quinta-feira, 11 de agosto de 2011

A PEQUENA SUPER-HEROÍNA


Depois de falarmos de tudo e nada, rirmos sem economia alguma como é de costume, minha prima Cida, aquela a carregar nos olhos o azul-esverdeado do mar das Alagoas, se despediu assim no eme-esse-ene:

- Vou dormir... Manhã e tarde deveriam ter vinte e quatro horas cada uma, pra dar conta dos meus afazeres amanhã.

- Oxente, e o que é tanto?

- Sair cedinho pra trabalhar, levar o pequeno comigo pra minha escola, chegar em casa às onze e meia, preparar almoço, arrumar a cozinha e mandar o pequeno pro colégio...

- E o povo ainda fica procurando super-heróis...

- Comprar o presente pros papais (dos meninos e meu), voltar pra casa, treinar percurso pra prova de direção que será na quinta-feira...

- Misericórdia, tô cansada por vc...

- Conversar contigo (disso não abro mão).

- Uebaaaaaa!

- Lavar os banheiros, fazer o jantar e enfim me sentar na poltrona pra assistir o Capitão Herculano. Pronto, passei minha agenda, por hoje chega!

Nesse momento proferi digitalmente um palavrão exclamativo (poupo vossos olhos desse mimo), enquanto ela falava:

- Ah, esqueci do item “planejamento de aula para o dia seguinte”, que farei depois que os meninos dormirem...

- Só Jesus na tua causa...

- É fia, é de lascar! E depois de tudo isso ainda tenho que me manter bela pro maridão.

Minha pequena super-heroína despediu-se e foi encontrar o tal Morfeu, me deixando num redemoinho de inquietações. Me imaginei no seu lugar, funcionando feito uma espécie de elo de sustentação entre filhos, marido, casa, o mundo lá fora... Surtei, pessoas! Eu nem sequer tenho tentáculos, como conseguiria? Como ela consegue? Quão brava é essa baixinha, disfarçada nesse um metro e meio de altura, mas no fundo é uma mulher gigante, supermãe, que adora se fazer linda para si própria... Como eu a admiro!

O questionamento me perseguia... E se fosse comigo? E se o jantar tivesse que sair na hora certinha e euzinha fosse a executante dessa tarefa? E os filhos... Não poderia desligá-los nem meia horinha? Misericórdia! À medida que as respostas se desenhavam sem dificuldade alguma, eu só pensava em expulsar do armário o meu sapo de pelúcia, antes do sujeito fofo se meter a príncipe. Definitivamente não tenho o menor talento para princesa-heroína da vida urgente...

Nunca mais beijos, meu caro felpudo!


À Cida e a todas as mulheres pela capacidade 
em fazer funcionar feito mágica o mundo ao seu redor, 
meu beijo e admiração imensurável.


24 comentários:

  1. Lidno texto e adoro essa música, e um beijo pra supermulher e pra você também Mi até mais :-)

    ResponderExcluir
  2. Linda homenagem ,mereCIDA mesmo! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Agradeço pela homenagem...e por Cida a representar-nos assim! Digo sempre, aqui em casa, que nem careço de ir prá Las Vegas disputar com David Copperfield o pódium de melhor mágico...Pq o que fazemos - diariamente - é de encher os olhos e nos sentirmos...heroínas.
    Beijuuss, minina amaaada, n.a.

    ResponderExcluir
  4. Pessoinha amada...vc sabe que eu preciso estar viva para dar conta desses 'trabalhinhos rotineiros', né? porem, com essa homenagem fica difícil... assim o meu coração não aguenta, mulé.
    E acredite, tudo fica mais fácil quando temos por perto anjos da guarda feito tu. Obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Temos o livre-arbítrio para escolher quais responsabilidades podemos e queremos assumir.
    Assim, podemos também optar por não ser super-heróis.
    Resta-nos admirar os que são!
    Abraços, Milene!

    ResponderExcluir
  6. Supermoça, Bat-girl, Mulher-maravilha... é, não tem pra ninguém! a Cida bota todas no chinelo.
    Beijão, pererequinha.

    ResponderExcluir
  7. É bem assim que vejo,forte e terna...
    AMO-AS!

    ResponderExcluir
  8. amei permaneço aqui seguindo-te.beijos final semana de paz!

