quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

EFÊMEROS


Mais uma vez estávamos ali, os dois, silenciosos e cúmplices, compartilhando a generosidade do vento. A mim, acariciava os cabelos, num trançado esvoaçante e embaraçado. A ele, incitava um bailado sedutor e sereno. Eu já havia me habituado com tais encontros mágicos, ainda que efêmeros.

Desejei correr pra ele e lhe contar como havia sido feliz o meu dia. Quisera gritar em meio a espalhafatosas gargalhadas, descalça, numa alegria insana, dos horizontes que de repente se abriram e me fizeram verão.

Nos meus lábios um sorriso suave delatava o encanto. Se pudesse, naquele instante, me deixaria lamber pelo seu balancear cheio de malemolência. Deitaria, vulnerável, ao alcance do beijo salgado. Em silêncio, eu lhe permitiria ouvir a canção alegre entoada por minha alma. Ele daria graças, faria graça, num ir e vir magnetizante, lindamente desnudo num azul em reflexos dourados.

Eu parecia ouvir o seu grito silencioso, dizendo em ondas: “vem mais perto, se lança em mim”... O sinal aberto indicava que era preciso seguir. Da janela do carro em movimento, ensaiei um aceno, derramei um suspiro apaixonado, e carreguei comigo, outra vez, apenas a fotografia.


DA JANELA DO CARRO ALHEIO, 
PRAIA DA PONTA VERDE, MACEIÓ/AL, TARDE DE QUARTA-FEIRA, 
DEZOITO DE JANEIRO DESTE ANO QUE VOCÊ JÁ SABE.



10 comentários:

  1. Paixões antigas
    E recorrentes
    Têm uns sabores
    Bem diferentes...

    Beijos, namoradinha das ondas...

    ResponderExcluir
  2. Olá, a paixão e o mar com suas ondas delirantes, e que beijo salgado pode ser melhor que daquele quem amamos né abraços

    ResponderExcluir
  3. Essa Ponta verde é azulinha de viverrr! Esse namoro tem as cores de um arco-íris de nome VIDA...essa que você bem sabe que deve ser vividamente vivida!!! FELIZ havia sido o dia? Então fiquei também!
    Beijuuss, salgados e saudosos desse gosto, n.a.

    ResponderExcluir
  4. Tu escrevinhou um amor efêmero de sublime beleza...

    Mai como eu sou "EMÁCHORO" digo que só pensei nas bundas e peitões de biquine e a Cérva Geladérrima.... kkkkkkkk

    Deusssssssssssssssssssssssskiajude
    Beijo
    Tatto/Xipan

    ResponderExcluir
  5. Lindo e bela imagem...Também estou no mar que tanto adoro...beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Tive que mudar a url do divã. Conto com a compreensão e o carinho de todos vocês além da tal paciência, para que eu possa fazer todas as atualizações e lincá-los novamente.Não me abandonem e por favor atualizem meu novo endereço e me ajudem a avisar os amigos! Agora o endereço é www.divadaregina.blogspot.com Amo vocês de viverrr!!!
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Milene!
    Saudades daqui e de ler seus ótimos textos!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  8. As praias alagoanas são fantasticamente lindas! Um dia ainda as conhecerei e a você também, lindinha. Muitos beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ahhhh que delicia deve ser essa praia. Imagino tua vontade de pular pela janela e ir de encontro a agua! Saudades da prai, não vejo a muuuuuito tempo!

    ResponderExcluir
  10. Ai, Milene, como é empolgante a forma como cruza mil e uma informações e as filtra no seu enorme sentir!

    Beijo :)

    ResponderExcluir