sexta-feira, 30 de setembro de 2011

SOBRE UM DOCE SETEMBRO


Querido Diário.

Há tanto tempo não compartilho contigo dos meus dias, perdoe-me a provável falta de jeito, mas o tempo passou, aquele velho moço sábio, me arrastou com ele pela vida afora e foi inevitável me deixar marcar pelas suas ações. Ou seriam as minhas?

Setembro se foi. Hoje é seu último dia e o primeiro dessa minha nova primavera. De repente, nesse arrastar implacável do tempo, quarenta e dois anos depois, cá estou: Filha da Dona Lourdes e do Seu Luís, irmãs daqueles seis e daquelas duas, tia Memem de todos os dezenove, sobrinha de tantos tios, prima de não sei quantos, amiga de mais que alguns e bons...

Você lembra? Num mesmo dia vinte e nove de setembro, há quarenta e dois anos, aquele moço,Neil Armstrong, comandou a nave espacial Apollo 11 rumo à lua pela primeira vez. Na época foi um feito e tanto, memorável, determinante.  Agora esse passeio está tão banal que eu pretendo comemorar o meu próximo aniversário em órbita. Quem sabe as companhias de turismo tenham pacotes em até 36 meses, sem juros, e eu faça essa viagem bacaninha, né? Meus amigos vão gostar, porque farei coraçõezinhos emos prateados pra eles.

Às vezes eu quero ralhar com o tempo, sabe Diário? Ele tem umas manias de nos jogar na cara as suas verdades, impõe as suas marcas e não resta alternativa a não ser encará-las e aprender a melhor maneira de lidar com elas. Confesso que sou do tempo uma aluna não muito aplicada. Mas algo a gente sempre acaba aprendendo. E nesses irremediáveis instantes em que me proponho a avaliar meus passos trôpegos, gosto dessa PPS imaginária. Vejo um uma história anos luz distante de ser ruim. Foram meus passos, as minhas escolhas, tantos erros e acertos... Fragmentos felizes, tristes, inertes, intensos... Meus fragmentos! Amor, empatia, melindre, ansiedade, amizade, abraço, esporro, beijo, carinho, teimosia, egoísmo, carícia, impaciência... Meus temperos! Ombro doado, ombro alheio explorado, lágrima, tanto sorriso compartilhado, saudade, perdas, presentes, palavras... O meu estampado!

Como posso me queixar?

Ontem eu vivi emoções das mais variadas. Chorei na primeira hora do dia lendo o imenso abraço escrito pelo Rodolfo. Eu bem poderia fingir surpresa, mas como poderia? Rodolfo é a gentileza personificada, ele só sabe ser amor e eu sabia que mereceria um fragmento dessa bem querência. E que imensurável fragmento! Depois fui seguindo um caminho feito de pétalas e me deparei com um pequeno embrulho me deixado pela Denise. Não mensurei o quanto de carinho e amizade poderia sair dali... Desconfio que a caixinha linda e minúscula é fonte inesgotável desses itens, querido Diário. Quando amanheceu, Regina me chamou no Divã e eu mais uma vez não vou fingir surpresa. Supunha o seu abraço a atravessar agrestes e sertões e como ela tem a “veia homenageativa” feito eu, fez-se a belezura. Há, quanto amor aquela mulher tem por mim... Será que ela desconfiou da imensidão da minha bem querência e está querendo disputar quem ama mais? Um pouco mais tarde fui ver a mesa lindíssima preparada pela Lu. Tudo encantador e charmoso, feito é do seu costume. E ali, naquelas imagens, nas palavras que não foram tantas, estavam implícitas o amor a mim doado. Aprendi a ler nas entrelinhas emaranhadas dessa amizade, apesar das suas (nossas) peculiaridades. E eu gosto disso... É bom vez em quando puxar um cabelo, beliscar devagarinho, espiar de cara feia e lá na frente concluir que esses ingredientes alicerçam com mais segurança o amor dos amigos.

E por aí saí colhendo palavras, afagos, beijos reais e virtuais que se misturaram, os braços esticados que me acolheram lá de longe... Deliciosa sensação.

E por aqui eu estive rodeada por tanto amor. Em meio à gritaria dos meus pequenos pestinhas, entre gargalhadas despudoradas, percebi da felicidade que se apresenta mesmo quando a espio apenas de soslaio. Considerando a sua efemeridade, eu sei que ela vai estar me rodeando e mais atenta, vou poder sorver de cada pedacinho de sua presença.

Diário, guarde segredo do que te conto agora, perdoe a petulância, mas preciso gritar o mais alto possível: EU SOU AMADA! É fato. É maravilhoso. E é tal amor o meu combustível. É dele que preciso pra seguir esse meu incerto caminho. Com ele quero dançar à vida, dizer alto e desafinado o meu canto alegre, fazer poesia nos meus dias... Queria dizer aos que me beijaram, me disseram longe ou perto, aos abraços dos quais eu não largo, eu também quero ser pra eles esse tanto de AMOR. Petulantemente eu quero.

Gostei de compartilhar minhas emoções e tolas reflexões contigo. Agora tenho que ir, porque tenho a incurável mania de testar a paciência das pessoas com meus textos portadores de elefantíase.

Uns beijos. 

E quando eu pensava que havia sido o fim dos abraços, pelo menos por ontem, eis que havia lá nos Botões e Anjos Scraps, da Graça, esse mimo bacaninha pra mim. Desatenta, apenas hoje o percebi. 

Graça Lacerda, sempre gentil, obrigadinha... Libriana que sou subi e desci a barra de rolagem um milhão de vezes antes de perceber a minúcia que mais me agradava... Beijo!



POR QUE AMO ESSA MÚSICA... POR QUE SOU FELIZ POR TER VOCÊS NO MEU CAMINHO... 

