terça-feira, 27 de setembro de 2011

AMANTES



Há muito eu ansiava por revê-lo, mesmo de longe. Queria sentir outra vez a sensação de contemplar seu imenso corpo deitado sobre si mesmo... Fascinante. Gostava de pensar que seus movimentos se davam por saber que eu o observava distante. Ora parecia dormir, beijado pelo dourado do sol, num sossego convidativo... Em instantes seguintes se exibia numa dança cheia de charme, gracioso, sedutor...

Eu, cativa, fixava na sua imensidão o meu olhar. Me rendi aos seus encantos. Desejava tocá-lo, sentir sua temperatura, me misturar nas suas águas. Talvez ele quisesse ser tocado por mim. Gostava de ter naquele momento tal pensamento. Éramos cúmplices. Eu, a amante submissa, atraída incondicionalmente por inigualável beleza. Ele, minha poesia de amor, canção de alegrar minha alma, quadro vivo de infinita perfeição.

Eu o cobicei. Desejei correr pra ele, me deixar envolver por seu beijo salgado, mas não havia tempo. Da janela do carro em movimento eu o perdi de vista.

Hoje eu vi o mar...

18 comentários:

  1. Pena vc não ver meu sorriso. Mas é exatamente o que faço neste momento, porque seu texto é fascinante, cara mia!

    O título engana. A imagem engana... Mas o texto reverbera.
    Tu é boa com a palavra, menina e sabe conduzir o leitor até o final e fazer deste uma surpresa.

    Ah, o mar... Será sempre meu fascínio.
    Obrigada por este momento, Mi.
    beijos caríssima

    ResponderExcluir
  2. Perdi meu coment anterior, tão bonito, pós-emoção com teu post...

    Ah! o mar, completamente cativa desse bailar de suas águas, me perco no vai-e-vem das ondas que lambem a areia e levam meus suspiros pra misturar lá adiante, no horizonte que a vista perdeu e a alma se encontra...

    Hj não vi o mar, mas adorei esse passeio pelo cenário de tanta saudade!...coisa boa, Mi...obrigada por isso!
    Bjo, moça querida!

    ResponderExcluir
  3. MilenA....

    Que gonócio munitinho,
    Foram os 895 caractéricus mais ensolarativos de brisa salgada quêu já li "sentindo", da minha vida....

    Ocê tá Phodéx hein minina.... rss
    aVaCaGá mega verão 40º
    Beijo
    Tatto

    ResponderExcluir
  4. Ah que eu gritava: para o carro que eu queeeeero descer!!! Mas foi possível, como foi, me envolver nessa sedução linda que só amantes verdadeiros (e minina-ternura) são capazes de nos enlevar.
    Beijuuss, amaaada, n.a.

    ResponderExcluir
  5. Que coisa mais bela e doce
    de se imaginar e sentir ...
    Pois é assim quando te leio.
    Imagino a cena, sinto a emoção do acontecido.

    Beijo memem querida...

    ResponderExcluir
  6. Minha querida!
    Estou te convidando para prestar uma homenagem ao seu amigo Rodolfo com um comentário no meu blog,se gostares pode me add para trocarmos informações...
    bjssssssssss

    ResponderExcluir
  7. LINDO e eu adoro o mar, sinto falta e saudades dele. Nasci nessa droga de RS que tem uma mar feio e frio...beijos,chica( e ainda estou looooooooooooonge dele.Pra chegar lá ,tenho que passar por horas de congestionamento,estresse...Ninguém merece!!!)

    ResponderExcluir
  8. Milene,
    Está uma escritora e tanto!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  9. Coroei minhas ondas com a espuma mais alva,
    E sussurrei-te poesias na brisa suave;
    Estendi a teus pés um tapete de alva areia,
    E tu fugiste de mim.

    Volta! Quero envolver-te em carinho...
    Quero morrer a teus pés, de mansinho,
    Na fimbria da última onda do dia,
    No último reflexo do sol sobre mim...


    Ô, Mi... maldade fugir de quem te ama!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Ah, o mar é mesmo sedução pura, extremamente convidativo no seu vai e vem.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Esse mar, arrebatando corações... Bela crônica!!!

    ResponderExcluir
  12. Já viu o moço imensidão, né? Então agora, larga mão de cê maliducada, saia já desse iscundirijo que se meteu e venha prá festa!
    "Hoje a festa é sua
    hoje é festa é nossa
    é de quem vier..." E tá que chega gente...Venha receber nosso AMOR por ti!(ou vou ter que ir aí te istapiá um cadiquim???rsrs)
    Beijuuss,felizesss, Mi_nina ternura amaaada

    ResponderExcluir
  13. Beleza de crônica, um fragmento pinçado do meio do dia-a-dia da vida...
    Abraços, Milene!

    ResponderExcluir
  14. Ih, passei batido!
    Só agora me toquei!
    Feliz Aniversário, Milene!
    Um abração!

    ResponderExcluir
  15. Oi Milena,
    Eu vim aqui te desejar parabéns, mas na verdade fazia tempo que sentia vontade de conhecer o seu blog e ao ver, achei tao lindo o visual... Coisa do Tatto, rsrs Ficou muito charmoso! Depois fui ler esta crônica e me deslumbrei com seu modo de escrever. Que lindo!
    Eu amo o mar e o modo que você o descreveu, te juro que por muito tempo na leitura imaginei ser uma pessoa. Sempre gostei de descrever coisas comparando com o ser humano, e aqui na Itália, tem um cantor que escreve deste modo e por isso aprendi muito escrever assim também. Lindo demais! Parabéns pelo texto e parabéns pelo seu dia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Milene,
    venha buscar sua lembrancinha de aniversário, amiga! Está no meu bloguinho de Scraps...
    Que sua vida seja sempre essa beleza de Inquietude e que seus dias sejam sempre muito"bacaninhas", visse?
    É pouco, perto do MUITO que te posso desejar nesse seu niver!
    Abraços!
    *Seu texto, hors concours, como sempre...

    ResponderExcluir
  17. Milene... Mais uma vez uma linda cronica..me encanto sempre com o seu dom em Escrever.

    Venho da tua festa no blog da Lu ZINHA.

    Desejo a voce toda a felicidade do mundo. Que Dues te proteja sempre..

    Um beijo...

    Ma

    ResponderExcluir
  18. Mi..ja saiu o resultado do Nome da Mandala..
    veja: http://mdfbf.blogspot.com/2011/09/infinito-de-marcia-morais-e-regilene.html

    Um bijo..bom fds!!

    ResponderExcluir