terça-feira, 3 de maio de 2016

Do Inexplicável Botafoguismo

O Rui, meu querido amigo botafoguense de Portugal e do mundo, levou a minha figura fofa para o seu blog. Fiquei meio besta, confesso.

Era domingo à noite e eu deixei recado pra minha irmã Cristiane pedindo a ela emprestada a blusa do Botafogo que eu havia lhe dado... Prometi devolução. Tenho pensado.

Era domingo à noite e o Botafogo acabava de perder pro Vasco quando eu decidi que trabalharia no dia seguinte uniformizada pelo meu amor que é preto e branco, que é branco e preto, que tem uma estrela grandiosa no peito, que me pulsa, me sonha, me canta que ninguém cala esse nosso amor, que me encanta, e pronto.

Domingo que vem tem outro jogo, o segundo e derradeiro dessa peleja e eu já decidi que vou novamente, noutra segunda-feira, me vestir dessas listras e ir a fim de quem quiser me ver e achar bonito, ou achar estranho, ou desdenhar, ou dizer “que massa”. Tomara que dessa vez eu vá vestida de vitória com V de Vasco. Tomara.

Essa coisa de botafoguismo entranhado na gente não é coisa de se explicar muito não, é de se sentir, e só. É de não saber como dizer da grandeza da emoção, é sofrido e bom, é incrível! A gente escuta as histórias passadas e românticas e chora. E pensa que se agora está um momento assim não tão vitorioso, a gente tem raiva, xinga, sofre... mas segue amando. A gente ama mais e espera, e esperança.

A gente quer dar uns cascudos no Botafogo, mas no instante seguinte colocar no colo e dizer que está tudo bem, que a gente se importa, que a gente vai estar sempre junto. Você entende? Acho que não, mas não tem muita importância a sua compreensão ou falta dela. A gente vai ser assim pela vida toda, zelando pelo Botafogo como algo de uma preciosidade única... e tão bonita.

Um abraço... Na verdade, dois abraços, um pra vocês e um especialíssimo pro Rui, do Blog Mundo Botafogo.  Até.



5 comentários:

  1. Linda foto e um beijão e boas torcidas pra ti e pro Rui! chica

    ResponderExcluir
  2. MILENE,

    deixe-me passar para você um pouco do meu inexplicável amor eterno, jurado e sacramentado em instituição de fé pública cartorial,o que é ser Vascaíno, o time Gigante Colina de São januário.

    Sabe Milene, a camisa do botafogo só falta um grandioso detalhe qual seja, uma cruz de malta vermelhissima nela.

    Então você saberia que ser Vascaino é uma nobre missão sobre a face da terra que inclui humildade e que essa humildade traduz-se na frase:
    Somos o maior time de futebol do planeta!

    E somos, nós Vascaínos, igualmente desportistas acima de tudo e meu maior sonho é voltar a ganhar do Botafogo, neste segundo jogo,com gol de mão de nossa perola negra o Duvier Riascos aos 49 minutos da prorrogação do segundo tempo.

    E como Vascaíno sou muito educado, polido e certamente um cara do bem, o terminar dizendo que eu quero que os botafoguenses, fregueses de caderno no meu time, se explodam!!! kkkkkkkkkkkkkkk

    Esta bom assim ou quer que eu minta, minha amiga virtual Milene? kkk

    ResponderExcluir
  3. E se eu lhe dissesse que sou primo do Zico (os nossos avôs são irmãos).
    E esta???

    ResponderExcluir
  4. Ficou ótima a foto, Milene! Sou Fluminense, mas torci pro Botafogo na final. Pena que não deu. bjão!!!

    ResponderExcluir
  5. MILENE, jamais poderias ficar mais linda do que nessa foto com a camisa e o escudo mais lindos do mundo! Beijos Gloriosos.

    ResponderExcluir