sábado, 6 de abril de 2013

DE UM, TUDO... EXCETO TOMATES.



Ainda no exílio virtual, cá no mundo aonde as páginas da internet insistem em se dizer não encontradas, esperando que um novo chip pro meu modem chegue a mim feito benção.

Enquanto isso, lá fora, na imensidão de mundo real, as coisas continuam acontecendo à minha revelia. Pode isso, produção? Novos e velhos personagens se misturam nessa maluquice chamada vida. Assuntos não se cansam de encherem os pacovás alheios. Tomates, deputados (o pastor e o gay), norte coreanos doidinhos da Silva, “vem aí”... Bem dizia Cazuza que o tempo não para. Espera ninguém não senhor!

Esmiuçando: 

O tomate. Sim, não é justo um quilo de tomate custar mais aos nossos bolsos furados do que um quilo de carne, mas, bora parar de falar nesse assunto porque já exauriu o mais paciente dos monges budistas. Deixa o cabra vermelho lá na prateleira até ele se envergonhar de se autovalorizar tanto. Até chover, até apodrecer... Sei lá! Alguém vai ganhar uma depressão de deixer de consumir tomate? 

Os deputados. Tem momentos em que um pensamento tolo acerca da censura permeia a minha mente. Proibiria, tirana, nas redes sociais, a simples menção dos nomes “Pastor Sei lá do Quê Feliciano e Jean Ex-BBB Willys”. Caraca, maluco! Chato demais esse papo de inventar que um disse isso aqui, o outro disse aquilo acolá. Aí o sujeito bestão compartilha sem nem saber direito a sua própria opinião. Falando sério, bem pouquinho, seria digno da parte do deputado recuar e deixar outro colega bem intencionado (?) ocupar o cargo. No mínimo é estranho um sujeito com as ideias iguais às dele, diretas e retas, sem possibilidade de renegociação de pensamento, lidar com questões tão delicadas. Então cria-se um furdunço desgraçado. Fala-se tudo, pensa-se muito pouco e deu-se a confusão. O deputado baiano,ex-brother, ontem, hoje e amanhã gay, é sujeito inteligente demais para ter dito as bobagens atribuídas a ele. Tomei, sutilmente, partido nessa parada? Tenho certeza que talvez.

Eu vejo os norte coreanos e me lembro de uma cena do filme Velocidade Máxima, onde se colocava uma gravação pra distrair o bandidão. O povo todo repetia os mesmos movimentos feito os nativos da Coréia do Norte parecem repetir em cada aparição na TV. Agora deram pra querer oferecer mísseis feito fossem buquês de flores. Mande pra cá não! Aqui já tem maluco o suficiente tentando explodir o Brasil. Eu se pudesse falaria com o chefe de lá... Presidente não, que é ditadura... agora esqueci e não vou no Google porque senão minha internet provisória some de mim. Diria assim: “moço simpático (só que não), porque ao invés de ameaçar pedações do mundo, feito uma criança birrenta, o senhor não instaura no seu país o primeiro regime de governo hippie da história? Já pensou que bacaninha, tudo só peace and love? As pessoinhas dos olhos miúdos cantando e dançando desvairadamente, em vez de entoarem esses gritos de guerra malucões? É só uma ideia e eu nem to cobrando nada por isso... E se puder, por favor, não me exploda”.

Gente do céu! Faço como pra acabar com aquela vinheta irritante do “Vem Aí” global? Sim, eu sei. É só trocar de canal, desligar a TV, ler um livro, conversar no Face, ler as postagens dos amigos nos blogs, e tals, e tals, e pronto, tudo resolvido. Só que não! Aquilo tomou conta da minha mente feito um zumbi. Ou eu sou o próprio zumbi, já não sei de mais nada. Nessas horas ameaço compreender atentados terroristas. Mas desameaço logo em seguida, porque, como diz minha amiga Rafaela, sou “quase ótima”.

Música para a minha alma, para a minha calma, para apaziguar essa dureza que se chama viver, vez ou outra. E ontem Cazuza faria cinquenta e cinco anos de idade... Melhor que esmiuçá-lo é viajar na sua poesia. Cante aí, Agenor!

Beijos e sonhos!



15 comentários:

  1. Olá! Você tem um talento que me falta, que é o de descrever a verdade com muita propriedade! São tantas injustiças né? E os carros então, estão subindo uns nos outros e o povo compra, compra, compra, parecem robôs de consumo! E o tomate? a seca? nossa, abraços

    ResponderExcluir
  2. Tenho quase certeza de que talvez você seja ótima. Exportaremos tomates e deputados para as Coréias, a preço de banana, em troca de professores de coreografia marcial. E o "vem aí" em breve evoluirá para o "já era". Amém. Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Já eu não tenho dúvida do quanto vc, inquieta, contribui para um mundo mais justo - ainda que nas palavras morem as soluções, a semente está lançada, e simplesmente amo esse teu pensar da madrugada...visse, moça querida???

