terça-feira, 10 de novembro de 2015

Botafogo - Amor Fora de Série


Tolo quem ousou tentar rebaixar o nosso sentimento
Esse Fogo em chama eterna
Essa paixão maluca que num instante é revolta 
E no outro é uma devoção de medida inalcançável
Que só se sabe pelo batucar gostoso no peito
E o sangue a ferver de amor por você

Dos tantos e tortos pés driblando joões
Guerreiros inspirando lágrimas de valentia
Gols aos montes: de cabeça, joelho ou calcanhar
A bola entrou. Maravilha!
Loco uruguaio do cabelo comprido
Amor estendido ao manto alvinegro
E as mãos negras espalmando o impossível
Regando o nosso orgulho jamais esquecido
Obrigada, por tanto, paredão!

Tolo quem finge não saber
Que em qualquer parte desse planeta redondo
A bola lhe beija, em gratidão, os pés
E lhe diz pra ser bem vindo
De volta ao lugar que, sem você,
Era céu escuro e entristecido
Sem o brilho da sua Estrela Solitária

Botafogo, onde você estiver
É lá que estará o meu amor.
 Fora de série

E sem fim...