domingo, 2 de novembro de 2014

DA INFINITA MEMÓRIA E AMOR



Eu não sei rezar sobre pedras
E azulejos frios
Urnas de concreto guardando ossos
À luz temerosa das velas atentas
Aos ouvidos de uma reza rasa

Meu olhar lacrimeja e ri
Pelo eternizado bom da memória
E evoca todo santo dia
Um canto sentido de paz

E no fim, sem que assim o seja,
A morte, imutável certeza,
Não é de morrer o amor.


A saudade é minha oração.


15 comentários:

  1. Sendo a morte coisa certa, teimamos em agir como se fôssemos imortais. E até poderemos sê-lo, nas memórias que soubermos legar, naquilo que soubermos construir, na mão que soubermos dar. É esse o grande défice da humanidade, saber dar a mão.
    Milene, o que as suas palavras despoletaram! :)

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  2. Como vc tb não choro minha saudade numa lápide fria. Aliás, gosto nadica de cemitérios. Você bem podia eternizar essa lindeza: "A saudade é minha oração. " Esse mês faz 05 anos de oração diária pra minha mamis. Ai ai...
    Beijuss Mi

    ResponderExcluir
  3. O amor não morre mesmo e a oração pode ser feita sem que se use, sequer, palavras. As lembranças prazerosas são capazes de afastar a dor. Uma linda semana para você, Milene! Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Lindo isso, Milene.
    Também faço da saudade a minha oração.
    Hoje fui levar flores ao túmulo de minha mãe e conferir se a placa de identificação estava no devido lugar. Foi a primeira vez que fui ao cemitério após o sepultamento. Olhei para a lápide e pensei o quanto nada somos. Minha mãe não estava ali, mas em outro plano e, com certeza, mais serena e feliz, não obstante a saudade que também existe do lado de lá. Boas lembranças serão eternas e alimentarão a nossa saudade.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. MILENE,

    a saudade é a NOSSA oração.

    Gostei do poema!

    Um abração carioca.

    ResponderExcluir
  6. Eu tenho uma saudade eterna, mas o que conforta é saber que a eternidade é simbolica, visto que um dia haverá o reencontro.

    Boa, a saudade é um otimo motivo para orar!

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Aplausos!!!!!!

    Eu me sinto assim também. Minha mãe não gosta, mas eu me sinto assim também!

    ResponderExcluir
  8. O amor certamente transcende a morte...
    Afinal, a morte é só uma mudança de estado...
    Bjs, Mi!

    ResponderExcluir
  9. Lindo poema, Milene. E o Dia dos Finados é só um dia para homenagem pq a saudade é 24h. bj

    ResponderExcluir
  10. Olá, Milene, como vai?
    O importante é o calor da oração, ainda que eu seja afeita à presença física entre as pedras, vejo que o ritual é vão se não há sinceridade no coração, e isso, você tem de sobra.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Lindo,Milene ! Saudades e oração! bjs,chica

    ResponderExcluir
  12. Oi Mi

    Coisa linda esses versos, fez um silêncio em mim, são mesmo prece.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Lindo poema, Milene. Bom começar a semana assim. Bjssss

    ResponderExcluir
  14. Lindo, lindo e concordo com vc. Não gosto de rezar para azulejos...
    Prefiro a saudade verdadeira que sinto a cada dia.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Oi Milene, como sempre seus versos são de um encantamento só, mesmo abordando um tema tão triste, vc consegue nos passar que na saudade também pode haver beleza. Temos sempre que guardar a alegria de termos compartilhado uma vida e uma época com aqueles que se foram e que tanto amamos.

    Abraços

    rebobinandomemoria.blogspot.com

    ResponderExcluir