quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

(PSEUDO)POEMA DESINVENTADO




Naquela noite de lua adormecida
Minha vida sorriu ao dançar com a tua
Os instintos urgiram, caçando o teu cheiro
Saciando, de amar, minha alma impura
Alma nua

Naquela noite de lua adormecida
Lancei dos meus lábios sílabas macias
E soaram verbos ávidos, sedentos
Numa essência de rara sintonia
Sinergia

Naquela noite de lua adormecida
Eu te beijei na boca um segredo
E meu olhar te falou mil dizeres
Misturei em ti os meus tantos quereres
Matei o medo

Naquela noite de lua adormecida
Nasceu meu poema desinventado e louco
Em versos acesos, suplicante, cantei
Que o teu amor não me fizesse pouco
Devaneei

(Milene Lima)




Sob à leitura generosa do meu amigo DJ Clayton

E tem haikai no Relicário... 
Cristiano Mello é massa!



17 comentários:

  1. Não concordo com o "pseudo". Quanto ao resto, nota mil - para a poetisa e seu intérprete.
    Beijo, Miminha.

    ResponderExcluir
  2. Grandes poetas sentem a sinergia da lua, linda poesia, abraços

    ResponderExcluir
  3. Estivemos juntos por mais um ano, para minha alegria, no blog, no facebook, no orkut, no e-mail, não importa, eu agradeço.

    Há de ser o Natal um grande momento de paz. Há de ser o Ano Novo um tempo de amor.

    Que a paz, o amor e a harmonia permaneçam em seus corações e seus lares.

    Quando em minhas preces, agradeço por vocês existirem na minha vida, enxergo minha pessoa, tão frágil, tão “comum”, tão indignada com as coisas do mundo e me pergunto,como cheguei a vocês?

    Sem planejar, até mesmo sem perceber, aumentou minha família.

    Escuto um eco enorme à minha pequena voz... vocês apareceram na minha telinha, tão natural, tão espontâneo!

    Chego a pensar que sempre foi assim. É assim!!!

    Percebo ainda, que falamos em

    Anas, Josés, Cecílias, Beths, Carminhas, Marias essa e aquela, Edisons, Eloys, Fátimas, Veras e tantos outros, como pessoas de minha maior convivência, na mesa do jantar, ou mesmo almoço.

    Quero desejar agora;

    Da minha família para a sua família, um FELIZ NATAL.

    FELIZ ANO NOVO.

    Que a paz do Natal se multiplique no ano que se inicia.

    Obrigada por fazerem parte da minha vida.

    DEUS os abençoe.

    FIQUEM COM DEUS.

    ResponderExcluir
  4. Belezura di poema...

    E decrâmado por Dj-Clayton

    Amocêis pra carái, Amigos Clayton e MilenA
    Tatto

    ResponderExcluir
  5. adormecida, mas testemunha do seu lind devaneio...ah, lua

    ResponderExcluir
  6. Pseudo? Pseudo nada! rs
    Rimas deliciosas... Adoro rimas, vc sabe!
    Abraço

    ResponderExcluir
  7. O inquietude continua "inquieto" rsrs e lindo!
    E mais linda ainda tua poesia tua alma,teu encanto.

    Ps:perdoa minha ausência?
    Eu volto , prometo que volto.
    Saudade demais de tudo aqui...

    Beijo te o coração!
    Abraço te alma...
    Ano que vem agente coloca tudo em dias certo?
    Prometo não lhe esconder nada rsrs.
    Não desiste de mim não tá...
    mais beijos muitos abraços!

    ResponderExcluir
  8. "...minha vida sorriu ao dançar com a tua" é uma linda maneira de se falar de amor...já bailei, e é assim mesmo...

    Bjos, inquieta alma, que traduz a vida com esse grau de beleza...um Natal Feliz pra vc, moça querida!

    ResponderExcluir
  9. NATAL... Ô Gonócio totozo... sô!!!

    Que o Barbudinho aniversariante e o outro barbudinho gordinho trazam muita felicidades, Paz, Amor e muiiiiiita saúde pra ocê e tudus os teus.

    São os votos do Tatto e Xipan
    Deusssssssssskiajude

    P.S.- Esta mensagê é fruto da minha ôtoria e foi escrevida em, ( crtl+c = crtl+v ) descaradamente... rss

    ResponderExcluir
  10. Lindo, lindo minha cara amiga Milene!

    Um feliz natal com muita paz e harmonia.

    "Num meio dia de fim de primavera
    Tive um sonho como uma fotografia
    Vi Jesus Cristo descer à terra,
    Veio pela encosta de um monte
    Tornado outra vez menino,
    A correr e a rolar-se pela erva
    E a arrancar flores para as deitar fora
    E a rir de modo a ouvir-se de longe."

    fernando pessoa

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  11. Bela poema!
    Não sei porque "pseudo"!
    O Clayton declamando teus versos foi uma boa escolha!
    Abraços calorosos, Milene e Clayton!

    ResponderExcluir
  12. Hoje, passando só pra desejar um lindo e FELIZ Natal, daqueles no coração! beijos,chica

    ResponderExcluir
  13. Mi..trate de ser feliz!!

    Deixo a voce e a
    toda sua familia os votos de um Natal Iluminado!
    Bj

    ResponderExcluir
  14. Que belezura!

    Poema e poeta em pura sintonia...
    E, Mi, me faça um favor: TIRA ESSE PESUDO... meus sais!
    Fiquei tão apaixonada pela poesia declamada, nessa voz tão bem delineada que me atrevi a declamar RR para Milene Lima.

    Tá no Sete Ramos e no Empório do Café!
    que presente pra mim!

    Aos dois queridos Milene e Clayton, meus parabéns pela sincronia tão lindamente desenhada.
    bjs aos dois!

    ResponderExcluir
  15. Vc e essa mania de minimizar tuas escritas! Pseudo é o que EU escrevo, v é poeta... Sou tua fã, sabe disso!
    Lindooooo!

    ResponderExcluir
  16. Levando pra casa esses versos tão ricos.

    Beijoss querida

    ResponderExcluir