segunda-feira, 30 de maio de 2011

NUVENS, FOLHAS E OUTRAS ENAMORADAS



Fecho os olhos e o sinto suave, me oferecendo aromas. Ouço lá de longe o seu canto, anunciando a chegada, me dizendo pra abrir a janela e deixá-lo entrar, trazendo saudades... Eu as recebo com um sorriso no olhar, seduzida.

Como eu, as folhas se desmancham em amores por ele. Feito o mais harmônico dos balés, mostram uma coreografia minuciosamente ensaiada, no alto das árvores ou secas ao chão, levadas de um lado para o outro, num cirandear sincronizado. Se fazem bonitas para merecerem outra vez o seu afago.

Gosto dele quando me traz o cheiro do mar. Fecho novamente meus olhos e o percebo ali, o mar, eu quase consigo alcançá-lo nos meus sonhos... Ele, o mar e eu, personagens de um mesmo devaneio romântico.

Quando tudo adormece posso ouvir mais uma vez o seu canto, baixinho, me embalando como num acalanto, dissipando meus medos, espantando os pequenos monstros escondidos aonde nem percebo.

Amanhã ele estará de volta, balanceando fogo e flores, movendo moinhos de sonhos, conduzindo as nuvens feito ovelhas gigantes no céu... Amanhã talvez queira se fazer mais forte e até as sacuda para se abrirem em chuva serena.

E depois, como todos os dias, o vento vai levando tudo embora...




17 comentários:

  1. Milene.. primor de texto.Mas da mesma maneira que o vento leva..o vento traz..
    Precisamos estar de coração aberto para receber e perceber..... o vento sempre traz..
    bjkas
    Ma

    ResponderExcluir
  2. Não é à toa que meu amigo Xipan Xupança dizia....

    Para de Matar os Moinhos di Vento seu pé di Cana!
    Muitas Lutas me engalfinhei e umas venci, outras nem sei... rss
    Como sempre minha doce rosadinha escrivinhando lindamente.

    Deusssssskiajude
    Beijo
    Tatto

    ResponderExcluir
  3. Lindo texto! As belas lembranças e emoções são que move nossa vida pra que de um acalanto na alma. Há sensibilidade aflorando a pele no seu texto. Adorei! Continuo seguindo seu blog.Desejo um ótimo começo de semana cheio de coisas maravilhosa pra você. Um Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Mais uma bela crônica dessa menina talentosa!
    Que moinhos incríveis você arranjou, hein?
    Beijão, querida!

    ResponderExcluir
  5. Adoro a letra dessa música, dela e de Angra dos Reis, um letrista fenomenal com certeza, beijão Mi :-)

    ResponderExcluir
  6. Milene,
    Até o efémero das coisas gosta de sentir que as coisas poderão mudar...

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  7. Ah, amei como ficou!
    Sabia que eu adoro essa música do Legião? =)
    Lindo mesmo. ^^

    ResponderExcluir
  8. Ventos...
    Bailando no tempo
    Traz agora
    Traz momentos
    Para trás
    Para frente
    Leva embora
    Traz de volta
    Ventos...

    Bjs.

    ResponderExcluir
  9. Uma vez li esse poema e escrevi num caderninho que tenho...
    "Não, eu não sumi,
    estou aqui...agora.
    Mas, se sou o vento,
    viajo no tempo
    escorrego na hora
    voando por dentro
    do seu pensamento
    me vejo lá fora

    Sigo livre, sou solta
    Feito brisa , sou escolha
    Na leveza, seca folha...
    Que aos olhos encanta
    e a tristeza espanta

    Sou chuva que varre
    No abismo , um empurrão
    Sou tempestade,
    Sou furacão
    Mas se sou saudade,
    sou também solidão..." (Charlyane Mirielle)
    Me lembrei dele ao ler você...e esse vento que sopra aí é quase o mesmo que sopra aqui.
    Beijuuss, Pétala, n.a.

    ResponderExcluir
  10. eu faço isso pra esquecer, eu deixo a onda me acertar e o vento vai levando tudo embora...
    Também o sinto assim...
    Admiro tanto a sua fúria quanto a sua calmaria...
    estou falando de voce, Mi. Minha marolinha e minha ressaquinha, querida.
    Poesia pura foi o que respirei nesse texto.

    ResponderExcluir
  11. Milene, tô vazio que nem acho as palavras pra demonstrar o quanto belo eu achei que é... mas belo é, viu?
    All right now!!

    bjssss

    ResponderExcluir
  12. OLha a menina Milene proseando poesia em texto leve, de sopro rosado levando e trazendo folhas num bailado colorido.

    Título impecável!
    Imagem para sonhar
    E o texto... para ler, reler e guardar no baú particular(no caso, o meu) rsrs..pois está repleto de lindas imagens.

    Você está refinando idéias Mi, parabéns!
    Haja visto essa prosa! Linda linda.

    meu afeto
    bacio cara mia

    ResponderExcluir
  13. Grato pela visita, Milene! Abraço, querida!

    ResponderExcluir
  14. Olá, Milene!
    Lindo! E a imagem é ótima!!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  15. - Tentei versejar este comentário. Achei que uma noite de sonhos entre a leitura e estas linhas seria suficiente.
    - Enganei-me. Há imagens no seu vento que não cabem em palavras - não nas minhas, sejam elas escritas ou cantadas. Como você consegue isso é um mistério para mim.
    - Cada dia que passa me surpreendo mais apaixonado - pela poetisa que se esconde sob o manto de cronista, pela cronista disfarçada de deusa, pela deusa em forma de mulher... e, é claro, pela mulher-poetisa.
    - Mas nunca a derrota! A fuga, não! Jamais terá sossego a minha pena se não for arrebatada por teu vendaval... e assim talvez nossas palavras se encontrem, se apaixonem entre abraços e beijos, e valsas e gargalhadas, dançando a música da tua brisa perfumada de flores e de mar.
    - Sim! Estejam apercebidos esses moinhos voadores! Um novo Cavaleiro da Triste Figura empunha a pena para acometê-los! Que se divida o Sol!

    ResponderExcluir
  16. Minha Deusa..vc escreve lindamente..
    Vc dança em todaa as formas de escrita com uma suavidade impar..a não ser quando "pisam" no seu calo..rsrs
    Adorei..Parabéns...vc tem o DOM mesmo! Cuida!
    Bj
    MA

    ResponderExcluir
  17. Essa música marcou um momento na minha vida. Obrigado por te-la postado. Trouxe recordações.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir