quinta-feira, 25 de outubro de 2012

MEU PÉ DE ASSUNTO

Precisava escrever qualquer coisa pra justificar a postagem de uma música. Não é qualquer uma, é a que escolhi pra morar por uns dias. É mais uma das poesias do Nando Reis e eu a cada dia tenho mais certeza de que esse moço ruivo nasceu para acarinhar a minha alma sentimentalóide. É poesia cantada por uma moça que eu nem conheço tanto o quanto deveria, a Ana Cãnas e está sendo um delicioso vício...

Acontece que se eu me demorar muito a preencher essa página, logo vem a madrugada e lascou-se! As estrelas devem ficar num rebuliço só quando me veem de lápis e papel na mão e por certo pensam: “lá vem a doida de novo, achando que é poeta, nos colocando pra dormir, acordar, dançar, arrumar sonhos pra ela”...  Eu as compreendo. Ando também cansada de tanto sacudir estrela pra cá e pra lá, no meu céu de papel. E também lua. E noite. E madrugada... E tudo que eu percebo quando o meu sono demora a bater à porta. 

É que anda meio murcho o meu pé de assunto e quando isso acontece, as pobrezinhas celestes são vítimas em potencial desse estado minguante.  Há de se ter respeito pelos instrumentos da noite. Há de não exauri-las com chamamentos tolos a cada instante de pouca inspiração. Cumprirei.

Pra finalizar essa postagem desassuntada, vou buscar poema alheio, que fale das estrelas do jeito mais merecedor possível, que as cubra de lisonja e acalanto. Elas merecem, as moças bailarinas prateadas tantas vezes aperreadas por mim.

Esse poema eu carrego nas minhas agendas desde os primórdios (até hoje em dia, como diriam os Titãs) e diz um tanto da minha alma quando míngua e se apaga feito uma estrela cansada. Eu bem sei que não é um apagado pra sempre... É só uma luz cansada querendo sossego, mas logo se fará ansiedade em refletir. Poema simples, como diria o meu amigo Moisés, o Poeta. Mas carrega nele pedacinhos de mim.

A ESTRELA

EU VI UMA ESTRELA TÃO ALTA,
EU VI UMA ESTRELA TÃO FRIA!
VI UMA ESTRELA LUZINDO
NA MINHA VIDA VAZIA

ERA UMA ESTRELA TÃO ALTA!
ERA UMA ESTRELA TÃO FRIA!
ERA UMA ESTRELA SOZINHA
LUZINDO NO FIM DO DIA.

POR QUE DA SUA DISTÂNCIA
PARA A MINHA COMPANHIA
NÃO BAIXAVA AQUELA ESTRELA?
POR QUE TÃO ALTO LUZIA?

E OUVI-A NA SOMBRA FUNDA
RESPONDER QUE ASSIM FAZIA
PARA DAR UMA ESPERANÇA
MAIS TRISTE AO FIM DO MEU DIA

MANOEL BANDEIRA


Antes que chegue a madrugada, eu saio. E vou morar noite inteira nessa canção:





11 comentários:

  1. As estrelas são as poesias da madrugada que ao lápis de transformam em lágrimas douradas! abraços

    ResponderExcluir
  2. Lindo e esse teu pé de inspiração e assuntos, TENHO CERTEZA, não murcha!rs Adoro te ler! Gostei da música! beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Ana Cañas é maravilhosa! Pesquise um pouco mais sobre ela e verá que há muito que explorar nas poesias cantadas por essa menina esplêndida.

    Sobre o pé de assunto, e como não ser assim? Afinal, há tempo de plantar e de colher. Nesse interregno há o momento da contemplação da flor em botão que se abre; do casulo colorindo nova borboleta; das nuvens que encobrem o céu para depois lavar nossa alma e exibir uma outra vez o brilho revigorado das estrelas que iluminam as inspirações do poeta.

    Tenha um ótimo dia. Abraço terno.

    ResponderExcluir
  4. Bonita canção, a cantora tem um estilo meio Adriana Calcanhoto...
    Mas, a poesia de Manoel Bandeira foi objeto de minha primeira aula de português no curso médio, por isto se tornou inesquecível...
    Use e abuse das estrelas, elas estão lá para isto!
    Beijo, Milene!

    ResponderExcluir
  5. Minha querida Milene, essa crônica, por si só, já é uma poesia, hão de as estrelas parirem sorrisos. Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Já notou? As estrelas brilham mais quando você as acarinha com suas palavras, Miminha.
    Bela casa nova.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Que lindo poema, Milene! E a crônica, como bem disse o Eder, já é uma poesia mesmo.A música foi muito bem escolhida, viu? Bjão!

    ResponderExcluir
  8. elas brilham para nós mesmo depois de já terem morrido há milhares de anos, imaginou só?
    mensageiras e inspiradoras tal como você, brilha sempre para nós com estes prosemas maravilhosos
    beijo

    ResponderExcluir
  9. Acho digno vc nos presentear com poetas famosos! Gosto deles, mas não se exclua da turma porque esse povo todo aí pra cima que ja comentou gosta dessa poeta que agita estrelas quando tem insonia! É ruim demais eu gostar de quando vc não dorme? Kkkkkk

    ResponderExcluir