quinta-feira, 3 de abril de 2014

O ACONTECIDO



Hoje eu pari um verso, chorei vendo novela, quase chorei de derrota botafoguista. Esmiucei o sistema, manguei do João Gilberto, lamentei o estremecido lá pro lado do Chile. Sorri no olhar o talvez amor alheio; cantei, voz e coração a música do amigo; senti saudade da amorosidade que estava aqui e era minha. Hoje eu sofri de afetos; eu morri de sono; eu inventei remorso. Tive dó do bêbado, que parecia perdido e na igreja, fedido, não foi bem-vindo não. Eu fui suave porque pra onde ia, carregava o sorriso do Miguel. Eu fiz greve de novo. Eu cometi gordices. Eu respondi bastante. Eu perguntei um pouco. Eu judiei dos meus pensamentos. Hoje já não é mais, senão, o acontecido. 


O POEMA PARIDO


TAMBÉM ACONTECEU ESSA CANÇÃO. CLIQUEM NO LINK E OUÇAM A VOZ MACIA E CHEIA DE POESIA DO MENINO, MEU AMIGO, ITALLO FRANÇA, QUE ME DÁ ORGULHO QUE SÓ! 

SER VIZINHA DO CANTOR É BOM PORQUE, CAMINHANDO UNS PASSOS, GANHO UM AUTÓGRAFO E UM ABRAÇO.

https://soundcloud.com/alfabetonumerico/carinho-que-mora-logo-ali




9 comentários:

  1. Hoje o acontecido criou asas e voa em linda poesias! abraços

    ResponderExcluir
  2. Tu és ótima parideira de coisas lindas!Adorei! um beijo,lindo fds! chica

    ResponderExcluir
  3. E quando o acontecido acontece, e se tratando de dores da alma, o melhor a fazer é dormir um bocado de dias... Ao acordar, as coisas estarão mais calmas.

    ResponderExcluir
  4. Resumindo, foi mais um dia bem vivido, cheio de milongas, meninices e milenices!
    E muito bem descrito!
    Bjs, Milene!

    ResponderExcluir
  5. Um dia em que a sensibilidade grita, as emoções não se acomodam, a pena escreve versos nascidos do coração. E tudo emoldurado pelo sorriso do Miguel. Mais um dia que a noite leva para o ontem. Mais lembranças para um cantinho da memória. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  6. Oi Milene,

    Gostei de ouvir o Itallo França. Musica bonita e voz agradável aos ouvidos.
    Há dias assim, em que a sensibilidade fica aguçada e tudo chega com sentimento duplicado, trazendo mais aperto ao coração da alma. Ainda bem que o novo dia é poderoso e nos devolve a paz inexplicavelmente roubada no ontem.
    O expressivo poema parido retratou bem a melancolia do estado de alma do momento de sua inspiração.

    Belos e felizes dias.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Milene, o meu Fluminense anda um lixo, mas tento não me aborrecer pq não vale a pena. Ás vezes não consigo, confesso. E teu poemas são sempre ótimos. Vou clicar no link pra ouvir seu vizinho. Bjão!

    ResponderExcluir
  8. Milene,
    Quanto mais a leio mais sinto que sabe muito bem qual a sua forma de estar na vida. E eu curto isso!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  9. Esta que eu adoro esses seus dias de inspiração kkkkkk
    Nem precisou perder o sono, está vendo? Hahahahaha

    bjs

    ResponderExcluir