mas, de qualquer forma, está ótimo!
    Pra mim, carnaval é só uma época em que todo o mundo viaja, quem não viaja enche a cara, e na TV aberta só se fala em carnaval.
    Mas, eu tenho TV a cabo então...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Ai que saudade de ler suas Inquietudes !!!
    Lindo chamamento do astro-rei !!
    Ele virá, virá ...

    Bom feriadão pra vc


    beijo querida !!

    ResponderExcluir
  8. Virá. Tranquilo e infalível...
    Verás.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Olá, MILENE!
    Reafirmo o que já tinha dito anteriormente: é muito bom passar por aqui!!!!!!!!!!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  10. A minha alegria!
    A minha alegria atravessou o mar
    E ancorou na passarela
    Fez um desembarque fascinante
    No maior show da terra
    Será que eu serei o dono desta festa
    Um rei
    No meio de uma gente tão modesta
    Eu vim descendo a serra
    Cheio de euforia para desfilar
    O mundo inteiro espera
    Hoje é dia do riso chorar
    Levei o meu samba pra mãe de santo rezar
    Contra o mal olhado eu carrego o meu patuá
    Eu levei!
    Levei o meu samba pra mãe de santo rezar
    Contra o mal olhado eu carrego o meu patuá
    Eu levei!
    Acredito
    Acredito ser o mais valente nessa luta do rochedo com o mar
    E com o ar!
    É hoje o dia da alegria
    É a tristeza, nem pode pensar em chegar
    Diga espelho meu!
    Diga espelho meu
    Se há na avenida alguém mais feliz que eu
    Diga espelho meu
    Se há na avenida alguém mais feliz que eu

    (UNIÃO ILHA
    Enredo: É Hoje - 1981
    Compositores: Didi/Mestrinho)


    Bom Carnaval pro cê!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. O sol brilhará intensamente com certeza Mi, e gostei do seu comentário lá no meu blog, dei ótimas risadas.

    ResponderExcluir
  12. Memem

    é pra lá que eu vou..pra onde tenha sol e voce....

    fique bem

    amo voce


    beijocas

    Loisane

    ResponderExcluir
  13. Que durante o carnaval esse lindo e maravilhoso sol, se faça presente , trazendo alegria e esperança para todos.
    Paz, Milene. Bjokasss

    ResponderExcluir
  14. Sempre brilhará! Sempre! Acima das nuvens... acima da chuva... acima de nossas cogitações temporárias... tá ele lá brilhando, é só ter paciência que o verá pleno novamente, espaventando as sombras que, teimosamente, insistem em nos amargurar.
    Beijos do teu Luck...

    ResponderExcluir
  15. Oi!
    Estou gostando muito do seu blog, que sigo conhecendo.
    Abraços, Déia

    ResponderExcluir