domingo, 8 de maio de 2011

TODO DIA É DE AMOR



Finalzinho de domingo, dia especial em que todas as senhoras a quem amamos imensuravelmente são homenageadas. Estive lá, falei “bença mãe” como faço quase todos os dias e nos demos um abraço cheio de amor.

Ouvi uma frase da Ana Carolina, a qual me fez pensar sobre a minha relação com minha mãe, ela não precisa dizer todos os dias que me ama, isso é claro como a mais a água mais cristalina, é desenhado no seu olhar de quem gostaria de me tomar todas as dores, de quem fica feliz quando as coisas bacanas me acontecem e a todos os seus nove filhos, legítimos e postiços.

Se me fosse possível voltar 42 anos e escolher um modelo de mãe, seria igualzinho a ela: espirituosa, um quê de sarcasmo divertidíssimo, amiga, de um altruísmo incrível... Até os defeitinhos eu manteria, do tipo ser permissiva ao extremo com os netos, fazendo-os umas pestinhas estragadas. Quanto a ser torcedora do fRamengo, é a prova mais verdadeira de que ninguém é mesmo perfeito... Mas até isso a torna especial, pois mesmo sendo apaixonada por futebol, fica cheia de dedos em jogos do seu time feio contra o glorioso mais lindo do mundo, para o qual a maioria dos filhos torce.

Enquanto estive lá, olhando pra ela, me lembrei dos meus amigos que sentem tanto a ausência das suas. Minha amiga Michele, cuja dor acompanhei de perto há dez anos, quando sua mãe a deixou e até hoje essa saudade sangra. A sensação de ver assim, perdida, uma pessoa de quem gostamos é ruim, não há muito como ajudar, a não ser estando perto, de mão estendida. Pensei no Moisés, o poeta, nas tantas conversas sobre nossas mães, suas lembranças, os momentos em que a saudade dele sussurrava um “eu adoraria viver momentos assim” quando eu contava das reuniões ruidosas em torno de minha mãe. Me remeti também à Regina, cuja saudade é tanta e as palavras sobre esse sentimento são ternas ao ponto de nos fazer sentir essa saudade.

Essa postagem, além de homenagem a minha Dona Lourdes, foi uma tentativa de dizer aos meus amigos que eu, se pudesse, daria um pouquinho de mãe pra eles... Ela, decerto, acolheria os três com todo o amor do mundo, porque o tem transbordante.

MÃE, meu amor, minha flor, minha menina... Eu não saberia ser sem ti. 

15 comentários:

  1. Oie..
    Lindinho o que vc escreveu.
    MINHA MÃE TB É UMA FOFA. mAS EU NÃO QUERIA SER COMO ELA.
    Ela é boa demais. E os bons de mais, sofrem por conta dos bons
    de menos.
    Fiz uma homenagem a ela no meu blog.
    Sou melhor escrevendo do que falando. Tenho esta dificuldade.

    Um super beijo a vc..e a sua querida mamãe!!

    Ma ferreira

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhhh que delicia de fofura essas palavras e homenagens e preocupações (até as alheias).

    Falou da mãezinha de um jeito tão bonito e verdadeiro e a última frase cravou em mim:

    "MÃE, meu amor, minha flor, minha menina... Eu não saberia ser sem ti."
    Isso é imutável e intransferível. Você está nela e ela m vc!

    Parabéns Mi, porque as mães são anjos guardiões das nossas vidas.
    afetos e laços pra ti e boa semana!

    Lu C.

    ResponderExcluir
  3. esqueci de dizer sobre a imagem... Meus sais!

    Que lindo ver a proteção... gratuita, benfazeja, divina e natural!

    bjkas minha linda mocinha!
    adoro-te

    ResponderExcluir
  4. - Valeu, Mi... e não se esqueça de abraçar por mim a D. Maria de Lourdes. Ela merece. Vocês duas se merecem.
    - Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Que linda homenagem, tão carinhosa!uma semana legal pra vocês!beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Lindo texto, e realmente somos abençoados por termos nossas mães aqui por perto, e feliz dia das mães meio atrasado mas que todos os dias sejam dias delas sempre.

    ResponderExcluir
  7. Olá querida Mi,

    A imagem, muito bem escolhida, nos mostra como elas e só elas sabem proteger sua trupe.
    Amor de uma mãe é insubstituível e incondicional.
    A tua, te transmitiu valores que a todo o momento aqui te lendo, reconheço.
    Amor, amizade, sensibilidade, tolerância, compreensão. Muitos mais predicados que não caberiam em simples palavras deste teu amigo, que opta pelo sentir e menos escrever quando a emoção chega.

    Com admiração deixo um beijo carinhoso, meu kandando com muita ternura e um inté, que espero seja, um até breve.

    ResponderExcluir
  8. Que lindo memem , esse amor é o único amor
    que prevalece e cresce não tendo fim...
    Amor de mãe sobre natural ..
    bêjO as duas...

    ResponderExcluir
  9. Linda a tua homenagem, pois vivencia todas as sensações que envolviam o convívio com tua mãe, até o detalhe dela torcer por aquele time...
    Mas, nem isto diminuiu o amor que tu demonstras!
    Beleza, Milene!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Olá Milene!! Tudo bem, minha amiga?

    Que maravilha é o amor de mãe, não é? Quando começamos a ter noção da importância deste amor na vida de cada um, vemos a missão mais importante da vida, que é ser um bom pai, ou mãe e educar bem seus filhos.

    Para os que não tem mais sua querida mãe aqui no espaço físico e ainda sentem muito essa falta, mostra que ela cumpriu seu papel com louvor, e deve estar feliz lá de cima acompanhando isso.

    Parabéns a sua mãe e a você pela postagem, minha amiga! :)

    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  11. Olá obrigado pelas visitas, o meu dias das mães foi dez... Não perde lá no blog o Castelo do Rock cheio de bandas novas estou recebendo vários e-mails se quiser compartilha uma banda sua escrve pra mim reisacema@hotmail.com

    ResponderExcluir
  12. Olá, Milene!
    Sincera e belíssima homenagem!!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  13. Belíssima postagem. E o "fRa..." kkkkk, ri muito.
    Sem dúvida, nossas mães merecem tudo de bom e todas as homenagens. Bjokas.

    ResponderExcluir
  14. Ah minha minina doce e ocupada das ausências alheias...o que dizer? Sinto daqui esse seu aconchego, quando nesses 778 dias de ausência a presença se faz em cada instante...É difícil de explicar, não há palavras suficientes que descrevam esse sentir pulsante. Beije-a por mim, hoje e todos os dias. E você, minha Pétala amaaada, um tantão desse AMOR, envio, com meu obriagada!!!
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir