domingo, 26 de agosto de 2012

DO AMOR E DO RIDÍCULO

Não há tanta razão para se por a cronicar em plena quase tarde dominical a não ser pelo pretexto de postar essa imagem devidamente roubada no Facebook da Margoh. Tenho lá eu culpa se ela apresenta as imagens mais bacanas jamais roubadas na internet? Se um dia isso der cadeia, vamos todos num camburão em versos pixados por todos os poros.

Acontece que o domingão está meio morgado. Novidade nenhuma até aqui. Mas ele bem poderia ter vindo sem carregar pela mão uma inconveniente dor de cabeça, a me tirar o pouco da paciência que eu havia comprado e armazenado para ocasiões necessárias.

Talvez eu tenha feito essa dor de cabeça (minha médica costuma dizer que eu estou “fazendo uma labirintezinha” e eu canso de dizer que não quero fazer essas bagaceiras não... se for pra fazer, que seja coisa boa) por causa do imenso desgosto em ter sido chamada de ridícula por um moço num comentário à minha postagem anterior. Sério, não brinquem com isso, pessoas. Vocês não sabem como é frustrante para alguém que se acha tão meiga, fofa e incrível como eu ser chamada de tal deselogio.  É motivo suficiente pro cabra pegar uma depressão e sair com ela pelo mundão sem fronteira. E ainda o fez numa mistura de línguas, querendo bem que eu fosse ao Mister Google Translater, esmiuçar o xingamento. Não contava com minha astúcia, o tal cretino, meu inglês vasto me permitiu absorver o “bye bye” e deprimir loucamente com o “ridicule”.

Mal sabe ele que sou uma mulher preenchida de amor, mesmo num domingo de Sol preguiçoso (deve ser meu parente, o Sol) e dor de cabeça a me roubar a paciência. E por isso me pus a embaralhar palavras na minha velha e boa companheira folha branca, a fim de exaltar o amor simbolizado por esse par de corujas tão lindinhas. E musicarei com Chico, o Buarque mais charmoso de todos, porque canta o amor como se dele fosse o tutor. O amor é ridiculamente maravilhoso, a tudo enxerga com beleza, feito as corujinhas apaixonadas nesse galho que é o seu banco na praça pra namorar.

Por estar uma mulher coberta de um sublime estado de amorosidade, esse cabra salvou-se da ira da minha peixeira afiada e cibernética, a qual carrego inseparável na bainha. Ele nem sabe que sou herdeira da brabeza de Virgulino Ferreira, o Lampião? Todos os nordestinos tem sangue fervente correndo nas veias ensolaradas, brinque não!

Beijos e bom domingo sem dor de cabeça, pleno de corujices amorosas e ridículas. Quando me faltar amor, serei ladra do amor de vocês, ré confessa e adiantada.




16 comentários:

  1. Eita memem..que Virgulino o que?? Ele era uma moça sob os jugos de Maria Bonita, de quem tenho certeza descendes diretamente...

    Rídiculo é esse moço a quem tive o desprazer de visitar e não entendi nadinha, porque mal e porcamente falo o português, mas deimagens eu entendo e são feias, tanto quanto!!

    As dores são companheiras do ser humano, fique bem... meu amor por você é eterno se isso te ajuda..

    beijocas

    Loisane

    ResponderExcluir
  2. Adorei teu "roubo" lá da Margoh. E nem m fala em labirintite.Saí semana passada de uma que me jogou no chão.Mas fui forte e pisei sobre ela,rsrs... Quanto aos resto? Deixa assim, melhor nem se incomodar mesmo,né? beijos,tudo de bom,,aqui frio de volta e chuva!

    ResponderExcluir
  3. Opa! De Maria Bonita entendo....basta me chamar que
    ajudo a desmaterializar gringo falante!

    Beijoooo

    ResponderExcluir
  4. Orarei para que tua misericórdia e compaixão possam perdoar o pobre de espírito, para que ele sobreviva para enriquecer sua ridícula lista de leituras. Viva Garibaldi!
    Beijos corujíssimos.

    ResponderExcluir
  5. Amei essa corujinhas! Muito lindas!
    Manda um pouquinho desse sol aqui pro sul, manda vai? Já tô com uma saudade dele...

    Bejus e um ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  6. Se esse moço andou hoje por aqui, deve ter visto que sua ignorância sobre vc nem abalou a peixeira, e não pq ele não mereça, mas pq não vale a pena mesmo...as pessoas infelizes, Mi, podem ser muito cruéis, liga não...importa que vc é essa uma mulher preenchida de amor, e...pronto!! (com sotaque, tá meu bem???..rsrs)

    Bjos, uma semana bem bacaninha pra vc, sem dor nenhuma!

    ResponderExcluir
  7. Adorei, Milene. A foto das corujas e o desabafo! Use a peixeira quando necessário! rsrs beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  8. Milene, vim responder.O lugar é Praia do Forte- Ba Conheces? Um delírio! beijos,chica

    ResponderExcluir
  9. Sempre gostei de corujas. Tenho uma delas esculpida em madeira, desde os tempos em que cursava filosofia. Ela é o símbolo maior da filosofia.

    Não liga muito pra comentários e coisas tão pequenas.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Que? Quem chamou vc de ridícula? Fala aí que vou lá quebrar a cara desse desavergonhado. Aiai deixa pra lá Mi criticas sempre vao existir.

    Ps: vivo roubando fotos do face tb kkkkk

    ResponderExcluir
  11. Milene, ADOREI! kkkkk
    Adorei a resposta a criatura que te aborreceu e amei a crônica com as corujinhas! Perfeita! Espero que ele veja que o xingamento te rendeu um ótimo post! bjsss

    ResponderExcluir
  12. Taí uma das muitas coisas que jamais entenderei nesses espaços virtuais...brigas, ofensas, xingamentos, de quem não se conhece realmente e mal mal te lê...Ô trem danadu de doido sÔ! Fica bem...sinto que já está, mesmo hj sendo a segunda que vc tanto a-do-ra...kkkk
    Beijuuss, minha Mi_nina arretada, n.a.

    ResponderExcluir
  13. Seu espaço é bem interessante, infelizmente a internet é terra de ninguém, e por mais que procuremos nos manter longe de tipos como esse, hora ou outra sempre aparece um. O importante é não se deixar abater ou atingir, pois muitos fazem isso por pura diversão, trolagem.

    Abraços, estou seguindo aqui

    http://rebobinandomemoria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Muito simpáticas as corujas dominicais!
    Eu fui olhar o tal comentário, mas, não entendi nada, como o cara também não deve ter entendido...
    Nem perca tempo se aborrecendo com maluquices como aquela...
    Nem precisa sacar a peixeira...
    Bjs, Milene!

    ResponderExcluir
  15. Estou fazendo um trabalho de divulgação do meu mais novo blog, portanto hoje estarei te visitando e conhecendo teu espaço. Peço desculpas pelo comentário pronto, não é do meu feitio, faço apenas para facilitar a divulgação. Depois que você conhecer o meu espaço, voltarei para te ler com atenção e fazer comentários individualizados.
    O link do blog é: http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/ te aguardo lá, obrigada pela atenção, um abraço.

    ResponderExcluir
  16. Querida Mi_amada

    Gostei das corujinhas, e do ridículo desde que seja por amor. Tempo gasto com porcaria de gente é que não vale, a não ser quando é um bom ponto de partida para uma boa crónica e uma musiquinha que me fez viajar no tempo e voltar... pois será sempre actual. Grande Chico, excelente escolha Mi.

    Beijos Anjo alado de pétalas, e um kandando a atravessar tanto mar

    ResponderExcluir