segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Vocabulei-me

Eu gosto da palavra bonita, nas suas variáveis todas. Eu gosto mais de dizer que uma pessoa está bonita do que linda, por exemplo. Obviamente isso não tem significado científico algum, ou religioso, ou qualquer coisa que o valha. Mas eu sigo dizendo que gosto mais do bonito do que do lindo.

Como se o bonito combinasse mais com poesia do que o lindo. O bonito é vasto. O bonito é sonoro. Sem querer desqualificar a lindeza, longe disso. Que uma coisa linda é coisa boa de se ser, mas o bonito, repare, é tão mais completo.

O bonito é amplidão. Como se desse pra se sentir o bonito para além do que se olha. É também o que não se vê pelo lado de fora.

Se eu digo que uma coisa é bonita, quero dizer que ela é estupenda. Se eu digo que uma pessoa é bonita, estou dizendo que ela é tão incrível nesse mundo e olhar pra ela faz-me bem aos sentires todos.

Essa fala era para defender coisa nenhuma. Que o bonito e o lindo vão seguir sendo bons de se dizer e se escutar sem precisarem se desmantelarem em si para um ser melhor que o outro.

Mas que a palavra bonita é mais bonita, isso é sim senhor.




Um comentário:

  1. Concordo! Gosto, acho bem sonora e cabe sempre a palavra bonita! Linda já é alho mais, nem sempre cabe! bjs praianos, bom te ver!chica

    ResponderExcluir