domingo, 15 de maio de 2011

Sábado, Tédio e Outras Desimportâncias


Mais uma noite de sábado aonde a história se repete. O mesmo e velho filme cujo protagonista era o tédio, estranho convidado que de indesejado passara a ser a única presença percebida. Não que tenha adquirido apego pelo senhor das chatices repetidas, mas sabia da sua chegada e não mais lutava contra isso. Era indiferente a ele, deixava que se acomodasse e observasse seus passos lentos rumo ao nada. Lá fora a noite ainda mantém o seu fascínio, embora o céu tivesse se transformado numa enorme cortina negra, ocultando as estrelas por trás do inverno, ainda assim havia latente uma vontade em se deixar absorver pela noite. Mas não as de sábado, definitivamente não! Estavam todos espalhados ruas afora, com suas alegrias dissimuladas, gargalhadas artificiais, paixões efêmeras. Que ficassem lá os falsificadores de emoções, parvos seres com seus copos cheios de ilusão. A superficialidade há muito deixara de ser atraente. Gosta do intenso, do prazer indizível em se deixar rasgar pelas pelos estilhaços sentimentais, exibidos em leques desafiadores, provocando a sensação de se estar vivo. Entre a ideia de acomodar-se ao lado do inseparável tédio ou enveredar pela noite despida de magia, lembrou-se de encher mais uma taça de vinho, enquanto Vanessa da Mata chamou o Gil pra cantar: “quando amanhecer será para iluminar você”...


E

16 comentários:

  1. Ninguém merece o tédio, mas a falsidade da noite também não...

    Só faz beo o que realmente for sentido,não?

    Lindo e a opção foi Vanessa... beijos,tudo de bom,chica e um lindo domingo!

    ResponderExcluir
  2. - Belo contraponto,
    - Linda poesia
    - Disfarçada em prosa,
    - Mesmo à revelia
    - De uma poetisa
    - De mãos cor-de rosa;
    - Dedos no teclado,
    - Alma iluminada,
    - Coração aberto,
    - Sempre admirada,
    - Sempre aplaudida
    - Pena inspirada,
    - Por todos querida,
    - Por todos amada.
    - Chama os cantores
    - De voz maviosa
    - Pra ornar seu verso
    - Disfarçado em prosa.

    - Lindo, Miminha! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Procura-se um amor eterno, à prova de tédio e mofo.

    Beijo meu.

    ResponderExcluir
  4. O tédio, companheiro da depressão, que já foi minha companheira habitual, por isso tento sempre ler e fazer outras coisas antes de ficar entediado.

    ResponderExcluir
  5. Homem procura Mulher com as seguintes características, que lhe ame para sempre que ambos façam contrato de nunca deixar esse amor o de ambos cair na rotina quem puder e soube escreva pra esse endereço xxxxxxx

    ResponderExcluir
  6. Sua receita é boa para combater o tédio: boa música e vinho.
    Mas cuidado para não levar uma rasteira da depressão!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Uhn... curioso. Eu que tenho por costume e gosto me deixar levar pelo tédio do dia, exatamente ontem me senti animado pra sair (talvez mais por conta das companhias que eu sabia serem sinceras).

    Show do Frejat comemorando aniversário da cidade. Foi bom. Se fosse um outro sábado qualquer (como o que está por vir) eu ficaria àtoando em casa sem fazer nada... Eu gosto e é bom. ^^

    ResponderExcluir
  8. Não gosto das noites de sábado ,
    por não querer que o domingo chegue...

    Este sim é meu pavor....

    Beijo moça querida..

    ResponderExcluir
  9. O tédio é tenebroso é desmotivante. mas podemos mudar é só ter criatividade.

    Bj.

    ResponderExcluir
  10. Lindinha..nada é constante. Não dá pra conservar um estado de "enfase" pra sempre.
    Eu to meio triste hj. Sou tão positiva, mas as vezes fico assim...
    Mas amanhã o dia será melhor..vc vai ver..vamos ver né??
    Obrigada pelas visitas que vc faz a meu blog. Fico super feliz. Gosto muito de vc..
    bjkas
    Ma

    ResponderExcluir
  11. Para mim eu advogo um pouco de tédio !

    Quem dera o tédio me desse novas salivas
    e tirasse de mim essa doida inclinação para o espanto...

    Bom demais estar aqui e ler suas postagens, Milene!

    Um beijo bem grande pra voce

    ResponderExcluir
  12. E deu uma iluminada aí? Euzinha com uma conversa daqui, um mata-saudades dali e umas risadas acolá (bendito msn) tive um domingo marromenos tedioso.
    Hoje retorno a esse casulo nada confortável...
    Beijuuss minha cronista, doce poetisa, n.a.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Milene!
    "São tudo pequenas coisas, e tudo deve passar!" - já dizia o poeta.
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  14. Falsificar emoções, para ver se elas nos contaminam...afinal temos que achar um meio de espantar o tédio, que mata parte da nossa vida.
    Mas bom seria mesmo, se tivéssemos como preenche-la 100% com grandes emoções, e que cada dia pudéssemos nos divertir com elas.
    Às vezes me sinto assim...mas confesso que não gosto, ai fico "comendo e engordo" e sofro, kkkk... tédio é um tédio amada amiga.
    Mas que sua semana tenha dado sinais de bem animada...e que seu coraçãozinho se encha de alegria.
    Um grande abraço.
    Feliz semana.

    ResponderExcluir
  15. Sou acostumada ao tédio e acho até que ele me cai bem ...

    Adorei o banner... ficou num estilo - onde eu possa guardar meus amigos,meus discos e livros e nada mais.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Saudadessssssssssss!!! Tudo bem migaaaaaaaaa?????? Minina inquieta,até falando de tédio você é sensacional. Quem não fica entediado as vezes né? É bom falar nisso,assim ele acaba em uma bela canção,a gente divide a sensação e fica tudo mais leve. Como sempre você toca no estado de espírito, a gente entende e vira o jogo. Parabéns! Montão de bjs e abraços

    ResponderExcluir