domingo, 27 de maio de 2012

ENTRE SAPOS, LOBOS E MULHERZICES


O GOOGLE NÃO ME DISSE A QUEM PERTENCE A IMAGEM

Ele estava lá, jogado no meu armário porque se fica sobre a minha cama, me dano a espirrar. Que espécie de pretenso príncipe é este, que ao invés de se transformar a partir do tal passe de mágica, sob o toque sutil dos lábios da sua amada, lhe causa alergia?

Definitivamente já não se fazem mais príncipes como antigamente, mas bem antigamente mesmo, quando os geniais Irmãos Grimm tiveram a ideia de desmistificar a imagem feiosa do anfíbio sapão, transformando-o no cobiçado moço real.

E não é que a história vingou e há séculos as moçoilas vivem a querer beijar tudo quanto é sapo, a fim de ter a venerável surpresa da metamorfose amorosa? Em tempos em que viver requer urgência, praticidade, sorvendo cada segundo do relógio para transformá-lo em realização profissional ou pessoal, ainda assim elas (elas?) encontram cinco minutos de pausa para suspirarem na janela, a espera que ao longe se aviste o intrépido cavalo branco a galopar em sua direção.

Sapo... Cavalo... Melhor redistribuir esses papéis a outros representantes do reino animal. Esses aí são meio canastrões. Não! Esses aí são canastrões pra caramba! Onde já se ouviu sapo saber montar? É claro que isso não poderia dar em boa coisa, o sujeito anfíbio saiu a cavalgar sem direção e nunca chegou ao destino. Estou confundindo tudo. O sapo que se transforma em príncipe é o mesmo a galopar no cavalo branco? O metamorfoseado traz o sapato pra guria borralheira provar? Xiii... Melhor parar. Daqui a pouco descobrirei que o verdadeiro príncipe é o lobo-mau e a sua bocarra deseja apenas um beijo que o liberte antes da chegada do caçador, disfarçado de Chapeuzinho Vermelho... Melhor ele correr, Chapeuzinhos caçadoras conseguem ser bem tiranas com príncipes atrapalhados em pele de lobo.

Quem determinou que a alma feminina deveria ser assim, fantasiosa? Que espécies de hormônios compuseram a fórmula menininha (Fórmula M)? Por que nos vestimos em modernidade, transpusemos os obstáculos e provamos, sim senhor, inegável capacidade em atuar em quaisquer áreas com a mesma desenvoltura e muito mais sutileza do que os seres de pintinho... e mesmo assim cultivamos, intrínseca, uma súplica do tipo “por favor me avisem quando ouvirem ao longe um galope, é que hoje está frio”?

Mulherezinhas! Somos deliciosamente ebulição, confusão de quereres e pensares, fórmula única, misteriosa e fascinante. O bom é que, a partir da evolução dos tempos, se o príncipe não vem, buzinamos à sua porta e dizemos: “você ainda vai demorar?”... E se o cabra faz cara de “não sei aonde amarrei o meu burrinho multicolorido”, os pneus imediatamente cantam em direção mais instigante.

E segue-se uma busca fingidora de não existir.
Atchim!
Fim... ?  


10 comentários:

  1. ahahahahahahahahaha, só você para me divertir neste domingo boooooooring de inverno e sem amor por perto !!!
    beijo

    ResponderExcluir
  2. Como é bom te ler...me divertes!rs beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Milene, lembre antes de tudo que quem escreveu essas histórias todas foram homens!
    Assim, as meninas é que caíram nesta conversa, e ficam até hoje esperando os sapos mutantes, os príncipes em cavalos brancos, e as carruagens que viram abóboras...
    Na realidade, hoje em dia só fingem que esperam, e logo cantam pneus rumo à próxima vítima...Kkkk!
    Bjs, e boa tarde de domingo!

    ResponderExcluir
  4. :)))
    Que maravilha, Milene, o seu sentido de humor é inconfundível!
    Parabéns por mais uma deliciosa crónica.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  5. Olá, Milene!
    Não sei de onde você tira essas histórias, mas bem que poderia me mostrar onde! kkkkk
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  6. Enquanto Branca de Neve se bronzeia com protetor solar FPS 1000 e Rapunzel discute o preço de uma chapinha básica no cabeleireiro, os seres de pintinho caçam o gênio meio surdo que lhes concedeu um tênis grande...

    Hilário! Beijos, cronista dos Grimm.

    ResponderExcluir
  7. Então não posso mais sonhar com Richard e crer que sou uma linda muié?! Quanta de-si-lu-são!!!!kkkkkkkkkkk Busca fingidora foi massa...e seguimos fazendo de conta.
    Beijuuss, Mi_nina amaaada, n.a.

    ResponderExcluir
  8. .


    Eu não sou tão belo que chame
    a atenção e nem feio o sufici-
    ente para ser beijodo em tro-
    ca do milagre. De qualquer for-
    ma, qualquer vida eu viveria
    se um príncipe eu fosse ou de
    um velho e bonachão sapo eu
    não passasse. Todos e tudo te-
    mos um porquê na natureza. Só
    me falta, agora, saber porque
    existo.

    silvioafonso
    Palhaço Poeta.






    .

    ResponderExcluir
  9. Mi...


    Amei tua cronica.
    Amei os comentarios.

    Saio daqui rindo.

    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Hahahaha v é ótima!
    Somos caçadoras vestidas de chapeuzinho, adorei!
    Somos mesmo!

    ResponderExcluir