sábado, 7 de julho de 2012

MADRUGADA

Estava toda prosa com a foto risonha no emeesseene e me vem o Poeta, para os nossos encontros descombinados na madrugada, me questionar porque ali há um boneco branco no lugar do que haveria de ser eu e o meu sorriso do dente sumindo. Deixemos pra lá a foto que partiu. Em dias assim, de extrema sensibilidade, até a nossa própria imagem se cansa um pouco do desassossego sem precisão e sai de cena. Ele me puxa a orelha, tão delicadamente que nem dói:

- Você precisa ler mais, menina.
- Eu bem sei, bem sei! Preciso ler mais, estudar mais, outros tantos mais... A impressão é de que gasto o dia sem muita presteza. É grandão e generoso o dia, horas a fio ao meu dispor e eu o desperdiço, deixando-o apenas passar.
- Peguei dois livros na biblioteca, aptos a serem devidamente engolidos neste feriado. Eu não consigo parar de ler.
- Me empresta o seu Nove de julho? - Embora na segunda-feira eu nem vá trabalhar, porque vou me submeter à quarta endoscopia digestiva. É amor demais por um só exame. Ser tetracampeã não é pra qualquer migué não senhor! Espero com toda a ansiedade pelo avesso.
- Quem manda você morar longe?
- Uma dose de poema, por favor! - Eu peço.
- Pode ser Quintana?
- Claro que sim! Além do mais, tenho uma paquera bacana com Quintana... E até rimou.

“(...) Subnutrido de beleza, meu cachorro-poema vai farejando poesia em tudo, pois nunca se sabe quanto tesouro andará desperdiçado por aí... Quanto filhotinho de estrela atirado no lixo!”

- Do que mais gosta, beijo ou abraço? – Ele adora essas indagações acerca do meu pensar desordenado.
- Abraço.
- Eu também, bem apertado.
- É. Às vezes dá vontade de morar num abraço. 
- Eu queria morrer abraçado em alguém que eu goste.
- Talvez a morte assustasse menos, dessa forma. Esses dias foi aniversário de uma amiga, nascida em quatro de julho. Somos amigas há mais de 20 anos e por diversas circunstâncias a vida carregou cada uma pra um lado, depois vem e aproxima tudo de novo. Então quando cheguei, nos abraçamos, e ela falou: “que coisa boa é esse abraço”... Ela não percebeu que lacrimejei.
- Uma maravilha esse tipo de coisa. Nunca me furto a um abraço.

A Simone chegou. Ela vai não se sabe pra onde, demora um século inteiro, mas sempre volta. Tava esperando a passarinha aparecer pra me socorrer na trilha sonora dessa postagem totalmente casual e madrugadeira. Sabia que a sugestão seria O Teatro Mágico. Aliás, eu acho até que ela é parte daquela trup, tamanha a identificação. Escolheu a canção sem ter ideia do que seria a postagem e vai ficar toda boba, dizendo o quando é louca de amor por mim e Moisés Poeta. Ele também é por ela, a camaleoa... Eu tenho ciúmes, mas disfarço direitinho. Coisa mais infantil guardar ciúme de amigo! Sou madura e centrada. A verdade mais verdadeira é que eu queria muito morar no abraço deles...




19 comentários:

  1. Moisés me pegou de jeito pela poesia que carrega em cada gesto. E é bem assim, é bem desse jeito, perto dele temos vontade de ler mais, aprender mais, só para andar ladeado com ele nessa incrível viagem ao mundo das palavras intensas.
    Não vou comentar nada sobre a Milene, porque de mimos ela anda cheia, não precisa dos meus.
    Mas, Realejo, caiu perfeitamente nessa madrugada preguiçosa... - "enquanto for um berço meu, enquanto for um terço meu, serás viva, bem vinda! serás vida, bem viva, em mim."

    ResponderExcluir
  2. Que lindeza...essa tua madrugada sempre dá conta de parir sentimentalidades deste quilate...todavia...enciumei...mas hei de ir à forra no dia em que meu abraço te estreitar, dona Mi_lenE....ah, não perdes por esperar!!!!

