quarta-feira, 11 de maio de 2011

OS MALANDROS E OS MANÉS


Depois de muita negociação, o governador do meu estado concedeu um vultoso aumento de 5,91%. Ele pediu para não nos preocuparmos, pois pagaria metade agora e em novembro outros 2,5 % . Isso é muito comovente, generosidade assim não se encontra a cada passo. Pensei em acender uma vela em ação de graças pro moço numa encruzilhada, com uma farofinha básica, frango e cachacinha... Tudo com a melhor das intenções, claro.


Então, não cabendo de contentamento em virtude de tamanho reconhecimento pelo trabalho meu de cada dia, proseio com a prima Cida, do zóio da cor do mar das Alagoas, quando ela me diz estar injuriada ao ponto de nem saber se vai conseguir dormir. Me passou o link da discórdia, o qual fui imediatamente conferir. A manchete diz o seguinte: DEPUTADOS DERRUBAM VETO A REAJUSTE DE SALÁRIO EM MAIS DE 100%... A votação, claro, foi secreta e apenas um dos vinte um deputados deu voto contrário . Um dos nobres parlamentares alegou ser falso moralismo o protelar dessa discussão, além de inútil, visto que outros estados já haviam feito o mesmo e Alagoas não poderia ficar pra trás. Outro exemplar desse espécime de rara sabedoria e esperteza filosofou que “nenhuma sociedade será forte onde o parlamento for fraco”... Perguntei aos meus botões e eles não me ajudaram na compreensão dessa frase. Devo esperar que com o vistoso salário de mais de 20 mil reais eles vão ter tranqüilidade para trabalhar melhor em prol do povo? Ah, bom! Sendo assim a coisa muda de figura. Prometo até desfiar um rosário inteiro em agradecimento aos meus tantos por cento recebidos. Me sinto amparada, sabe? Eles realmente se preocupam comigo.

Enquanto nossos bravos guerreiros comemoram seus legítimos dividendos, abro numa matéria sob o título: HOMEM ENFERMO MENDIGA ASSISTÊNCIA NA REDE PÚBLICA... Por favor cliquem e leiam. Minhas palavras calaram, furiosas. Sei que este caso é uma simples amostragem de como caminha a saúde pública no Brasil. Mas por que se desdenha tanto assim da vida? Por que somos tão coniventes e vamos continuar sustentando filhosdaputa como esses meus conterrâneos, mantendo-os feito reis intocáveis enquanto o povo só se lasca?



Mudei absolutamente de ideia, quero morar em Londres. Lá serei súdita da rainha do chapéu torto, correrei pateticamente atrás da família real pelas ruas afora, carregando uma bandeira e um sorriso idiota no rosto, mas se numa dessas corridas eu tropeçar e cair, certamente não me abandonarão sem roupa, sobre uma maca num corredor de hospital, suplicando ser atendida por alguém que supõe estar me fazendo um favor.

Quando parte o próximo ônibus pra capital inglesa? Os meus míseros 5,91% não me permitem comprar uma passagem de avião... Mas por favor, não falem alto. Deus me livre dos meus parlamentares e o ilustre governador, queridos e esforçados, sequer imaginarem ser isso uma queixa da minha parte. Não quero aborrecê-los. Que durmam o sono dos justos (consigo próprio, obviamente)... Fico por aqui pensando num investimento bacaninha pra aplicar o meu generoso salário.

Durma-se com uma pouca vergonha dessas!

16 comentários:

  1. Realmente esses aumentos escandalosos dos parlamentares, e os aumentos ridículos para o verdadeiro trabalhador é de causar indignação, eu também sonho com o dia que os salários serão justos e a saúde pública possa ser salva da situação em que se encontra, só espero não estar sonhando demais.

    ResponderExcluir
  2. - Pobre povo alagoano... pobre povo brasileiro.
    - Há vários meses, eu coloquei uma folha em branco em minha mesa, com uma "bic" preta ao lado, com a intenção de anotar os nomes dos políticos - principalmente dos legislativos - que atuassem com sinceridade na defesa dos direitos de seus representados. Obviamente deixei de lado simples promessas eleitoreiras.
    - A folha continua em branco...
    - Quanto à saúde pública (repugnante), ah! se eu fosse Deus! Eu poria cada médico na situação de seu paciente, e vice-versa...
    - Abraço, alagoana guerreira! Você é demais!

    ResponderExcluir
  3. A internet é um boa ferramenta para mudar algo, vamos a luta, abraços

    ResponderExcluir
  4. Vergonha, nojo e indignação e o que sentimos...Revoltante! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  5. Estaria EU em cima do muro ao invés de pular de gáio em gáio se me contivesse em escarrar um grande e desprezível "CAMPUTA DE FIADAMBADA" e um "AVATUMÀCAJÙ" pra esses DIÓTAS!!!!

    Acontece e vai continuar assim:-
    HOJE NO JORNAL DA GRÔBO.
    "Diretora de escola que reclamou atraso de verba da merenda FOI AFASTADA e professores estão proibidos de dar entrevista"

    BRASIL MOSTRA A SUA CARA....!!!
    Magavilha de GRITO quê ocê deu querida MilenA..
    AAAAAAAAVACAGÁ.... rss
    Beijo
    Tatto

    ResponderExcluir
  6. Os FDPs nos sodomizam com mixaria e sentam em grande fortunas.
    Moral da história: "Todos podem "tomar", mas alguns "tomam" de jeito até sangrar. Esses somos nós. Outros "tomam" também com jeito, mas de maneira bem carinhosa. Esses são "elles".