    ResponderExcluir
  9. Mi.. adoro o jeito que vc escrever. Tudo tão natural..sem aquelas formalidades..
    O dialo flui com uma sutil dose de humor que lhe é caracteristica.
    Pois..a Cida com tantos afazeres, bem mais que heroina..eu diria HIPER!!

    bj

    Ma

    ResponderExcluir
  10. Dito assim...parece impossível que o dia tenha só 24 horas.:)!
    Bjo

    ResponderExcluir
  11. Pois é minha cara amiga Milene, e as supermulheres estão sempre a nossa volta, que os homens participem mais de suas vidas, a cruz fica mais leve.

    PS: é, hoje tem festa no Engenhão, vida longa ao nosso Botafogo,

    forte abraço e saudações alvinegras.

    C@urosa

    ResponderExcluir
  12. Milene,
    Estou vindo da Débora e ela jogou tanto melado em você que tive que vir aqui conhecê-la.
    Estou seguindo.
    Como já está tarde e estou com uma dor de cabeça bem das chatinhas, voltarei depois para conhecer
    melhor este seu espaço.
    Aproveito a oportunidade para desejar-lhe um domingo de muito amor junto com os seus familiares.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Mi... visitei a Débora e me deparei com a homenagem que ela fez a voce.
    Linda como voce merece.
    Saiba do carinho, amizade e admiração que sinto por vocezinha.
    bj
    Te amo!!
    Ma

    ResponderExcluir
  14. Quando minha net se indignar a ficar boazinha comigo , vou precisar de um mês pra por em dias
    a leitura de seus textos, de suas narrações impecáveis .. Que coisa mais linda essa ..
    Você sabe bem como manobrar as palavras é dom..
    Ninguém lhe tira isso , esteja certa do quão é talentosa.!
    ( Euzinha acho que já não consigo ser assim uma heroina! rsrs já fui. mas não me vejo mais, rsrs deixo esse papel para as veteranas e novatas srsrsrs...)
    Por hoje é só .. Estou a ponto de quebrar meu pc.
    E coitado dele , nem tem culpa então melhor é dar descanso a ele e me polpar rsrrs
    beijos meus memem querida...

    ResponderExcluir
  15. Ahhh agora vou ali, minha irmã chegou vamos beber um suco de laranja. aquele que não é puro rsrsr e vamos sorrir muito...
    Nem que depois eu chore em baixo do chuveiro..
    rsrsr fui beijos meus...

    ResponderExcluir
  16. Olá querida,
    Uma homenagem justa. De fato, ser mulher hoje em dia requer mesmo super poderes.
    Obrigada pela presença mimosa meu recanto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Querida Mi, desculpe a ausência de palavras, minha pequena notável! Correrias da vida, mas nunca te esqueço e venho sempre ler tuas inquietudes e teus significados.

    Estou longe, mas perto... Rsrsrs, loucuras desta tua amiga aqui.

    Meu afeto com beijo e tenha uma linda semana.

    ResponderExcluir
  18. Ué??? Solterice sumiu??? Casou-se foi? "Página não encontrada"!
    Beijuuss, casados ou solteiros, n.a.

    ResponderExcluir
  19. Mi.....

    Sisqueceu-se de contar que a heroína tem di salvar o mundo dispois!!! Opss.. Isso não podia contar né?... rss

    Deusssssssssssskiajude
    Beijos DRUPROS...
    Tatto

    ResponderExcluir
  20. Milene, que gostosa sua crônica! Quanto enalteceu as fortes mulheres do dia a dia (?).

    Adorei; abração.

    ResponderExcluir
  21. Olá, Milene!
    Estava morrendo de saudades daqui, tem sempre coisa muito boa!!!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  22. olá Mi querida e amada amiga.

    admiro muito, quem como ela se organiza e aquilo que eu precisaria uma semana para realizar, se vê feito parecendo tão fácil e de pronto.
    muito admiro também aquilo que parece fácil mas não é... escreveres sobre qualquer tema com um fino humor tornando tudo tão agradável.

    um forte viva para estas heroínas e merecedores criaturas.

    beijo e kandandos com muito carinho a atravessar tanto mar...

    Ubunto para todos vós.

    ResponderExcluir
  23. Mi, com certeza ela e tantas outras mulheres são verdadeiras heroinas. Excelente o texto, parabéns!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Dando uma atualizada por aqui e lendo posts que não havia lido ainda, parei nesse e recordei essa linda canção...

    E mesmo sem conhecer a heroína, admirei-a, rsrsrs

    Bjs!
    Adriano

    ResponderExcluir