    Buuuuuuuuuuu!!

    Bjo grande e abraço pequeno...que é o que tá sobrando pra nós, pobres mortais...rsrrsrrs (Mi aguarde!!)

    ResponderExcluir
  3. MI.... TE LENDO E TE ADMIRANDO SEMPRE....

    UM BEIJINHO CARINHOSO....BOM FINAL DE SEMANA!!

    ResponderExcluir
  4. Leio-te e com mais vontade fico de continuar a ler!
    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Só podemos aplaudir!Sempre lindas crônicas., do teu jeitinho!beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Você é La flor más grande del mundo




    (mesmo de tpm)



    rindooo.


    http://www.youtube.com/watch?v=ac9XG_lGrSA

    beijo

    ResponderExcluir
  7. Eu queria viver abraçado em alguém que eu goste... mas é tanta gente,,,
    Abraços a todos. E beijos pra quem quiser. Sei que você quer.

    ResponderExcluir
  8. Ahhhh assim como Barcellos, eu tambem quero abraçar alguem especial, mas... hoje... é Dia Internacional do Beijo e depois de ler seu texto, vou é mandar beijos para todos!

    Bom domingo!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Milene, que delícia seu texto, um verdadeiro liquidificador de pensamentos! Eu também não me furto a um abraço. Antes eu sentia um pouco de vergonha, até aprender que a entrega é o que torna o abraço uma verdadeira troca. Conheci esses dias esse grupo musical e adorei o estilo! Quanto ao Putz, está sim aberto a seguidores, o Gadget está na lateral direita, espero que encontre na próxima vez que visitá-lo e consiga estampar seu rosto por lá! UM abraço!

    ResponderExcluir
  10. Coube certinho nossa conversa , nessa sua bela crônica.
    onde o carinho e o afeto , sobram por todos os lados .

    Atravessar a madrugada contigo é sempre um grande prazer.
    meu coração sempre se alegra com isso .

    Um beijo Gigante e um abraço infinito !

    ResponderExcluir
  11. A madrugada parece transmutar um pouco as pessoas...
    Se quer conhecer alguém, é bom tentar de madrugada...
    Bjs, Milene!

    ResponderExcluir
  12. Flor querida,

    Nossa que travessia gostosa ao luar da poesia na madrugada inquieta e fria, da leitura, dos sentimentos,do livro, de um autor que nos instiga,
    um toque ali outro aqui, um devaneio diferente, uma busca deliciosa, um diálogo gostoso, e uma crônica perfeita pra quem se aquece no calor de um abraço....

    Delicia tudo aqui menina da arte ....

    Beijosssssss

    ResponderExcluir
  13. Sinta-se abraçada virtualmente por mim, Milene. Adorei o seu texto. Uma amizade é tudo mesmo e muitas vezes acabamos nos afastando de alguns amigos e é ótimo quando o tempo faz com que ocorra uma reaproximação. Beijão!

    ResponderExcluir
  14. Gostava de produzir lindezas assim pela madruga a fora. Só para Mi_ninas como vc...quem sabe um dia, né?! Por enquanto só olheiras panda.
    Beijuuss n.a.

    ResponderExcluir
  15. Maravilhosa postagem, lindo x lindo.
    Abraçar pessoas e delioso...A madrugada por vezes é minha companheira e adorada inpiração.
    Beijos, abraços e ótima semana !

    ResponderExcluir
  16. Milene,
    você distribui carinho, atenção, palavras boas, como ninguém...
    e acaba encantando tantos corações !!!
    beijo

    ResponderExcluir
  17. Olá, Milene!
    Eu ia reclamar (te dar um puxão de orelha, na verdade) porque você não dorme, mas essas madrugadas têm dado ótimos resultados literários, então... kkkkkk
    Bjs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  18. Ei... vc poderia fazer um post gigante né?!
    Poruqe queria ficar te lendo, lendo, lendo e não parar mais!
    Adoro!
    Beijoooos enormes!

    ResponderExcluir
  19. Vim deixar aqui minha marca, um enorme abraço. Bjos.

    ResponderExcluir