terça-feira, 9 de dezembro de 2014

PARTIDA


Fez-se noite e vou embora
Sem destino, sem demora
Sequer carrego bagagem
Sigo só nessa viagem

Tendo o céu por companhia
E a constelação de guia
Dou um passo, invento rima
Tola fada bailarina

Ensaio verso bendito
E à luz do luar bonito
Expurgo meus dissabores

E aos que choram vis amores
Incuráveis, sonhadores:
- O fim da estrada é o infinito!




9 comentários:

  1. Versos benditos bem ditos à luz do infinito.
    Um beijo Grande

    ResponderExcluir
  2. Que lindeza Mi_nina..." E à luz do luar bonito
    Expurgo meus dissabores"... demais!
    Beijuuss

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito. Emoção além do poema!... BeijooO

    ResponderExcluir
  4. Linda, emocionante poresia,Mi! Valeu te ler,mais uma vez! bjs, chica

    ResponderExcluir
  5. Belo voo, Milene!
    Nas asas da poesia e do sonho!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Lindo e mágico, Milene. Uma partida sem bagagem significa que tudo ficou para trás e a alma, limpa, se alimenta de beleza e esperança.
    Desejo que viva um natal de união e amor, ao lado dos que lhe são queridos, e que 2015 lhe ofereça inúmeras possibilidades para a realização de sonhos e a satisfação de suas expectativas. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  7. Feliz Natal e tudo de bom em 2015 ,que possamos estar sempre ,com alegria, saúde, por aqui nos encontrando! bjs, chica

    ResponderExcluir
  8. Olá Milene,

    Você está 'porreta' na poesia, hein? Parabéns!
    Uma lindeza de versos.

    Desejo a você e familiares um lindo, abençoado e festivo Natal.
    Que 2015 realize os seus mais ansiados desejos

    Grata pelo carinho de sua amizade e pela gostosa interação no decurso do ano.

    Até 2015.

    Felizes festas!

    Beijo.

    ResponderExcluir