16 comentários:

  1. Amamos você azedinha do meu coração.... rss

    MilenA, fica sempre um pouco de perfume nessa leitura que nos oferece... São rosas! Rosadinhas.

    Deussssssssssskiajude
    aVaCaGá comemorativo
    Beijos
    Tatto

    ResponderExcluir
  2. Que legal,Milene
    Deixo aqui, novamente meu carinho e votos de felicidade SEMPRE!!! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. E felicidades de novo pra vc sempre Mi, e a galera ainda gosta daquela versão com aquela Lora sem graça cantando, fala sério né, beijão :-)

    ResponderExcluir
  4. Querido diário da Mi,
    Diz pra aquela moça que te rabisca distraída e que desenha em você coraçõezinhos que nós todos estamos apaixonados por ela. E tome cuidado com o mofo e os cupins; aproveite a primavera dela pra tomar bastante sol.
    E cuide de sua doninha com carinho. Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Grato pela partilha.

    Beijo e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. Memem....
    eu vim e vou deixar você me ver...

    Parabéns pelo texto..parabéns pelo parabéns..parabéns pelos amigos...parabéns pra mim por ter você, embora longe tão perto...

    amo-te mesmo que você tenha comido todos os VI's sozinha..

    beijocas

    Loisane

    ResponderExcluir
  7. Oi minha pequena notável, adorei te ver revelando páginas. E melhor que isso, colher jóias em meio aos teus tesouros internos.

    Amizade sincera permanece!
    bacio caríssima!!

    ResponderExcluir
  8. Muito amada e admirada, pode apostar!
    E que letrinha bonitinha naquele diário!
    Milene, você fez por onde ser assim querida...
    Dizem que nada é por acaso...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Então tá...era pra ficar assim? E-mo-ci-o-na-da até aqueles fiozinhos mais íntimos de cabelos...fiquei! E como você destesta rsrs sentimentalidades vou-me embora...mas não sem antes dizer: foi só agora que descobriu o quanto amote, e tantos outros foi???? Então tá, fui...Mi_nina amaaada nossa (essa divisão tá começando a perturbar meu equilíbrio...aff)
    Beijuuss frô de formusura(só 42? ai que roxeei!)n.a.

    ResponderExcluir
  10. Hei, irmã daqueles seis e daquelas duas...
    Tia-memem-amiga minha de todas as horas.
    Parabéns pra quem te tem!
    Podia ter preparado assim uma lista
    da minha bem querência por ti.
    Mas não deu.
    Então no susto posso resumir tudo
    bem aqui mesmo...

    Obrigada por existir.
    Obrigada por ser minha amiga.
    Obrigada por me ouvir!
    E
    U
    T
    E
    A
    M
    O
    .
    PARABÉNS por ser quem és...

    ResponderExcluir
  11. Milene... niver seu e quem ganha presente somos nós? pq pra variar, estas palavras, grafadas no livro de registro de intimidades, soaram como música suave a nos embalar: como é bom ter amigos como vc! te amamos, nunca duvide disso.... grande beijo!!!!

    ResponderExcluir
  12. Que texto lindo, me trouxe uma sensação doce.

    Parabéns, flor.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  13. S_iM, Mi...vc é amada, e distribui o mesmo, por isso recebe o amor.

    Lindo demais esse confessionário_diário, adorei a letra - tua, e dessa canção que escreveu teu coração!

    A música escolhida completa a obra, show!!

    Beijos, moça querida!

    ResponderExcluir
  14. Que segredo hem? Ninguém deste Mundo imenso poderia descobri-lo, porque você se esconde em um diário o mantendo a sete chaves rsrs

    A parte a brincadeira queria dizer que estou arrependida de ter demorado tanto ter passado por aqui, rsrs Voce escreve de um modo muito envolvente.
    Adorei o feedback e desejaria de coração poder continuar te conhecendo.
    Estas suas palavras de agradecimento por se sentir amada foram cativantes.

    Milena, quanto à imagem que você gostou, posso dizer que não me importo de maneira alguma que a aproveite. Digo mais, pode pegar qualquer uma que você gostar e aqui te envio um link onde você poderá encontrar as mais lindas imagens para seu blog. Quando digitar uma palavra procure digitar em inglês porque assim você terá milhões delas para escolher:
    http://weheartit.com/tag/beautiful
    Eu digitei beautiful antes de te enviar o link... Digite Travel para você ver que lindas imagens de viagens.

    Desde janeiro que escrevo aquele livro (Aventura de Louco... Todo Mundo quer um pouco) e agora esta chegando ao fim e junto a uma felicidade imensa por ter conseguido realizá-lo como desejava, eu também me sinto triste por ter de parar de pensar nos personagens, rsrs A gente cria amor por eles quando fecha os olhos para vê-los se movimentando. Olívia conquistou tanta gente e a mim nem se fala!

    Agora estou iniciando Bate Papo sem Nexo de um Casal querendo Sexo. E os leitores já estão se habituando com a nova protagonista, Júlia!
    Eu também quero ler texto antigos seus e devagar vou conhecendo o que não pude conhecer antes.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Milene Rosadinha ( Já to intima ).

    Voce tinha alguma dúvida de que você era amada?
    Eu não tinha.
    Mesmo estando lá no meu cantinho..eu sabia do tamanho do carinho que nós seus amigos ( eu me considero )temos por vc.
    Pela tua autenticidade, pelo seu jeito franco de ser, pelo seu talento na arte da escrita, pelo seu bem querer a familia e aos amigos.

    Um beijo a vc Amada!!

    ResponderExcluir
  16. O blog tá com cara de framboeza doce! Hummm

    bj
    bom domingo cara mia!

    ResponderExcluir