    Quisera ver tuas letras empunhando tuas ideias, derrubando o lixo que a gente lê sem parar; quisera te ler num livro de crônicas... ah! eu vou!!

    Bjos, Mi, bom fds pra ti!

    ResponderExcluir
  4. o mar o azul o sábado
    liguei pro céu
    mas dava sempre ocupado
    Paulo Leminski

    (ler voc^ é ficar orgulhosa, sabia?)


    estarei na fila enoooorme de autógrafos ,
    te vejo faceira , feliz.

    um abraço. um beijo . e a certeza de que assim é!




    ResponderExcluir

  5. Olá querideza,

    Voltei.
    E médicos? Você sabe onde tem esta categoria sobrando e disposta a salvar o sistema de saúde aqui por banda das Minas Gerais????

    Você é ótimaaaaaaaaaaaaaaaaa.

    Adorei a leitura e as colocações.

    Lindo final de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Que "orgúio" tenho de ser teu amigo MilenA...

    Beijo
    DeussssssssssssssssssssssKiajude

    ResponderExcluir
  7. Entre uma risada e outra comentarei:

    - Não ligo a mínima pra droga do tomate caro. Não gosto de tomate, só no ketchup. E se ficar caro, beleza, meu hamburger sobrevive sem.

    - Sobre os deputados: Eu, com certeza que talvez tomei o mesmo partido que você talvez tenha tomado nessa confusão toda... ;)

    - E tenho que admitir que a imagem de você falando com o presidente da Coréia (imaginário, já que nós duas não sabemos seu nome) vai me fazer rir por algum tempo. e que este não me exploda também.

    Vais pegar este modem quando mulher???

    Bjos!

    Arrasou, como sempre.

    http://borderline-girl.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Milene, adorei a forma como conduziu o texto, com introdução e explicação...os tomates se revoltaram justamente a partir do momento em que eu enjoei dos molhos de pacote e passei a fazer molhos do fruto natural. Será um complô dos tomates?
    Eu sempre achei o Jean muito inteligente e a não ser que tenha se contaminado com o vírus da hipocrisia que impera entre os deputados, acho que não falaria tantas asneiras.
    Sobre a Coréia, já ouvi falar que é tudo manha para conseguir chamar a atenção e receber mais ajuda. Vai saber...e chega de tomates, por hora!
    Que bom ter trazido Cazuza para aliviar o mundo de tanta inquietude!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. Mileninha, até eu, que nem ligo pressas coisas, percebi que aqui no Rio, 2 kg de tomates= R$ 19,00=i garrafa de vinho chileno! Acabei me decidindo: pra que que eu quero tomates?
    Quanto aos coreanos, podemos dar as coordenadas do congresso nacional, em Brasília para o china maluquete experimentar o míssil cha-bu que ele tanto fala!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  10. Hehehehehehehe MíLí, mais um texto muuuuito legal e inteligente! Vc é muito boa com a escrita. Juro que pensei que vc iria mandar o ditador Coreano mandar tonates aqui para o Brasil, hahahahahahahahaha, iria ser legal!

    Um beijão!

    ResponderExcluir
  11. Oooi Mileninha!!!
    Nossa, quanta informação em um único texto. Penso tanto assim não. Hehehehe.

    Bejão e uma ótima semanaaaaa!!

    ResponderExcluir
  12. Não como tomate (hehehehe) e se parassem de comprá-lo... só os lixeiros teriam trabalho. O mundo não está louco. O que é o mundo? Loucos são os homens que falam bobagens e prometem destruição. E ficamos no meio da confusão. Ainda bem que você nos trouxe a música, para relaxar. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  13. Concordo com a Marilene que depois de tantas coisas mostradas ,veio a salvadora música ! rs ,Linda e tranquila semana.Que seja TRI LEGAL! beijos,chica

    ResponderExcluir
  14. Eu não sou fã de tomate, prefiro o extrato, e até onde eu sei, o extrato não sofreu esse aumento absurdo. Continuando no q veio da terra, a Daniela não quer mais comer banana, prefere chupar carambola. Agora, em relação ao deputado, é um assunto chato, já tá virando heterofobia...kkkkkkk. Bjos.

    ResponderExcluir
  15. Milene, e nem foi só o tomate que aumentou não. Mas é uma vergonha isso!

    Vc fez uma excelente comparação entre a situação da Coréia e a cena do Velocidade Máxima!

    Olha, essa musiquinha do vem aí é viciante mesmo. Um bom golpe de marketing, diga-se! rs Beijão.

    ResponderExcluir