terça-feira, 4 de junho de 2013

ENTRE GRILOS, BORBOLETAS E O CÉU CHOVENDO ESTRELAS


Rafaela postou agorinha essa imagem, no meu mural, porque amigos são assim de cuidar...
e eu achei tão lindo que carreguei pra cá. 


Estou numas de iludir a noite, contar-lhe doces e poéticas mentiras e quem sabe eu a convença que uma boa parte das suas horas é feita para se dedicar ao sono. Morfeu, Hipnos, não quero acordo com esses polígamos que carregam qualquer um pra cama e quando mais preciso deles para adormecer um dia estranho, cadê? Dormem sem mim! Inadvertidamente mergulham nos seus mundos fantásticos e serenos, sem me darem reles possibilidade de acompanhá-los e assim a noite acontece. Escura e só. Plena de pensamentos despertos e confusos, completando a missão do dia que estufou meu coração no peito, fazendo parecer um peito pequeno pra um bocado de corações. Mas hoje eu não estou com a menor vontade de acompanhar a noite entregando as chaves pro dia recém-nascido e os dois num descarado ajuste de acontecimentos, passando o turno um pro outro e ela, a senhora dona da escuridão, dizendo pro senhor das nuvens claras: “ocorreu tudo numa tranquilidade imensa, só essa louca que resolveu não ceder ao sono e no seu silêncio ruidoso me fez companhia”... Hoje eu lhe contarei histórias de dormir. Direi os poemas mais lindos. Cantarei canção de acalmar quantos corações se tiver no peito miúdo, doce e acolhedor acalanto. Hoje eu adormecerei a noite e ela, comovida, me deixará adormecer com ela, entre grilos, borboletas e o céu chovendo estrelas. 


16 comentários:

  1. Achei muito lindo esse presente da Rafaela!
    Pois cá estou eu a fazer companhia para a noite e o note que não me abandona. Mas é só devido a cabelos molhados porque sono tem bastante. Quer um pouco? De sono ;)

    Bjobjo e uma boa madrugada!

    ResponderExcluir
  2. Eu, tolo arigó, acho q vc nunca me surpreenderá, aí está, o q há de mais belo nessa minha querida cronista preferida, ela sempre consegue. Estou aqui de queixo caído por tão bela e poética crônica. Virou hábito, e dos bons, aplaudi-la a cada texto. Virou hábito, e este mais de q bom ainda, alegrar-me ao te ler. Bjos.

    ResponderExcluir
  3. Esse chuva de estrelas é um sonho de ninar, uma adormecer e rimar, as constelações em nosso mar! abraços

    ResponderExcluir
  4. ....espalhas palavras doces pela noite e
    eu as devoro no café da manhã!


    beijo

    ResponderExcluir
  5. Sonhos no silencio da noite que libertam a nossa alma até á hora de acordar, voltar para a realidade.

    ag

    ResponderExcluir
  6. Mi eu acho que vc deve procurar o Sr. Pestana e criar uma amizade duradoura com ele porque vc precisa dormir!
    Nunca vi pessoa que mais perde sono Kkkk

    Se bem que saem textos bons disso né?! Talvez seja melhor deixar assim!
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Luciluzem pirilampos
    Estrelas borboletantes
    Pelas noites dos teus campos
    Sonhos da agora e de antes.


    Beijos, fadinha.

    ResponderExcluir
  8. genia, vc é um bruxa do bem, que faz alquimias com as palavras,kkkk adorei!

    http://eubipolarbuscandoapaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Quando o céu chove estrelas vale muito encharcar a alma e ser feliz,
    abraço Milene

    ResponderExcluir
  10. Que lindo,Milene.Sempre surpreendendo! Adorei, desde o início ao fim. beijos,chica

    ResponderExcluir
  11. Tenha uma linda noite, com grilos cantando, borboletas coloridas voando, o céu chovendo estrelas...E a tua mente chovendo boas ideias!
    Que Morfeu preserve os teus sonhos, minina!
    Bjs, Milene!

    ResponderExcluir
  12. Mais um texto desse e Morfeu não te deixa mais dormir mesmo, só pra poder te escutar.

    bjos!

    borderline-girl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Acabei de conhecer a primeira mulher poderosa que consegue "passar a perna" nos deuses do sono.

    As vezes precisamos protestar contra nós mesmos, a realidade, o mundo e poque não contra os deuses?

    Abração.

    ResponderExcluir
  14. Tô bem boa pra te fazer cia nessas noites insones...afff como tenho saudades dos tempos que batia na cama e, como minha mamis dizia, nem rojão pra me acordar! Hoje, qdo ocorre, é picado em minutos que mal dá pra uma coberta de retalhos de hora. Prescreveram gotas de Rivotril, mas quero naum. Sono induzido vicia rsrs.
    Beijuuss solidários minha Mi_nina

    ResponderExcluir
  15. Que os vaga-lumes e borboletas acalentem o seu sono, atraindo para seu devido lugar a insônia, ou seja, bem distante dessa alma sonhadora, que precisa descansar. Bjs.

    ResponderExcluir
  16. Essa semana vc estava inspirada ao cubo, Milene! Depois daquele lindo poema, esse belo texto. Sim, foi ao contrário, mas eu li de cima pra baixo já que vim aqui atrasadamente. Vc é boa nos poemas, nos textos tocantes e também nos divertidos relatos de algumas situações vividas. Reitero as palavras da Marilene. Beijos!!!!!!

    ResponderExcluir