quinta-feira, 7 de junho de 2012

INFINITIVAMENTE PESSOAL


Implorei desculpas. Mastiguei os medos. Descobri segredos. 
Verbalizei!

Devorei as noites, assustei fantasmas, caminhei a esmo. 
Andarilhei!

Retirei espinhos, soprei redemoinhos, bebi do vosso vinho. 
Embriaguei!

Vomitei verdades, cuspi marimbondos, rechacei o ódio. 
Desesperei!

Esperei milagres, misturei as rezas, caminhei depressa. 
Eu supliquei!

Comi o passado, lambi as feridas, devorei tristezas. 
Continuei!

Eu pichei o sete, mordisquei palavras, fiquei quase lúcida. 
Gargalhei!





Cavando passagem, pra seguir viagem, sem levar bagagem. 
Esmiuçando!

Movendo tantos céus, percorrendo chãos, engolindo nuvens. 
Flutuando!

Desnudando mitos, espantando monstros, acalmando dores. 
Vou vagando!

Saboreando lágrimas, inventando amores, afastando mágoas. 
Sublimando!

Misturando gentes, gritando prazeres, libertando a alma. 
Cantarolando!

Parindo esperança, apanhando sonhos, abraçando a lua. 
Ensandecendo!

Vou cuspindo fogo, beijando poesia, namorando a vida. 
Inquietando...









13 comentários:

  1. Sublimando...uma definição mais que perfeita pra esta tua infinitude, a própria sabedoria de teu Ser interior expressa nas inquietações que fazem da tua, e das nossas vidas, a caminhada evolutiva - e compartilhada - tecendo fios invisíveis do caminho por onde transitam nossas almas - cada vez mais desembaraçadas das impurezas que, originalmente, não possuía!

    E se posso destacar algo desta Inquietude Sublime, colho as letras que piscaram pra mim...
    "Esperei milagres, misturei as rezas, caminhei depressa.
    Eu supliquei!

    Comi o passado, lambi as feridas, devorei tristezas.
    Continuei!..."

    Beijo, Mi_nina Inquietante....rs

    ResponderExcluir
  2. Milene....

    LAmber feridas..... quanto significado por traz destas duas palavras..
    desta metafora..
    Lamber feridas faz parte .. tarefa unica.... que só pode ser feita por quem as tem..

    E a cura esta em sós..na nossa força...na nossa esperança..nos nossos sonhos..

    A imagem que vc escolheu pra ilustrar a sua postagem esta perfeita!

    bjinhos...com carindo e admiração..

    ResponderExcluir
  3. UAU...tô pasmada!!! Madame SurtÔ se encantou e escolheu(nem dá para tal, pois que é tudo lindo): "Parindo esperança, apanhando sonhos, abraçando a lua.
    Ensandecendo!"

    Beijuuss, ensandecidos, n.a.

    ResponderExcluir
  4. Nem tenho "facurdade" pra me eleger comentarista de tal obra.... rss

    Elogiar é pouco!
    Beijoooo sua tonta... rsss
    Tatto

    ResponderExcluir
  5. uau!!!
    merece umas boas taças de vinho isso.

    lindo por demais.

    Deixo o Fernandinho em tua companhia:

    Nem ausente, nem presente por demais
    Simplesmente, calmamente
    Ser-te paz



    Te adoro Lele e é pra sempre.

    ResponderExcluir
  6. Milene, como pode?! Acabei de falar de meus sentimentos presentes, redemoinhos de ventos internos que eu sinto e ninguem os vê. E voce conduz este lindo poema ritmado de maneira muito sutil e tocante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá, Milene!
    Mais um ótimo trabalho, parabéns!!!!!!!!!
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  8. Que estilo bonito você inventou!
    Estava muito inspirada!
    Eu falei inventou porque nunca vi uma coisa assim, mas, como sou analfabeto em poesia, apesar das lindas aulas que o Rodolfo nos deu de graça, pode ser que isto tenha até um nome...
    De qualquer forma, ficou muito legal!
    Beijos, Milene!

    ResponderExcluir
  9. "Cuspi marimbondos"...Isso foi ótimo. Principalmente pq acabo de escrever uma crônica falando como tinha medo desses insetos.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. Eta, que a poesia visitou você na hora certa, Milene.
    Saiu então Infinitamente Pessoal, que acabo de ler com muito, muito agrado.

    ResponderExcluir
  11. Poesia que descreve o que todos nós fazemos e muitas vezes tudo isso em um mesmo dia. Milene, adorei! Bjão.

    ResponderExcluir
  12. Sublime libação da alma, tem tudo aí
    maravilha poetisa!!
    beijo

    ResponderExcluir