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Ah, Milene... que raivaaaa, que vergonhaaaa!
    Dormir, realmente foi difícil...principalmente lembrando da imagem daquele homem largado, "esquecido" no corredor. Enquanto isso os 'doutores' também garantiram os seus 100%.
    Fiquei 'arretada' também com uma juíza, que defendeu o digníssimo sr. governador no período da negociação dos nossos 5,91%, dizendo que: ..." a greve era ilegal e que o servidor público tem que ter a consciência de que ele serve a comunidade e portanto há mais deveres do que direitos a serem cumpridos, caso não estejam satisfeitos, que procurem uma rede privada..."
    Aii... eu queria taaaanto encontrá-la e dizer qual o meu dever com relação a ela...

    Então...conseguir dormir? fica difícil, né?

    Bjosss

    ResponderExcluir
  8. Dormir? Já não sei o que é isso faz tempo...Lembra de nossa conversa? Da decepção, des_ilusão com a "saúde"? Desse túnel - sem volta e sem luz - que entrei e me sufoca diariamente? É isso, amada, e mais...muito mais!!! Tinha que arrumar uma des_ilusão dessas nessa altura de minha vida???!!!
    Beijuuss, recheados de sôdades, n.a.
    P.S: as alterações de humor não andam permitindo tempo de prosa...só quero dormir...des_ligar.

    ResponderExcluir
  9. Milene, o pior é que isto não se resume ao seu nem a nenhum estado, mas é geral neste país!
    Uns justificam os outros!
    Realmente, é de se lamentar que, com tanto paises habitados por gente de verdade, tenhamos a desdita de ter nascido neste, onde o povo mal informado elege esses vermes para gerirem os imensos recursos que temos!
    A única coisa positiva de viver aqui é poder trocar idéias com pessoas como você (e outras da nossa blogsfera)!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. o GOVERNO QUERENDO FAZER DO POVO MASSA DE MANOBRA MAS TEMOS QUE TER CORAGEM E LUTARMOS PELO NOSSOS DIREITOS

    ResponderExcluir
  11. Milena...

    Te parabenizo pelo texto tão bem escrito. Cheio de verdades.
    As vezes me pergunto...qual a moral que estes politicos deixarão para seus filhos?

    A moral da corrupção, de cada um pra si?

    Um beijo minha querida..

    Ma Ferreira

    ResponderExcluir
  12. Bom dia.

    É repugnante, revoltante, vergonhoso.
    Os pilantras tomaram o leme.

    Um grande abraço.
    Maria Auxiliadora (Amapola)

    ResponderExcluir
  13. Penso eu, que só terá mudanças, se todos nós cidadãos, todos nós que temos vergonha na cara, e amor ao próximo, ficássemos sem "votar". Falo sem votar, e olha que não é ficar em cima do muro e nem achar que não funciona não...pois só o "voto" que interessam a eles.
    Deveríamos fazer um mutirão, em todos os Estados, e cruzarmos os braços, e dizer não ao voto...aí sim, sei que incomodariam eles, e os mesmos mudariam a sua política.
    Fora isso, eles não têm vergonha na cara, querem mesmo é o bolso recheado de "dindim"...e que se dane os pobres, os escravos dos serviços, e etc...etc...
    Votando como estamos, nunca irá resolver. E não é por que escolhemos errado não, é que, quem entra no "poder" é que se deixa corromper, se vendem pelo dinheiro. Despertam neles a "usura",a "luxúria" e assim vai...
    Diz não ao voto...e verá a grande confusão...somos maioria, e com certeza, corrigiríamos o mundo assim...o pior que a maioria das pessoas não pensam assim...e ainda acham que tem que votar, só saber escolher?
    Escolher?
    E temos opções?
    Mas quem entra lá, vira a "cara" para a "corôa" e querem OURO.
    Podemos gritar...mas só mesmo como desabafo...
    Um dia lindo amiga linda.
    Afinal seu aumento, precisa ser comemorado com paz. Só por favor! Não vá agora ao supermercado...nem coloque gasolina no carro...vá a um circo...morrer de tanto sorrir.
    Seu coração agradece.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Uma amostra indigna do descalabro que mergulhou nosso país. Tua indignação é palpável, num texto maravilhoso.
    As urnas me parecem a unica alternativa, mas parece que uma hipnose coletiva se abate sobre o povo...é desalenta_dor (como diria nossa Rê) e desorienta, pq não parece haver luz no fim do túnel...aff
    Bjo Milene, com meus cumprimentos!

    ResponderExcluir
  15. Só quando deixar de votarmos, resolveremos isso. Somos maioria, se disséssemos NÃO AO VOTO, queria ver se eles não mudariam essa política imoral deles.Mas infelizmente nem todo mundo pensa como eu...acham que tem que votar, e que, é só saber escolher. Acontece, que pode ser o melhor, chega lá se deixa corromper, e se quer fazer o contrário, a maioria persegue. Como são tão poucos os que têm vergonha na cara, bom mesmo era nos unirmos e não votarmos...aposto se não seria a solução.
    Reclamamos, reclamamos, e eles nem estão aí conosco...querem é o bolso deles cheiinhos, isso sim. O povo não sabe da força que tem, mas a nossa cultura, faz com que a maioria acha ainda que tem é que saber escolher o candidato, e pensar, que às vezes nem opção temos, só candidata, pessoas que não mereciam estar no poder...tudo "farinha do mesmo saco"...ai mudança? Jamais....

    ResponderExcluir
  16. Esses malandros continuam "fazendo e desfazendo"
    como bem querem. Gente, quanta desigualdade salarial! Só Deus pra ter misericórdia de nós e desse povo menos ainda favorecido.
    Bjo.

    ResponderExcluir