domingo, 29 de abril de 2012

ACALANTO




Toda noite se deitam
no chão do meu quintal
Iluminadas, alumiando
Um escuro que é tão meu
Tão breu
Um estranho e familiar escuro

Toda noite me trazem acalanto
Sopram meu pranto
Pro vento levar
O vento, quem sabe,
Lave meu pranto no mar
Deixe meus medos pra lá

Toda noite tomam de mim
os segredos
Regozijam desejos
Tatuam-me os beijos
E me dormem, toda noite
Estrelas.



texto bacaninha 
do Tony, 
vai lá.

11 comentários:

  1. Que coisa mais linda essa composição!
    A imagem e as letras se entrelaçam e me abraçam...Li várias vezes, em vários tons. Descobri que as frases saíram sussurrantes no papel.

    Como eu te admiro e amo!

    ResponderExcluir
  2. ....e assim vamos transportando o fardo que cada asa é capaz de suportar ...

    "Iluminadas,

    alumiando

    Estrelas!"



    Bom son(h)o Mi.
    Voce merece...


    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Toda noite nos leva algo, e nos faz desvendar os mistérios que ela com sutileza nos põe a pensar..

    Beijossss..lindo

    ResponderExcluir
  4. A imagem e os versos se completam, e nos levam a um sonho...
    Parabéns pela criação!
    Abraços, Milene!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Milene!
    Eu sou suspeito pra falar, mas falarei assim mesmo: ADOREI!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  6. Como é que eu vou comentar se a Si me roubou todas as palavras?
    Também te amo.
    Lindo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Que momento mais inspirado, Milene. É isso aí! Muito bem!

    ResponderExcluir
  8. Simplesmente maravilhoso,Milene!Inpiradíssima !!!beijos,lindo feriado!chica

    ResponderExcluir
  9. Oi Milene,

    O seu acalanto acalentou-me.

    Que as noites levem pra longe o pranto e o medo e façam nascer desejos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. bonito!!
    ...e devemos prestar muita atenção, pois algumas brilham especialmente para nós e não podemos estar distraídos...
    pois pode acontecer que não voltem a brilhar mais para nós...

    ResponderExcluir
  11. Que lindooo Mi, que delícia te ler quando fica poeta dessa forma!
    Adorei... Hoje você e o Will me fizeram mais leve!
    Beijos!

    ResponderExcluir